Home Periféricos SteelSeries 7G Keyboard

Introdução

O periférico mais usado de sempre na história da informática, e também sem dúvida o mais antigo, é o teclado. Não podemos viver sem ele e actualmente existem diversas propostas de diversas marcas, uma das quais a Steelseries. Hoje temos em teste o 7G, aclamado como um dos melhores teclados do mundo. Vamos saber porquê.

A análise a um periférico como um rato, um teclado ou outro qualquer é um pouco subjectiva e a sua apreciação depende de inúmeros factores. Neste campo, cabe ao utilizador definir o que pretende do periférico em questão: a estética, a funcionalidade, a ergonomia, o conforto, os botões programáveis, a precisão são factores que influenciam a decisão a tomar e, como calculam, diferem de pessoa para pessoa. Esta análise irá debruçar-se sobre estes aspectos e pretende diluir dúvidas que possam existir sobre este tipo de periférico. Poderão odiar ou adorar o design ou a funcionalidade, depende de cada um, mas seria pior se não pudessem ter uma análise onde tirar essas dúvidas.

Primeiro, um pouco mais de informação acerca da empresa SteelSeries…

A SteelSeries é tudo sobre jogos. A nossa missão é criar ferramentas que permitam melhorar o desempenho nos jogos, criadas para e por jogadores profissionais de topo. Procuramos superarmo-nos continuamente, e trabalhamos com os melhores jogadores profissionais de 3 continentes para produzir os nossos produtos.
A nossa equipa estende-se por todo o mundo, trabalhando a partir da Europa, América do Norte e Ásia.
A sede da SteelSeries situa-se na Europa (Copenhagen, Dinamarca) e alberga o principal escritório da empresa. A sede trata do planeamento, da produção e da coordenação das parcerias.
Por razões logisticas também temos escritórios de vendas na Ásia, (Taipei, Taiwan) e EUA (Los Angeles, California). De Taipei podemos chegar a toda o mercado asiático, assim como à Nova Zelândia e Austrália. De Los Angeles chegamos a todo o continente americano. Toda a produção é assegurada por sub-fornecedores da Europa e da Ásia e depois é entregue ao um dos nossos armazéns para o processamento final.”

Agora que já ficámos a conhecer um pouco mais da empresa vamos então ao que interessa.

Embalagem, Conteúdo e Especificações

Esta é a caixa que devem procurar na loja. Uma caixa simples mas robusta que nos deixa ver um pouco do teclado, para podermos antever o que nos espera.

O conteúdo da caixa é constituido pelo teclado, um suporte para os pulsos, um manual do utilizador, uma garantia, um autocolante da marca e um adaptador PS2/USB. Este teclado não necessita de nada mais para funcionar, nem sequer drivers.

Muito rapidamente deixo-vos aqui as características técnicas:
– Teclas mecânicas com conecção dourada
– Conectores dourados para latências baixas
– Esperança de vida de 50 milhões de ciclos
– Dimensões : 480 x 250 mm
– Cabo de 2m de comprimento
– Ligação PS2/USB

Destas características técnicas achei engraçado a esperança de vida… Acredito que se este teclado existisse no tempo dos dinossauros, hoje ainda funcionava… Adiante para a sessão fotográfica.

Fotos

E aqui está ele. Simples, robusto, pesado. Sem e com o suporte para os pulsos. Este suporte funciona muito bem, talvez por ser mais comprido do que os habituais ou por o teclado ser mais elevado, mas desempenha muito bem a sua função. Normalmente trabalho com os pulsos levantados mas neste teclado isso não aconteceu. Outra característica que acho interessante neste teclado é o facto de, apesar de não ter teclas multimedia extra, estas funções estão asseguradas pressionando a tecla com o símbolo da SteelSeries e qualquer outra tecla F1-F6. Estas respondem rapidamente e mesmo se estivermos a jog… trabalhar com qualquer software.

O teclado não permite fazer ajustes de altura como é usual ocorrer nos habituais teclado. No entanto, a sua posição está muito bem conseguida, sem qualquer problema de habituação. Na parte de trás encontram-se duas portas USB 1.1, uma ligação para microfone e uma ligação para auscultadores.

Se por um lado é de louvar o facto de ter duas portas USB, por outro é no mínimo estranho a opção por USB 1.1. Também o seu posicionamento na traseira não me pareceu muito prático, como também não é muito prático as ligações para headsets pois normalmente este tipo de equipamento tem cabos suficientemente compridos para ligar directamente ao pc. Compreendo, no entanto, que, devido à anatomia do suporte para os pulsos, o seu posicionamento dificilmente poderia ser outro.

E por falar em qualidade, o que me dizem disto? Isto transpira qualidade. Os conectores banhados a ouro resultam numa resposta rápida e precisa (dizem eles). Mas o revestimento dos cabos é simplesmente fabuloso. Tomara muitas marcas que se dizem de topo terem a qualidade que a SteelSeries tem.

Utilização e Conclusão

Agora que já tiveram uma visão geral do teclado deixai-me então falar um pouco mais da experiência de utilização. Primeiro que tudo, o seu visual não é tão chamativo com um Razer Lycosa ou um Logitech G15, no entanto, pela sua robustez e simplicidade, não digo que fique atrás. O seu aspecto lembra os antigos teclados IBM, brutos! As teclas são grandes e bastante profundas mas de resposta rápida e suave, com pouca pressão já responde. Ao contrário dos habituais teclados de membrana que não têm uma resistência à pressão constante, este teclado confere sempre uma pressão idêntica desde que lhe metemos o dedo em cima até que a tecla chega ao fundo, o que resulta num trabalhar muito agradável. O som… O som emitido é mais elevado que o normal, mas mais agradável que os antigos clicks. Mais uma vez, suave quanto baste, mesmo quando a “martelar” texto.

Segundo a marca, é possível carregar em todas as teclas que elas serão sempre detectadas, tal qual um comando de consola. Grande parte dos teclados têm um sistema de detecção quando a tecla está pressionada o que resulta num limite de apenas duas teclas pressionadas ao mesmo tempo. Isto não é um grande problema mas poderá ter alguma importância em jogos, quando andamos na diagonal, saltamos e RELOAD, tudo ao mesmo tempo e o teclado não responde e sofremos HEADSHOT… Foi a pensar nisso que a SteelSeries criou o 7G. No entanto, para usufruir deste potencial é necessário ligar o teclado por PS2.

Já referi que o teclado é pesado mas não é demais frisar isso: é pesado! Não é, de todo, um teclado para andar de um lado para o outro, a menos que seja para atirar a alguém ou para servir de arma numa qualquer batalha com amigos. Neste caso seria a minha primeira escolha, até porque o cabo, também ele, aparenta uma robustez ímpar. Definitivamente este é um teclado para ir à guerra e voltar a funcionar! De qualquer forma seria uma escolha bastante dispendiosa.
O cabo está revestido a nylon entrelaçado conferindo-lhe protecção extra e um aspecto muito bom.

Mas nem tudo são rosas… Existem alguns aspectos menos bons mas que não são, de todo, entraves para a qualidade do produto. O primeiro factor é o layout: o BACKSPACE é uma tecla muito pequena e a tecla do ~/^ está num sítio estranho. No entanto, após algum tempo uma pessoa habitua-se facilmente.

Outro aspecto que poderá não agradar a muitos jogadores é o facto de não ter teclas de atalho ou permitir fazer qualquer tipo de macros para facilitar nos jogos. Nesse campo terá de ser tudo “old-school”. E para finalizar, uma vez que actualmente praticamente todos os “gaming keyboards” de topo possuem LEDs, o facto de este não apresentar uma solução nesse sentido poderá afastar potenciais compradores. Se bem que o factor preço, por si só, consegue ser o factor principal para tornar este teclado tão exclusivo…

Um agradecimento especial à Overvoltage por ter possibilitado a realização desta review apostando em material de muita qualidade, como sempre.

16 Comentários a este artigo
  1. a Steelseries está a celebrar o 10º aniversário da marca e até ao dia 21 de Março oferece 30% de desconto em todos os produtos (excepto o rato WoW: Cataclysm MMO) portanto é uma boa oportunidade para fazerem umas aquisições valentes! basta para isso usarem o código WINNING no chekout. aproveitem! 😉

  2. O 7G e um otimo teclado , simples e muito bom . Apoio de pulso , rapido e eficiente . A maioria das pessoas que jogam counter strike sonha em ter um 7G e eu sou um rsrs.

  3. Adorei a review…é um excelente teclado !
    Dá prazer escrever num teclado desses..problema é o preço : mas é o único problema..

  4. é verdade, o teclado tem um trabalhar soberbo muito devido aos cherry switches. mas este teclado já tem uns aninhos, a SteelSeries já deveria pensar em arriscar um pouco mais introduzindo mais características neste tipo de teclado, como por exemplo, um software decente que permita a criação de macros, uns LEDs, que está na moda, etc.

Deixar um comentário

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Outros Artigos