Home Notícias Samsung condenada a pagar 214 milhões de euros à Apple

transferir_2

A Samsung foi ontem condenada por um tribunal norte-americano a indemnizar a rival Apple em 290 milhões de dólares (cerca de 214,5 milhões de euros) por ter copiado algumas características do iPhone e do iPad nos seus dispositivos.

O veredicto do tribunal federal de San José, no estado da Califórnia, surge depois de, em Agosto de 2012, o mesmo tribunal ter condenado a Samsung a pagar 1,05 mil milhões de dólares (776,7 milhões de euros, ao câmbio actual) à empresa da maçã, naquele que foi o desfecho mais mediático de todas as batalhas jurídicas que as duas tecnológicas (ainda) travam um pouco por todo o mundo em torno dos direitos de propriedade intelectual.

Contudo, a juíza encarregue do caso decidiu em Março deste ano retirar 450 milhões de dólares ao valor inicial da indemnização por considerar que, na altura, o júri se enganou a calcular o período em que os factos – a violação dos direitos de propriedade intelectual da Apple em 13 produtos da Samsung – terão ocorrido. Mas marcou um novo julgamento, que terminou ontem, para determinar se a companhia sul-coreana ainda teria que pagar à Apple alguma parte dos 450 milhões que foram retirados.

Com a decisão de ontem, a Samsung já foi condenada a pagar um total de 930 milhões de dólares (688,2 milhões de euros) à arqui-rival Apple, um montante que, apesar de todas as reviravoltas do caso – que foi aberto em 2011 – acaba por ficar muito próximo do valor estipulado aquando do primeiro julgamento (1,05 mil milhões de dólares).

«Para a Apple, este caso sempre foi além do dinheiro e das patentes», afirma Kristin Huguet, porta-voz da Apple, citada pela agência Bloomberg. «O que está em causa é o valor da inovação e o trabalho árduo que é preciso para inventar produtos que as pessoas adoram. Apesar de ser impossível determinar um preço para estes valores, estamos gratos por o júri ter mostrado à Samsung que copiar tem um custo», reitera.

Já a Samsung afirmou, através da porta-voz Lauren Restuccia, que está desapontada com o veredicto, «o qual é baseado em larga medida numa patente que as autoridades norte-americanas consideraram recentemente inválida». A empresa fez ainda saber que vai apelar da decisão.

Este está longe de ser um ponto final na guerra jurídia entre as duas maiores fabricantes de smartphones do mundo. Um novo julgamento está marcado para Março de 2014, a pedido da Apple, que pretende banir as vendas de todos os antigos modelos da Samsung que alegadamente violam as suas patentes.

 

Fonte: Marketeer

Deixar um comentário

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Outros Artigos