Home Periféricos Speedlink Ferret

Introdução

A Speedlink é uma marca que se dedica a fazer acessórios para computadores, portáteis e consolas. Tem alguns produtos mais virados para o mundo dos jogos de computador e é um desses produtos que hoje vai ser analisado, o rato Speedlink Ferret. Este é, dentro do segmento, a proposta mais básica da marca.

Antes de nos debruçarmos sobre o rato em si, um pouco de informação sobre a empresa Speedlink.

SPEEDLINK is one of the leading brands in computer and video game accessories in Europe. The products combine new technologies with excellent design and outstanding functionality.
SPEEDLINK has enjoyed continuous growth since its founding in 1998. Today, the company’s products can be found in over 30 countries in Europe. The over 10 million sound systems and over 15 million game controllers sold impressively demonstrate SPEEDLINK’s market presence.
SPEEDLINK product development is based on a willingness to innovate and an eye for the trends of tomorrow. The fast pace of the market demands great vigilance and a high degree of flexibility. Constant supervision of development work and production as well as the company’s representation on the market guarantees excellent product quality and forms the basis for continuing success.
SPEEDLINK products are manufactured by the internationally active company Jöllenbeck GmbH. Founded in the year 1974, the company can look back on a long tradition in the fast-paced electronics industry. Jöllenbeck has contributed to the development of this sector with exceptional energy and creativity. The company has done true pioneering work. Over 200 employees at the headquarters in Germany alone are working to continue the company’s success story.

Embalagem, Conteúdo e Especificações

Esta é a embalagem onde vem o rato. Simples, com a informação relevante bem visível e com dois pormenores que eu, pessoalmente, aprecio: é possível ver o rato atrvés do plástico transparente e é possível sentir a ergonomia do mesmo embora fosse mais cómodo se o rato estivesse mais em baixo.

Atrás e nos lados, mais informação sobre o software e as características do produto, em várias línguas onde o português não se inclui. Esta é uma situação que se verifica muito frequentemente e que não fica bem. A Speedlink é uma marca alemã e, juntamente com Portugal, faz parte da comunidade europeia, já para não falar que a língua portuguesa é a sexta língua mais falada no mundo e a terceira língua indo-europeia mais falada. Não faz sentido que não esteja incluída em mais produtos.

Lá dentro temos o indispensável: rato, drivers e manual de instalação. Apesar de ser sempre útil incluir um CD com os drivers, hoje em dia, com o acesso à internet ser uma coisa tão banal, já não faz muito sentido este extra. Até porque, na maioria das situações, o software incluído no CD já está desactualizado. Na dúvida, é sempre preferível dar um salto ao site da marca para obter a versão mais actual.

O manual é um desdobrável em diversas línguas (adivinhem qual é a que não está presente…) que explica a utilização do rato.

Em termos de especificações:
3200dpi gaming sensor adjustable in 4 levels directly on the mouse
6 buttons – 4 of which are programmable
16-bit data channel for outstanding gaming performance
SPEEDLINK Gaming Control software for button assignment configuration
Ergonomic design featuring non-slip side grips
1.5m cable

Fotos

E aqui está ele. Este é um rato pequeno, mais próximo do conceito usado nos ratos para os portáteis do que o que habitualmente encontramos nos ratos de desktop. De qualquer maneira, a posição dos botões do polegar estão posicionados de um modo eficiente, não são muito duros nem muito sensíveis. O material que se encontra na zona de descanso do polegar é suave mas permite que o dedo não escorregue, sem incomodar.

O corpo não é muito alto e é feito de dois plásticos diferentes: onde a palma da mão encosta a superfície é polida e brilhante e os botões é baça e suave. A base não é muito larga, o que poderá não ser muito estável e, consequentemente, não agradar a muitos jogadores. As letras da marca são gravadas a tinta, não brilham no escuro e não têm nenhum LED por trás.

O rato tem uma leve inclinação para a direita, à semelhança da maioria dos ratos que existem no mercado, o que o torna pouco indicado para quem usa a mão esquerda. Também deste lado existe o mesmo material para descanso dos dedos, se bem que, dada a ergonomia do rato, os mesmos não fiquem lá muito tempo.

Os botões têm um clique bastante suave mas oco. O trajecto é curto, o que é positivo pois é o que se quer num rato para jogos. A roda é feita de uma borracha bastante mole mas agradável. Esta roda ilumina-se, quando o rato está ligado, de acordo com os perfis seleccionados. O clique é mais duro que os cliques dos outros botões mas o rodar é bastante suave e preciso.

O botão dpi permite alterar os perfis e, com isso, a sensibilidade do sensor. Está bem colocado pois não incomoda durante as largas horas de uso e, uma vez que nem sequer é alto, nem se sente. O valor da sensibilidade de cada perfil é configurável através de software.

Três skates de teflon fazem deslizar o rato. Uma vez que o mesmo não é muito pesado e os skates não são muito grandes (o que significa menos atrito), acabam por fazer um excelente trabalho. O sensor usado é um simples sensor óptico de 3200dpi. Uma vez que estamos a falar de um rato de baixo custo, esta opção é aceitável.

Nem o cabo tem um revestimento especial nem a ligação USB recebe um banho dourado. Mais uma vez, não nos podemos esquecer que estamos a falar de um produto de baixo custo.

Software

O software incluído é bastante simples mas eficaz. Dos seis botões, quatro são configuráveis e até há a possibilidade de criar macros. Não é possível mudar as cores dos LEDs mas é possível mudar a sensibilidade de cada perfil.

Este é o aspecto dos LEDs de cada perfil. De realçar que no perfil A o LED se encontra desligado. Isto é bastante útil quando queremos ver um filme com as luzes todas desligadas, pois é menos uma luz a perturbar.

Conclusão

Quando recebi este rato, a primeira impressão não foi muito positiva. Parti do pressuposto que, a avaliar pelo segmento em que se inseria, seria mais um de muitos desses produtos sem muita qualidade, que até são oferecidos por delegados de propaganda médica, sem qualquer desrespeito por tais profissionais. Mas não podia estar mais enganado. O que, de facto, se tornou difícil foi apontar aspectos negativos fortes. Porque, se os quisermos indicar, eles existem mas não são, no meu ponto de vista, suficientemente fortes.

Por exemplo, num rato do segmento dos jogos estamos habituados a ver um qualquer sistema de pesos com ou sem possibilidade de ajuste, sensor laser, grande amplitude de DPIs, software com um infindável número de configurações, inúmeros botões configuráveis de diversas maneiras, inclusive combinações de botões, vários LEDs de diversas cores que, também elas poderiam ser configuráveis, etc. Pois bem, estas opções não estão presentes neste produto. Não há qualquer ajuste de pesos, não existem pesos sequer (o rato até é bastante leve), não há sensor laser, o valor máximo de DPIs é só de 3200, o software é extremamente simples (se bem que bastante funcional), não existem demasiados botões no rato e as cores dos LEDs são sempre as mesmas, verde, azul e vermelho. Mas, e aqui é que está a grande questão, não faz mal, esses “pormenores” não interessam nem sequer são importantes uma vez que se trata se um produto de gama baixa (dentro do segmento).

Ficamos apenas com as questões essenciais. A qualidade da construção e do material é boa? Sem dúvida. O sensor é preciso ou tem alguma falha de funcionamento? O sensor é muito preciso, quer se esteja a jogar ou não, apesar de não ter taxas de frequência acima dos 500hz. O rato é confortável ao toque é à posição da mão? É confortável ao toque e é confortável para quem tem mãos pequenas. Quem tem mãos grandes não vai sentir conforto. Joga-se bem com ele? Sim, mas também é um excelente rato para quem não se limita só a jogar. É muito bom para o dia-a-dia.

No fundo, este pequeno rato está mais perto de ser um topo de gama no segmento dos ratos para portátil do que ter algum lugar de destaque no segmento em que se encontra.

Resta agradecer à Speedlink por nos ter cedido este exemplar.

0 Comentários a este artigo
  1. boa review

    parece de facto uma boa aposta para quem quer um rato para portatil que de para dar uns tirinhos no intervalo da escola ou do trabalho.

    mas pronto, faltam-lhe muitas coisas, as quais me interessa mais os pesos. são sempre bons para adaptar o rato ao nosso toque, mas nao tem.. mas pelo preço que tem, nao se pode pedir muito

    😉

  2. Parece ser bom comparando com o seu preço. Eu que tenho aqui amigos que compram ratos dos chineses, já sei o que recomendar sem gastarem fortunas!

  3. Acho este rato basicamente um X7 com um “bodykit”, apesar de ser mais robusto apresenta pontos fracos evidentes, aquele scroll por exemplo , não vai durar muito tempo e mesmo que o faça duvido muito que funcione em condições.
    Depois temos os skates , que , basicamente quem quiser mudar fica a “arder”
    É um rato , que a meu ver não oferece nada a mais que um X7 actual, aliás o x7 ainda tem mais funcionalidades e se não me engano ganha em vários pontos como por exemplo:

    Cabo mais fino(não influencia tanto o movimento do rato)
    Botão “burst” (para os cs lovers e para quem é lazy demais para clicar 2 vezes)
    Interface mais cuidada
    Skates “standard”

    Acho que a speedlink , tentou superar a a4tech , uma marca que já faz ratos baratos á algum tempo, a meu ver não o conseguiu , não deixa de ser um produto razoável mas tendo em conta a oferta do mercado e não só olhando exclusivamente para o rato em si, para mim merecia 3 estrelas 🙂

    A review está boa, mas continua a faltar aquele exame que só com boas horas de jogo se obtem .

    Cumpz e continuação .

  4. alex, a a4tech tem 37 ratos “gaming”… estás a referir-te a qual?

    os skates não são standard… acho que quem compra um rato destes, a este preço, não está muito preocupado com isso. estará mais preocupado com o facto do rato deslizar bem ou não, o que neste caso até acontece bastante bem.

    isso do cabo mais fino não sei dizer se é melhor ou pior. Actualmente, a maioria dos ratos usam um revestimento até bastante duro para proteger do desgaste e até agora não tem havido muitas queixas.

    Interface mais cuidada… são gostos e gostos não se discutem. até podia ser uma janela tipo windows 3.14, desde que fizesse o trabalho.

    quando testei o Oscar X7 XL-747H também lá estava um botão extra junto à roda, mas raramente o usei. isso requer alguma habituação até sentirmos que realmente é útil. e um rato normal não tem esse botão, logo, não sei até que ponto isso é um ponto a favor. é apenas uma coisa a mais que vai fazer o preço subir mas que poderá nem sequer influenciar a maneira como usas o rato.

    não acho que a speedlink tenha tentado superar a A4Tech. lançou no mercado um produto dentro de um segmento para colmatar uma lacuna na gama baixa, isso sim.

    se eu tivesse de escolher um rato A4Tech para comprar, ficava perdido com tantas opções. não quer dizer que seja mau, significa que poderá agradar a muito mais pessoas. no entanto, acho que é demasiada oferta. atenção que estou apenas a referir-me ao segmento Gaming (Speedlink) e X7 (A4Tech) pois foi a comparação que sugeriste.

    mas obrigado por teres levantado essa questão pertinente: tendo a A4Tech soluções melhores, não seria um X7 a escolha mais acertada?

Deixar um comentário

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Outros Artigos