Home Hardware Dissipadores Thermaltake Frio OCK

Introdução

Chegou a altura de mais uma review, desta vez temos o prazer de apresentar um cooler que se intitula como o topo de gama da Thermaltake para refrigeração a ar do CPU, desenhado especialmente para overclockers, dai o seu nome, Frio OCK, acompanhado do mote, “Designed for Overcloker King” !

A Thermaltake é uma empresa já conhecida no mundo do hardware para PC, com as suas caixas, fontes de alimentação, coolers e inúmeros periféricos. Mais uma vez temos aqui na Lilireviews um cooler de gama alta na refrigeração de CPU, a ar, onde já existem algumas boas opções e especialmente eficientes.

O próprio nome deste componente promete uma performance de topo e para isto anuncia as seguintes características:

• 2 Torres com lâminas de alumínio de 0.4mm de espessura
• 6 Tubos de cobre de 6mm de diâmetro
• Pasta térmica premiada incluída
• Módulo de suporte para 2 ventoinhas VR™ OC Fan de 130mm, incluídas
• Controlo único de velocidade, entre 1200~2100 rpm
• Design inspirado no StartCraft II
• Desenho para instalação e desinstalação conveniente e sem necessidade de ferramentas.
• Back-plate com suporte a Intel e AMD
• Suportas os sockets: LGA 2011, LGA1366, LGA1155, LGA1156, LGA775, AM3, AM2+, AM2

Muitos duvidam do nome Thermaltake como estando à altura dos topos de gama, mas a verdade é que pelo menos na área da refrigeração, esta lançou recentemente 2 produtos, o Frio e o Jing, que provaram ter uma qualidade acima da média no que toca a performance e nível de ruído. O Frio OCK não é apenas um remake radical de uma peça já por si boa, o Thermaltake Frio, este apresenta um novo desenho das suas torres, um capa bastante atrativa para as suas ventoinhas e um design inspirado no jogo StarCraft II, que lhe atribui um aspeto arrojado e maciço.

Embalagem e Conteúdo

A embalagem onde vem o cooler apresenta gráficos atrativos e pouco exagerados, e as informações sobre as especificações estão dispostas de uma maneira bastante organizada, sendo a parte de trás da caixa dedicadas as características mais marcantes, e a lateral preenchida com os detalhes técnicos.

Ao abrir-mos a caixa deparamo-nos com os documentos que acompanham qualquer material, nomeadamente garantias e instruções de instalação. Por debaixo destes temos uma estrutura de espuma que protege o cooler em si e aloja uma caixa de cartão pequena que contem todo o material que irá necessitar para a instalação. Nesta caixa de cartão podemos encontrar um backplate de plástico, o suporte metálico que vai rodear o socket, e a pasta térmica, de notar que todas estas peças se encontram extremamente bem organizadas e embutidas, de modo a não andarem a balançar dentro da caixa.


Do que já vimos até agora, e sem sequer falarmos ainda do cooler em si, podemos ver que a Thermaltake quer passar a mensagem que este é um material de qualidade e com atenção aos detalhes.

Então vamos agora dissecar o cooler! Esta é uma palavra que dá uma sensação correta ao ato já que a montagem do suporte das ventoinhas na torre é algo que foi muito bem pensado e extremamente fácil de remover e voltar a instalar deslizando-o verticalmente, no entanto apenas temos interesse em fazer isto para fins de limpeza, já que as ventoinhas originais não se podem trocar e não existe outro sistema de suporte para além deste, no entanto com 2 ventoinhas de 13cm em cada lado da torre, a fazerem circular um túnel de ar considerável pelo cooler, este está bem equipado. Como já aqui foi dito este cooler tirou inspirações do jogo Startcraft II, e as suas linhas retas irregulares dão-lhe um ar futurista e consistente. No topo desta carapaça temos uma janela transparente azulada onde podemos espreitar para a divisão entre as duas torres e onde furam as pontas dos 6 tubos de cobre de 6 mm, niquelados para prevenir oxidação.

Continuando a análise das ventoinhas estas podem atingir rotações na gama das 1100 RPMs até 2100 RPMs, no entanto estas apenas podem ser controladas manualmente, quero com isto dizer que este cooler não tem um controlo de PWM. Ambas as ventoinhas estão ligadas a um manípulo único que permite controlar a sua velocidade, infelizmente este manípulo por sua vez tem um fio curto que apenas pode ser acedido por quem tenha uma caixa aberta ou quem esteja disposto a ter a tampa lateral amovível. Isto pode ser incómodo mas dado que este é um cooler destinado a overclockers, esta pode ser uma falha que passa despercebida já que estes gostam de ter a caixa em sítios acessíveis e estão habituados a mexer no seu interior regularmente.

Este cooler é também composto por 2 torres separadas nas quais passam 6 tubos de cobre alinhados, e o único suporte destas torres são estes mesmos tubos, no entanto toda a estrutura é bastante sólida.
As dimensões do cooler são algo a ter em conta para quem não tenha caixas largas ou para alguns modelos de motherboards, são estas 143(Larg.) x 136.8(Comp.) x 158.4(Alt.) mm, e devido ao seu tamanho podemos contar com um peso de 1Kg aproximadamente.

Nesta foto podemos ver todo o material disposto:

Instalação

A acompanhar o manual e outros documentos temos um folheto com as instruções de montagem. Este é bastante completo com uma sequência de passos descritos tanto visualmente como textualmente em várias línguas. Primeiro que tudo tem de se remover a carapaça que aloja as ventoinhas, o que não foi nada complicado, de seguida fazer a instalação propriamente dita e para finalizar voltar a encaixar o topo. Tudo isto perfaz um total de 8 passos que são muitos simples de completar, e é importante dizer que toda a montagem está pronta a ser feita sem ferramentas! No entanto por uma questão de comodidade e velocidade usei chaves em alguns dos passos, portanto têm o melhor de ambos os mundos. Para um cooler deste tamanho também era esperado que fosse necessário um backplate.

Na imagem anterior podemos ver a estrutura base onde se monta o cooler, o facto de se poder montar isto sem ter o cooler já encaixado torna a montagem muito mais cómoda, e podem ver que pelo estilo dos parafusos estes dão para apertar à mão sem grande esforço.

E agora a má notícia… enquanto montava o cooler retirei as rams para ter mais espaço de manobra, apenas para no fim me aperceber que não as poderia meter nos slots onde estavam, o primeiro slot ficou então inutilizado. A board usada nos testes foi uma Asus P8P67, no entanto a maior parte das boards apresentam uma disposição dos componentes chave similar, portanto há que fazer uma análise em relação ao material que tem se pensar em comprar este cooler. Uma possível solução para isto seria montar o cooler noutra posição, em vez de apontar o escape de ar para trás apontar para cima.

Testes

Chegou então a altura de testemunhar o que este cooler consegue fazer, e claro as expectativas estão altas!
O material de teste foi o seguinte:

•    Temperatura  ambiente de aproximadamente 23º
•    Sistema utilizado: Windows 7 SP1 x64
•    Motherboard: Asus P8P67 RevB3
•    Processador: i5 2500K @ 4.2
•    Memórias: GSkill Ripjaws-X PC3-12800 1600 MHz 8GB
•    Placa gráfica: NVidia GeForce GTX 460
•    Disco: Western Digital 500 GB 7200 rpm
•    Fonte de alimentação: Corsair TX 750W

E como se pode ver aqui este dissipador não falhou, ultrapassando ate as expectativas já altas! Não é a toa que este se intitula Overclock King (OCK), as temperaturas em idle não lhe dão uma grande vantagem em relação a outro já aqui testados, no entanto é impressionante a diferença de 6º centígrados em relações aos outros concorrentes que só por si já se distinguem entre os melhores.

Convém referir que durante os testes a minha caixa mais parecia que ia levantar voo, o ruído criado pelo cooler é definitivamente notório, criando ate uma certa vibração na caixa, o que não deixa de ser aceitável para quem precisa deste tipo de performance. Porém com a velocidade no mínimo o cooler é quase inaudível.

Como o Thermaltake Frio OCK se portou tão bem nos testes anteriores achei que este merecia um teste mais à sua medida, e foi feito um frente a frente com o Cooler Master V10 a uma voltagem de 1.45, que em certos casos consegue oferecer uma frequência que pode chegar aos 5000 Mhz.

É espantoso, como mesmo assim o Frio OCK conseguiu aumentar a sua vantagem para 12º graus de diferença, mantendo uns respeitáveis 54º perante uma voltagem bastante alta.

 

Conclusão

Depois de apresentados os factos vamos às conclusões! A Thermaltake apresenta-nos um cooler com aspeto agressivo e massivo. Desde a caixa de transporte muito bem acomodada, uma caixa com divisões dedicadas para todo o material de montagem até ao cooler em si tudo foi desenhado com um cuidado que se nota. Em termos de resultados temos o novo campeão da Lilireviews, no entanto há 2 factos cruciais a ter em conta na compra deste cooler, o primeiro será o facto de algumas boards poderem ficar com a slot de RAM mais perto do socket inutilizada, e a segunda é o facto de este não ter um controlo de velocidade por PWM, sendo a única forma de controlar a velocidade um manipulo ligado ao cooler mas que no entanto tem um fio demasiado curto para ser operado por fora da caixa.

Contudo há um facto atenuante pelo menos no problema do controlo da velocidade, é que o cooler continua a ter uma eficácia grande mesmo no mínimo (1000 rpm) e com um nível de ruído muito baixo, isto pode ser uma maneira de mesmo um utilizador exigente o usar no dia a dia, e quando quiser puxar seriamente pela maquina só tem de aumentar manualmente a velocidade.

O preço deste cooler é de 80€, o que me parece ser um valor aceitável, já que poucos coolers a ar conseguem ter uma performance similar.

Para terminar esta review só falta agradecer à FJMPC por fornecer um cooler deste nível para testes, e atribuir uma pontuação merecida de 9,5 a este Thermaltake Frio OCK, o verdadeiro Rei dos Coolers a ar.

O Bom:

•    Montagem fácil e sem necessidade de ferramentas
•    Performance elevadíssima!
•    Quase inaudível na velocidade mínima, nao perdendo muita performance

O Mau:

•    Possibilidade de ficar com um slot da RAM inutilizado
•    Controlo manual da velocidade, com fio muito curto

 

0 Comentários a este artigo
  1. já o Thermaltake Frio era bom e este aqui é ainda melhor. o que piorou foi o preço mas perfeitamente aceitável. de referir que este cooler a ar faz frente a muitos sistemas watercooling “low-cost” que se apresentam com preço semelhante… este é sem dúvida um dos melhores coolers do mercado.

Deixar um comentário

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Outros Artigos