Home Periféricos Review ASUS Echelon Keyboard

Introdução

teclado_7

A ASUS é uma marca bem conhecida pelos portugueses, devido à sua forte presença no mercado de Notebooks e Laptops e à sua assistência técnica de elevadíssima qualidade.

Nos últimos anos, para além do seu trabalho na área dos computadores portáteis, motherboards e placas de som, a ASUS tem vindo a surprir necessidades relativamente a produtos de qualidade na área de gaming para PC, lançado headsets, teclados e ratos.

Neste momento e nesta área, os seus produtos mais famosos são, sem dúvida alguma, os ASUS Vulcan e Orion e o ASUS Echelon, teclado que vai ser aqui analisado. Todos eles são marcados pela sua qualidade de construção, sobriedade de desenho e permormance relativa.

O ASUS Echelon Keyboard faz parte da curta lista de teclados mecânicos com layout PT e ainda mais curta, se considerar-mos que este é retro-iluminado. O mesmo apresenta apenas  Cherry MX Black, o 2º tipo de switches mais apontados para gaming, loga aa seguir aos Cherry MX Red.

Especificações

  • Tecnologia Cherry MX Black
  • Cabos com revestimento duplo em nylon
  • Funcionalidade Nkey Rollover (anti-ghosting) em todas as teclas
  • Teclas multimédia
  • Ferramenta para troca fácil de teclas
  • Ciclo de vida: 50.000.000 de pressões de teclas
  • 2 x USB, Audio e Mic jacks
  • Cabo com 180 cm
  • Conector ps/2
  • Layout: PT-PT
  • Ligação: USB (Para utilizar o hub USB e as portas audio requer 2x USB, saída audio e entrada mic)

Embalagem e Conteúdo

embalagem_1

A estética da embalagem em nada foge aos produtos do resto da linha Echelon. O camuflado digital azul-acizentado está presente em toda a superfície, bem com os tons de azul escuro e preto. Em volta, temos features do teclado listadas, bem como imagens e legendagem do mesmo.

embalagem_2

A caixa é muito sólida, com arestas e encaixes robustos, apontando para máxima resistência a transportes negligentes. No interior vem tudo impecavelmente acondicionado, o teclado com 2 blocos de esponja. 1 em cada lado, a deixá-lo perfeitamente encaixado na embalagem, prevenindo assim quaisquer movimentos indesejáveis. Os restantes itens vêm contidos nas tradicionais saquetas plásticas e material como o palm wrest vem embrulhado em plástico de bolhinhas. No conjunto vem tudo sem folgas, com pouquíssimo espaço intersticial, e portanto, muito bem embalado.

No interior, para além do teclado e palm wrest, vêm também incluídos, 2 manuais (1 do próprio teclado e o outro relativo à garantia), teclas sobresselentes, 1 removedor de keycaps e um adaptador PS2/USB.

conteudo

Em Pormenor

O ASUS Echelon é um teclado mecânico que apresentaria um design muito sóbrio, não fosse o palm rest, a zona das teclas das setas e a zona que contém os símbolos das entradas do HUB. Toda a sua superfície apresenta a mesma textura matte, de cor preta-acizentada, resistente a utilização bastante intensiva. As keycaps apresentam uma cobertura com toque ligeiro de borracha, mas com percetível componente plástica mesmo a níveis mais superficiais. A parte dos carateres é parcialmente transparente devido à necessidade da retro-iluminação e, como tal, o contraste com a cor preta da restante tecla é fraco, o que leva que em condições de fraca luminosidade (e sem retro-iluminação ligada) seja complicado distinguir as diferentes letras, sinais de pontuação, números, etc.

teclado_4

 

Em torno das zonas da board do teclado populadas por teclas, existem umas arestas verticas com uma espécie de fosso adjacente, opção não muito clara tomada pelos indivíduos que desenharam o ASUS Echelon. Estes elementos  são inestéticos e de utilidade desconhecida, dando mesmo a ideia de serem uma tentativa falhada por parte da marca para trazer alguns novos elementos estéticos a este mercado. Na zona mais superior da board, a partir do nível das teclas numéricas, estas estão num patar mais elevado (literalmente).

teclado_6

O descanso para a palma e pulso não é tímido, na medida em que apresenta as dimensões adequadas para a sua função.

Este é um teclado mecânico que não apresenta teclas dedicadas a macros, o que é coerente com a sobriedade da marca já referida por uma multiplicidade de vezes anteriormente. Assim, podemos reparar que apenas existem algumas funcionalidades extras, como os combos FN+F1, FN+F2, etc, que trazem controlos associados à reprodução de vídeo e de som.

iluminaçao

A retro-iluminação é bastante simples, apresentando apenas níveis de luminosidade diferentes e nada de opções mais criativas como apenas teclas seletas iluminadas, iluminação pulsátil, etc. A diferente intensidade é ajustada com o combo FN+8(do keypad) para aumentar e FN+2(do keypad) para diminuir. A  iluminação é bastante brilhante, o que aponta para que a transparência dos carateres das teclas seja muita.

iluminaçao_2

Os switches aqui utilizados são os Cherry MX Black, escolha segura da ASUS, uma vez que são uma das opções mais populares da atualidade. São maus para bater texto, porém são muito bons para gaming, desde FPS a RTS. Por este teclado utilizar ligação PS2, o mesmo apresenta NKRO (n keys rollover), ou seja, todas as teclas podem ser pressionadas ao mesmo tempo e serão todas elas registadas.

hub

Assim como a quase totalidade dos teclados mecânicos de tier médio, também este apresenta um HUB embutido, com ligações USB e áudio. Os cabos levam sleeve de qualidade e com as cores coincidentes com o equipamento, azul e preto, todos eles com extensão mais do que necessária e terminações gold-plated.

cabos

 

Utilização

No que toca a teclados mecânicos esta categoria de avaliação é bastante direta, uma vez que a lista de parâmetros que devemos tomar em conta aquando a nossa utilização é bastante sucinta e limitada.

Os switches Cherry MX Black encontram-se bem implementados, a viagem e o deslize são suaves, sem folgas  e sem mais nenhuma particularidade associada. Em termos mais práticos, em FPS sentimos uma maior segurança nas movimentações e em RTS é notável uma certa perda de “agilidade”, mas contrariada por um ambiente menos caótico em comparação com Cherry MX Blue, Brown e Red.

A iluminação no seu nível máximo é algo agressiva e, como tal, tive que a manter em níveis intermédio e por vezes baixos, porque o brilho intenso, pode ser de facto bastante incomodativo como pude comprovar. A redução da intensidade da iluminação, tornou a experiência aceitável e bastante mais agradável.

teclado_5

Como sempre, o hub embutido é muitíssimo útil, mesmo que para uma utilização de escritório, ou seja, quando estamos sempre a ligar e desligar pens diferentes por causa da constante edição de documentos, imagens e/ou vídeo. Principalmente para quem tem uma torre PC isto apresenta-se como uma grande vantagem, dado que não temos que estar sempre a esticar-nos para ligar ou uma pen, ou uma câmara fotgráfica, bastando deixar tudo pousado em cima do tampo da mesa e ligar ao USB do teclado quando necessário. Os jacks de áudio são também muito úteis, uma vez que facilmente se pode alternar entre headset, headphones e colunas sem ter que dobrar as costas e bater com a cabeça na mesa de cada vez que ligava e desligava um cabo.

Numa perspetiva mais geral, mexendo bastante com o teclado, apercebemo-nos da sua enorme solidez. Apertando-o não sentimos folga nem ouvimos barulhos parasitas, colocando os pés para subir o teclado também não há qualquer cedência ou movimentação e  até a conexão do cabo com a board encontra-se consolidada e protegida com toda aquela borracha.

Considerações Finais

O panorama de teclados mecânicos com layout PT não é muito amplo, ou seja, a nossa escolha ainda é muito limitada e estaremos sempre restritos a 3 ou 4 tipos de switches e ao mesmo nº de marcas. Sorte a nossa que uma marca da dimensão da ASUS mostrou mais uma vez importar-se com Portugal. Não só viu o nosso mercado como relevante, como também trouxe um ótimo equipamento a um ótimo preço, colocando para trás estratégias de outras marcas que não interessam referir.

 

teclado_8

Por 86€, o ASUS Echelon, é uma excelente escolha, com ótima qualidade de construção, um visual assim-assim e uma escolha clássica de switches. A solidez e textura são ótimas e detalhes com o sleeve do cabo, o HUB presente no teclado e a iluminação, apenas consolidam o prestígio que tem sido concedido a este teclado  aqui pelo nosso país.

Apenas perde pontos pelas arestas inúteis na board e pela sinuosidade de algumas linhas em torno da inteiridão do mesmo.

Há uma variedade de boas escolhas abaixo dos 100€, mas este teclado consegue ultrapassar a maioria por todas as características que nos traz. Isto junto com a confiança depositada no nosso mercado e com a conceituada assistência ao cliente por parte da ASUS leva a que este teclado leve uma forte recomendação nossa.

Resta-me deixar um agradecimento à ASUS, por ter facultado esta unidade para análise.

selo-9_2

O bom

  • Layout PT
  • Materiais utilizados
  • Solidez e qualidade de construção
  • Retro-iluminação
  • Plug&Play
  • Palm Rest

O menos bom

  • Arestas inúteis na board
  • Sinuosidade de algumas linhas

Deixar um comentário

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Outros Artigos