Home Hardware Caixas Review Corsair 600C

Pontuação
Qualidade - 9.5
Aspeto - 10
Espaço - 8
Preço - 8

New-Corsair-Logo-Blog-image

Olhando para trás e analisando todas as caixas lançadas pela Corsair é fácil perceber que não lhes faltam ideias e não lhe falta conhecimentos. Desta vez temos uma caixa desenhada para a série Carbide, embora tenho um design polido o suficiente para se cometer o erro e pensar-se que estamos a falar de uma caixa da série Obsidian, algumas features desta caixa tornam claro o porque de pertencer à família da Carbide, preparem-se para ficar com o vosso mundo virado de pernas para o ar.

A Corsair 600C tem uma irmã com um design idêntico, tal como a nomenclatura,  chama-se 600Q, sendo que a principal diferença é o painel de acrílico que é substituído por um painel preto com isolamento sonoro, esta configuração “quiet” está bem presente no nome que lhe foi oferecido. Ignorando esta diferença estamos perante duas caixas idênticas pelo que, qualquer que seja a opção a escolher, conhecer a 600C permitirá extrapolar criticas e elogios para a 600Q.

Características
7478_01_corsair-carbide-clear-600c-inverse-atx-full-tower-chassis-review_full

Embalagem e Conteúdo

A embalagem da Corsair 600C não é muito vistosa, a palavra de ordem é simplicidade. Uma embalagem em cartão canelado, com alguma inscrições e desenhos.
Corsair 600C
Uma das faces da caixa tem um vista explodida de todos os painéis e acessórios que compões a caixa. É de salientar que entre os acessórios estão 3 ventoinhas de 140mm pré-instaladas e os dois filtros magnéticos.
Corsair 600C

A embalagem inclui também o indispensável manual e vários sacos pequenos com parafusos e braçadeiras.

No que toca à qualidade da embalagem a caixa vem protegida por duas placas de esferovite que abraçam o topo e fundo da caixa, o que significa que, quando abrimos a embalagem, vamos ser cumprimentados pelo painel frontal da caixa. A proteger a pintura e os acabamentos da 600C existe um saco de tecido para essa finalidade.

Embora esta embalagem seja mais do que capaz de proteger a caixa durante o transporte poderá ser arriscado usa-la para enviar um sistema completo.

Em Detalhe

A primeira impressão que se tem quando olhamos para a caixa é da sua imensa largura, em tom de brincadeira pode-se quase dizer que serve de mesinha de cabeceira. Seguidamente somos espantados pelo tamanho, clareza e naturalidade do painel de acrílico.

O design simplista e limpo da caixa está presente em todas em todas as faces, nada é extravagante, e no entanto consegue espantar e admirar.

corsair-600c-17

 

A traseira da caixa parece mais radical, e é por esta altura que podemos estranhar a disposição dos elementos nesta zona, e começa-se a tornar claro algumas das implicações do design invertido. A fonte de alimentação acompanha esta inversão e localiza-se no topo da caixa. Esta localização resulta que o ar quente produzido na fonte não é enviado para o exterior da caixa mas sim para o interior, literalmente para cima das gráficas e outros dispositivos que estejam ligados nos slots de expansão.corsair-600c-5

As interfaces e botões da caixa estão localizadas numa faixa piano black, conta com duas portas USB 2.0 e outras duas USB 3.0, não faltam os tradicionais jacks para entrada e saída de áudio. De referir ainda o controlo de ventoinhas com 3 posições, este controlador é alimentado por uma conexão de energia SATA e as ventoinhas ligam-se a ele em duas ligações de 3 pinos. Existindo o trade-off entre permitir que a motherboard controle as ventoinhas ou que o controlo seja do utilizador. O botão de reset é vivo, está de boa saúde mas é bastante pequeno, não vá ninguém comer erros. Tanto este ultimo como o botão de power tem um feedback um tanto ou quanto seco, um percurso muito curto com um click e resistência bastantes notórios.

corsair-600c-16

Na parte inferior da caixa temos um filtro magnético, pouco ou nada há a dizer sobre, é bastante prático no que toca a remoção e limpeza, peca pela falta de calhas que o guiem para a posição, podendo ficar desviado e não cumprir a sua função na plenitude.

corsair-600c-7

A fonte pode estar no topo mas está escondida por um painel que esconde também as baías de discos e das drivers, bem como todo e qualquer ninho de ratos que a fonte possa provocar.corsair-600c-9

O espaço que se “reserva” à gestão de cabos não é fora do normal, embora a largura da caixa pudesse apontar para tal. É bastante agradável ver um enorme janela na zona do socket da motherboard, excelente para realizar trocas ou outras operações que envolvam dissipadores com backplate.

corsair-600c-15

Destaca-se ainda os 3 slots tooless para SSD, embora tenhamos experimentado e estes também consigam suportar HDD de 2.5. Para os HDD de 3.5 existem duas prateleiras também tooless que ficam na transversal e debaixo da prateleira da fonte.corsair-600c-10

O painel frontal da caixa esconde as duas ventoinhas de intake por de trás de um filtro. A frontal da caixa não tem grelhas mas possui aberturas de lado com tamanho mais do que suficiente para prevenir estrangulamento de airflow.

corsair-600c-13

O painel de acrílico está assente sobre duas dobradiças e tem um puxador para que possa ser aberto, mais uma vez a Corsair apoia em facilitar o acesso ao hardware para eventuais operações de manutenção.

corsair-600c-18

As baías 5.25 estão ocultadas atrás de um porta com algum revestimento anti sonoro, existe espaço para duas drives mas, para acessórios como Asus Rog front base não existe espaço entre a a face da caixa e a porta para elementos como a roda do controlador.corsair-600c-19

A localização do HDD de 3.5 permite o uso de cabos sata de 90º na perfeição, já a localização dos outros discos mais pequenos vai tornar a difícil a ligação de cabos de energia, dependendo do fabricante da fontes os cabos podem ou não complicar a tarefa de instalação.corsair-600c-22Com a inversão do sistema fica tudo de pernas para o ar, ganha-se uma vista nova sobre o dissipador da gráfica e já não é preciso ficar a olhar para um PCB feio, perde-se outros elementos como nomes e logos que vão ficar obviamente invertidos, como o caso do Strix da 970 abaixo.  corsair-600c-24

Conclusão

A Corsair 600C é uma caixa com excelentes acabamentos, tendo apenas um ponto que parece mais frágil e menos bem conseguido que serão só pés, no caso de alguém querer arrastar a caixa. No geral estamos perante um produto bastante bem conseguido e que vai possibilitar ter um computador com janela do nosso lado esquerdo, ao invés do lado direito.

Pode eventualmente existir uma zona de ar quente residual acima da gráfica, causada por esta e pela fonte acima. Situação que as 3 ventoinhas de 140 mm deveriam resolver este problema mas cria-se ali uma área morta de circulação de ar.

corsair 600c

A Corsair 600C custa 140€ o que parece um preço mais do que justo para um produto com a qualidade que a Corsair consegue oferecer nesta caixa, o seu design invertido pode não apelar a todos mas é diferente o suficiente para ser um sucesso.

selo-8_9

Pontos Fortes

  • Janela grande
  • Design minimalista

Pontos Fracos

  • Localização da fonte.
  • Layout invertido pode não apelar a todos

Deixar um comentário

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Outros Artigos