Home Notícias Steam para Linux já corre em Ubuntu

No seguimento do lançamento dos driver mais recentes NVIDIA para Linux, que duplicam frame rates e reduzem tempos de loading drasticamente, vemos hoje anunciado o lançamento do Steam para clientes Linux. Estes poderão ser dias que iram marcar o mundo de gaming nos próximos tempos com o surgimento de um sistema operativo que apela a profissionais e gamers pela sua performance.

Para já iram estar disponíveis cerca de 12 títulos jogáveis em Linux, entre os quais Team Fortress 2. Adicionalmente este cliente suporta o modo Big Picture, que permite o uso do Steam numa TV com comando, ainda em versão beta.

“Este é um marco gigante no desenvolvimento do gaming para PC”, de acordo com Gabe Newell, Presidente e co-fundador da Valve. Estamos felizes por trazer formas ricas de entretenimento e uma nova comunidade de utilizadores para esta plataforma aberta, e amiga do consumidor.”

Para já o cliente beta Linux está disponível para o Ubuntu 12.04. “Uma grande parte dos nossos beta-testers afirmaram estar a usar esta distribuição de Linux”, de acordo com Frank Crockett, membro da equipa de desenvolvimento para Linux, “pretendemos suportar distribuições adicionais no futuro; iremos dar prioridade às distribuições de acordo com o feedback dos utilizadores”.

Na primeira semana a Valve recebeu mais de 60,000 respostas ao seu pedido para participantes no Steam para Linux beta. A primeira ronda de participantes foi escolhida deste grupo de candidatos. O Steam para Linux beta ir-se-á tornar disponível para cada vez mais utilizadores à medida que o sistema se tornar mais fiável e a performance aumentar numa variedade de sistemas.

Para mais detalhes acerca do Steam para Linux, incluindo discussões com a comunidade, feedback de participantes beta, anúncios oficiais e notícias do sindicato podem aceder ao Linux Community Hub em http://steamcommunity.com/linux.

0 Comentários a este artigo

Deixar um comentário

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Outros Artigos