Home Móvel Duas semanas com o Huawei Ascend P7

IMG_9554

Longe vai o tempo em que a Huawei era uma marca desconhecida ou considerada inferior. Com a entrada massiva de fabricantes chineses como Wiko e tantos outros, a Huawei ganha ainda mais reputação, é uma questão de brand awereness por estar à mais tempo no mercado e apresentar cada vez melhores produtos a preços muito competitivos.

httpvh://www.youtube.com/watch?v=8D6wYYk-cBQ

O Ascend  P7 é considerado a flagship da marca. Como se portou? Teve os seus altos e baixos durante duas semanas de utilização, vamos começar pelo que está a vista de todos:

Exterior

IMG_9513

IMG_9503

IMG_9500

IMG_9509

Os materiais não são os mais nobres mas têm algum requinte de construção, fazendo lembrar um pouco o iPhone 4 em ponto maior. O equipamento é extremamente leve, apenas 124 g, mas não é um leve que pareça bom, antes um leve de falta de estrutura, de resistência que poderá dececionar alguns utilizadores.

O ecrã de 5 polegadas FullHD protegido por um Gorilla Glass 3 é um mimo para um telemóvel que não chega aos 400€, com 441 ppi que lhe confere uma definição fantástica. A dimensão é do equipamento em si é algo muito bom, pois permite uma utilização boa com apenas uma mão.

IMG_9521IMG_9522

Características e Acessórios

  • Dimensões: 139.8 x 68.8 x 6.5 mm
  • Peso: 124 g
  • Sistema Operativo: Android 4.4.2 KitKat
  • Ecrã: IPS de 5 polegadas
  • Resolução: 1080 x 1920p / 441 ppi
  • Câmara: 13MP /Frontal: 8MP
  • Processador: HiSilicon Kirin 910T Quad-core Cotex-A9 a 1.8 GHz
  • GPU: Mali-450MP4
  • Memória Ram: 2 GB
  • Memória interna: 16GB , MicroSD até 64GB
  • Bateria: 2500 mAh
  • Wi-Fi 802.11 a/b/g/n, dual-band, Wi-Fi Direct, DLNA, Wi-Fi hotspot
  • GPS com A-GPS e GLONASS
  • Bluetooth 4.0, NFC e 4G
  • Jack de Áudio Normalizado de 3.5 mm

A bateria é um ponto que não satisfaz de todo, apesar de ter a ajuda de software da Huawei para a manter viva mais umas horas, não é uma bateria que possamos contar para um uso intensivo o dia todo. Com uma utilização regular no entanto poderá ir até aos dois dias de bateria, o que para um smartphone deste preço é muito bom.

Interior

O processador é algo que deixa a desejar, o HiSilicon Kirin 910T Quad-core Cotex-A9 a 1.8 GHz está claramente desatualizado não sendo concorrência para smartphones como HTC M8, Samsung S5 e LG G2, mas é um sacrifício necessário para ter um preço mais apelativo. No entanto para um utilizador menos exigente a diferença de performance será menos notada.

IMG_9545

A conectividade do equipamento é muito boa e o GPS é muito rápido a encontrar sinal e funciona na perfeição, assim como Bluetooth 4.0 que permite ainda assim poupar bateria mesmo quando usamos auricular BT.

Ambas as câmaras, frontal e traseira do telemóvel são boas, a qualidade é muito interessante. Ficam alguns exemplos fotos e vídeo com a câmara principal do telemóvel (13MP):

IMG_20140827_191719_1 IMG_20140827_191719_2 IMG_20140827_191719_3 IMG_20140827_191719_4 IMG_20140827_191719_5

Um exemplo da câmara frontal com recurso a ao software de “nível de beleza” lado esquerdo nível 0 e lado direito nível 10.

IMG_20140909_152024_frontal_nivel 1 e nivel 10 de beleza

Agora falando do seu mod de Android Kitkat, o Emotion UI 2.3 da Huawei é um dos pontos fortes deste smartphone, todo ele é rico e muito bem pensado, deixamos de ter o menu das aplicações estando tudo à “superfície” do OS (um pouco à semelhança do iOS). Existem duas configurações nativas, um Padrão que nada muda do android habitual e outro Simples que imita um pouco a os tiles do Windows Phone OS.

O ambiente do Emotion é muito agradável, simples e rápido como um Android deve ser. As aplicações nativas do sistema da Huawei são muito variadas e interessantes como por exemplo uma lupa que usa a câmara do telemóvel de uma forma macro como nunca tinha testado realmente diferente. Mas outras aplicações como apoio à gestão da bateria ficaram nos pontos positivos do Emotion UI.

Todas as aplicações testadas como MEODrive, Pinterest, Feedly, Facebook e as aplicações Google mais usadas não tiveram problemas de maior a correr com toda a fluidez necessária no dia-a-dia. Onde as coisas foram menos famosas foi num jogo testado o Angry Birds GO, neste caso o telemóvel já não se portou muito bem havendo uma lentidão passado algum tempo de estar a jogar, mesmo desligando todos os programas em idle no aparelho a performance não melhorou muito, no entanto os gráficos estavam muito bons e o monitor correspondeu às expectativas, não consigo deixar de pensar que o processador e GPU poderiam fazer um melhor trabalho.

Testes Sintéticos

antutu

antutux

explore score

IceStorm Bench

Considerações Finais

httpvh://www.youtube.com/watch?v=ybh3nzUn7qY

Sim o P7 é o melhor smartphone da Huawei até agora, o preço é sem dúvida competitivo, mas os sacrifícios para conseguir essa meta podem não satisfazer aqueles que desejam mais performance no dia-a-dia.

Certamente muito ainda estará para vir da Huawei e nesta tradição de fazer mais barato mas ainda assim muito bom, estarão para vir grandes novos equipamentos capazes de competir com flagships de outras marcas, no entanto, o P7 não o consegue fazer por completo.

IMG_9519

Comparação Huawei Ascend P7 e Huawei Ascend P6

huawei p6 huawei p7

selo-7_7
Prós:
Design
Android 4.4.2
Preço

Contras:
Bateria
Processador

Artigos relacionados

Deixar um comentário

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Outros Artigos