Home Hardware Review Intel i7 5820K (Haswell-E)

FryRender / Cinebench 15 / Passmark /Intel XTU

FryRender

Como já seria de esperar, em aplicações que fazem bom proveito do multi-core, os 6 núcleos e 12 threads do 5820K a fazerem a diferença, mesmo com 1.2Ghz a menos. É uma diferença bastante notável, conseguindo completar a mesma renderização da imagem em metade do tempo.

Cinebench 15

No conhecido Cinebench, novamente a arquitetura mais avançada e os núcleos extra a fazerem-se valer. O i5 2500K puxado aos 4.5Ghz não foi além dos 610 pontos, ao contrário do novo i7 hexa-core que ultrapassou os 1000.

Este benchmark utiliza o motor Cinema 4D da Maxon, usado em vários filmes de Hollywood, sendo portanto um bom indicador de como o CPU se comportaria num uso profissional.

Passmark CPU

O Passmark é um teste bastante completo, sujeitando o processador a inúmeros cálculos diferentes. Mais uma vez o i7 5820K a destacar-se positivamente, obtendo sensivelmente mais 5100 pontos em relação ao i5.

Intel XTU

No famoso teste entre os entusiastas, Intel XTU (Extreme Tuning Utility), o i7 5820K a conseguir uma pontuação de 1460 à velocidade de origem, ao passo que, o i5 2500k a 4.5Ghz não foi além dos 786.

NAVEGAÇÃO:
Introdução
Sistema / Metodologia de testes
Em detalhe
FryRender / Cinebench 15 / Passmark / Intel XTU
Desempenho da memória
3DMark 11 / 3DMark 13
Tomb Raider / Hitman Absolution / Batman Arkham Origins
Consumos / Temperaturas
Overclock
Considerações finais

Páginas: 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10

3 Comentários a este artigo

Deixar um comentário

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Outros Artigos