Home Periféricos Review Mad Catz R.A.T. 1

Pontuação
Desempenho - 5
Ergonomia e Conforto - 6
Personalização - 9
Preço - 8

O modelo de entrada de gama para os ratos da Mad Catz para gaming é o R.A.T. 1. Um rato com sensor ótico e peso super reduzido, com um sistema realmente modular que oferece várias opções de personalização incluindo impressão de novas peças em 3D e que resulta num periférico com um design peculiar ainda que totalmente simétrico.

madcatz rat1

Foi utilizado de forma intensiva nas mais diversas atividades, mas especialmente em jogos. Este artigo é resultado dessa utilização e experiência com uma extensa lista de outros ratos.

Vídeo de unboxing e vista geral do rato Mad Catz R.A.T. 1

Especificações

– Modular
– Possível imprimir novas peças em 3D
– Sensor: Ótico Pixart 3500
– DPI ajustáveis 250 – 3500
– Design ambidestro
– 6 botões programáveis
– Comprimento do cabo: 1.8 m
– Peso: 50 g

Página Oficial
Compra na FraggerZstuff

Embalagem e Conteúdo

O RAT 1 vem numa embalagem bastante pequena e de plástico transparente. Além de dar para ver o rato, tem o nome do modelo e destaque para os 3500 DPI.

Na traseira tem várias imagens do rato e a explicação dos pontos de venda mais importantes, e também faz referência a um dos tapetes da marca, o Mad Catz Glide 7.

Ao abrir a pequena embalagem, temos apenas o rato, um guia de iniciação rápido e informação de garantia.

madcatz rat1

Em Detalhe

O RAT 1 está disponível nesta versão preto e verde mas também em vermelho e branco. A própria cor também chama a atenção para este rato mas é muito difícil de conseguir reproduzir com fidelidade em fotografia.

madcatz rat1

É um rato de pequenas dimensões e super leve, cerca de 50 grama, com um design fora do comum mas que se mantém fiel de alguma forma às linhas inconfundíveis da Mad Catz, inspirado pelo RAT PRO X. É mais uma solução ambidestra no mercado com construção e toque muito plástico.

É constituído por 3 partes independentes, um esqueleto com 3 zonas de apoio, o apoio da palma da mão e o módulo do sensor que tem sempre o cabo agarrado.

madcatz rat1

O esqueleto é a parte onde encaixam as outras peças e também é a que fica em contacto com o tapete, com 3 pequenos pads que não fazem grande trabalho.

O apoio da palma encaixa na traseira do esqueleto e tem duas posições possíveis que tornam o rato mais ou menos longo, consoante a preferência. A peça original não dá grande amplitude a esta modificação. A marca disponibiliza ficheiros CAD com outras sugestões de apoios e com as dimensões para cada um fazer um apoio ao seu próprio gosto desde que tenha acesso a uma impressora 3D.

O módulo do sensor é que é o rato basicamente, pois tem os seus próprios pads e tem os 6 botões, clique esquerdo, direito, scroll e clique e o avançar e retroceder. Estes dois últimos encontram-se por cima do scroll e a sua função é programável. O tempo de resposta dos botões deixa a desejar. Este módulo pode ser utilizado de forma independente apesar de não ser muito confortável.

O sensor ótico utilizado é um Pixart 3320, com um mínimo de 250 DPI e máximo de 3500 DPI. A posição do sensor descentrado em todos os eixos e o seu desempenho em geral deixam muito a desejar e tornam o RAT 1 uma aposta arriscada para gaming, onde o rato é a ferramenta principal e onde se pretende que este seja preciso e consistente.

madcatz rat1

Em palm grip o rato não é muito estável só com um apoio no centro e acaba por raspar as laterais do esqueleto no tapete. Em claw grip o mindinho fica mesmo no limite do esqueleto e torna-se desconfortável ao longo do tempo. Em geral a sua utilização não é muito confortável. Mas como é possível imprimir peças em 3D e ajustar a gosto, ainda há salvação.

O cabo tem 1 metro e 80 de comprimento, é em borracha e portanto em termos de durabilidade pode ser um problema.

madcatz rat1

Software

O software é bastante simples mas não é muito agradável à vista. Dá para definir perfis com diferentes funções nos 6 botões que o rato tem. Podem utilizar-se atalhos predefinidos, teclas ou personalizar uma combinação de ações.

madcatz rat 1

No ecrã seguinte permite configurar os DPIs. Funciona através de um slider que dá ideia que tem incrementos pequenos mas na verdade só tem incrementos de 250 DPI.

madcatz rat 1

É possível definir a polling rate do rato, entre 125 Hz e 1000 Hz, não faz sentido utilizar nenhuma outra além da máxima.

madcatz rat 1

O último separador é sobre apoio da marca com vídeos, manuais, links importantes e redes sociais.

madcatz rat 1

Considerações Finais

Um conceito interessante e um design que salta à vista, a cor ajuda também!

Em termos de personalização dá para dar asas à imaginação e tendo acesso às medidas é uma boa forma de tirar partido do acesso às impressoras 3D e tentar adaptar ou criar shapes para um rato personalizado e mais confortável. É preciso ter em atenção que a forma do esqueleto e os encaixes são complicados de fazer, não é para qualquer impressora 3D nem desenhador. O apoio para o pulso é fácil.

A nível de qualidade de construção deixa a desejar, principalmente no módulo do sensor que é o único que não dá para alterar.

madcatz rat 1

O sensor escolhido tem provas dadas mesmo que em gamas baixas mas aqui a implementação foi péssima, principalmente pela posição descentrada do mesmo nos eixos vertical e horizontal.

Não é um rato que recomende para quem leve os jogos mais a sério. Mas para ser diferente no escritório e experiências de personalização pode ser excelente pelo seu aspeto, peso, cerca de 50 grama e preço, que é apenas 30 euros.

madcatz rat1
Pontos Fortes:
+ Fora do comum
+ Nível de personalização
+ Leve

Pontos Fracos:
– Construção
– Sensor
– Desempenho

 
 
 

Terei todo o gosto em responder a qualquer dúvida sobre Mad Catz R.A.T. 1 e se quiseres comprar um, compra na FraggerZstuff.

Pontuação
Desempenho - 5
Ergonomia e Conforto - 6
Personalização - 9
Preço - 8
Autor
Engenheiro Civil, a viver em Taipei, Taiwan com enorme gosto por tecnologia e partilha de informação. Estou no LILIREVIEWS desde 2007 e ao longo destes anos tive oportunidade de desempenhar diferentes funções em marcas líderes nesta área, nomeadamente na OCZ, Antec, AOC, NZXT, Razer e Gigabyte. Sou fã de novidades em hardware e passo demasiado tempo em jogos online, onde me podes encontrar com o nick MulherGorda.

Deixar um comentário

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Outros Artigos