Home Periféricos Razer Naga Hex

Introdução
Depois do sucesso que o modelo Naga tem trazido à Razer, a marca decidiu implementar tal conceito a mais do que MMORPGs. Todos devem saber que quando jogamos RPGs no mundo online, os nossos personagens acabam por evoluir ao ponto de aprenderem uma quantidade muito elevada de skills, ataques e items utilizáveis durante as árduas lutas PVP (player vs player) ou PVE (player vs environment).
A Razer trabalha em conjunto com muitas equipas de gamers profissionais e, por isso, tem obtido bastante feedback acerca de todos estes aspectos, conseguindo por isso lançar um rato muito bem desenhado e pensado para MMORPGs (Mass Multiplayer Online Role Playing Games) sendo que as 12 teclas adicionais na parte lateral esquerda do mesmo nos davam a possibilidade de associar muitas macros e keybinds de forma a tirarmos o máximo do nosso personagem.

No entanto, os MMORPG estão em baixas e é o League of Legends que tem dominado os interesses de maior parte dos gamers mundiais. Por isso, a Razer adaptou muitas das qualidades do antigo Razer Naga mas, como no LoL não são necessárias tantas teclas, optou por apenas incluir metade das 12 que o seu irmão mais velho possuía. Com este conceito principal, esperamos que o Hex seja capaz de vencer os problemas que o antigo tinha e a aclamar o título de melhor rato do momento para jogadores de League of Legends.

Embalagem e Conteúdo
O Razer Naga Hex vem acomodado de forma já típica da marca numa caixa verde e preta com direito a janela para que possamos ver o conteúdo da embalagem antes de adquirir o produto. Na parte frontal podemos contar com o logótipo conferido aos modelos Naga com as inscrições “Expert MOBA/Action-RPG Gaming mouse”, destacando-se assim num tipo específico de jogos como League of Legends, Heroes of Newerth, Dota 2, etc.

Além do logótipo da marca na frontal, contamos também com vários detalhes e features principais do mesmo na parte traseira.

Abrindo a janela de cartão, podemos encontrar breves informações acerca da funcionalidade dos botões laterais do Naga Hex que podem assumir os números do numpad ou dos normais, acima das teclas.

Depois de abrirmos a embalagem e de espalhado todo o conteúdo do Hex, podemos aperceber-nos de que além dos habituais manuais de instruções e notas do CEO da marca, encontramos 2 autocolantes da triple headed snake e duas pequenas borrachas que servirão de apoio ao nosso polegar para quando não estamos a necessitar dos botões extra que o Naga possui.

Em Detalhe
O Razer Naga Hex é muito idêntico ao Naga normal ou à versão Molten do mesmo em termos de estética. Agora em Razer Green em vez de azul ou vermelho, o Hex possui um set de botões laterais muito diferente das versões anteriores e ainda viu os dois botões superiores serem colocados no topo em vez de ao lado do mouse 1. A Razer alterou também os skates passando de apenas um que servia todo o fundo do rato para vários, tal como vemos em equipamentos de outras marcas.

O verde conferido ao Naga Hex tem tudo a ver com a marca e com o nome do produto mas é de esperar que muita gente tenha ficado desapontada por tão excêntrico visual num rato que conseguiu apresentar um look mais simples do que o seu irmão mais novo.

Os botões laterais deixaram de ser 12 e passaram a ser apenas 6, para se enquadrar aos jogos do momento, Hack & Slash e jogos do tipo League of Legends, que dominam as preferências do momento. A Razer corrigiu também um dos grandes problemas do antigo Naga colocando uma borracha no centro dos 6 botões para que possamos apoiar o nosso polegar enquanto não utilizamos qualquer um deles.

No fundo do Razer Hex, além do mesmo switch existente nos anteriores modelos que permite a troca entre os números habituais e do numpad, os skates apresentam uma disposição diferente deixando se ser um único skate, passando a múltiplos e a ter a disposição habitual de outros ratos que podemos ver no mercado.

Especificações
6 botões action-RPG mecânicos para o polegar
11 botões completamente programáveis com elevada velocidade de resposta
Switches especiais em todos os botões capazes de 250 clicks por minuto
Ciclo de vida estimado de 10 milhões de clicks.
Software Razer Synapse 2.0
Sensor lazer de 5600dpi Razer Precision 3.5G
1000Hz Ultrapolling/1ms de tempo de resposta
Tamanho aproximado : 116 mm x 70 mm x 46 mm
Peso aproximado: 134 g

Em jogo:
É de forma natural que, tendo em conta que o Hex foi desenvolvido a pensar no League of Legends, seja esse o jogo onde foram testadas todas as suas funcionalidades. Na verdade, o Hex ajuda imenso no que diz respeito à utilização de itens pois cada botão de polegar está associado a um slot do inventorio. A nível de precisão e tal como era de esperar, o Naga Hex portou-se lindamente, tal como o antigo modelo do mesmo embora a nível de conforto tenha deixado bastante a desejar.

Como já referido e apesar do apoio para o polegar ser de facto uma excelente melhoria, os botões que no antigo estavam junto do mouse 1 e que serviam, por default, para avançar e retroceder nas páginas do browser, foram agora alocadas no topo do rato e, no meu entender, uma má decisão. Isto porque tais botões são maior parte das vezes utilizados para activar a transmissão de voz utilizando software de comunicação tais como Ventrilo, TeamSpeak ou até mesmo o Skype.

Além desse senão, o material com que o Hex foi construído é muito susceptível à transpiração e não será preciso esperar muito até que o rato se encontre muito sujo e em condições de provocar desconforto ao utilizador.

Enunciados os pontos menos bons, o Hex continua a ser um rato exímio no que diz respeito à sua forma, facilidade de utilização e precisão, tal como o Razer Naga Molten por nós já analisado. No âmbito de jogo, o Hex está à altura dos acontecimentos e facilmente conseguimos ganhar segundos preciosos se tirarmos partido das 6 teclas laterais que temos à disposição. Claro está que, além dos keystrokes já predefinidos podemos associar outros completamente diferentes a estes botões como por exemplo summoner spells ou emotes.

Software:
O Razer Synopse é uma cloud onde podemos guardar todas as nossas definições e macros e utiliza-las futuramente em qualquer outra parte do mundo, em qualquer sistema. Para já, apenas o Razer Blade, Razer Naga, Razer Naga Hex e o Kit Star Wars: The Old Republic têm acesso à cloud e é sempre uma mais valia para todos os periféricos.

Tal como no Razer Naga Molten, o software do Naga Hex é exactamente o mesmo, sendo que o All in One da Razer continua a ser um dos melhores softwares que podemos encontrar para um rato gaming com inúmeras possibilidades.

Conclusão
A Razer apresentou um modelo que conseguiu melhorar os maus aspectos do anterior conseguindo um rato mais mainstream e mais confortável para quem não está disposto a utilizar todas os 12 botões da versão anterior. O “descanso” do polegar actua também como anti stress e foi bem pensado e executado. Além disso, o Naga continua com a mesma identidade que tão bons resultados lhe tem dado e a Razer foi inteligente o suficiente para utilizar quase o mesmo design criando uma versão mais especializada para action-RPGs.

No entanto, a escolha do plástico que cobre o topo do Hex não foi a melhor, o Glossy obriga-nos a suar imenso das mãos e, com isso, aumentar em muito a sujidade que se vai acumulando no nosso rato. Além disso, a troca dos botões que se encontravam junto do mouse 1 para o topo do rato foi, na minha opinião, um tremendo erro por parte da marca pois agora, encontram-se menos acessíveis do que nas versões anteriores e além de exigir um tempo de habituação muito mais longo, podem mesmo não vir a ser utilizados por maior parte dos jogadores.

Diria que a Razer pegou num modelo com sucesso e criou uma versão mais específica para poder abordar o vasto mercado do League of Legends, jogo cuja comunidade está a crescer a olhos vistos e as marcas não devem ficar indiferentes. Foi uma boa iniciativa mas temos pena que alguns pormenores não tenham estado ao nível de uma boa solução para os botões muito úteis do polegar esquerdo!

Despeço-me agradecendo à FJMPC por nos ter emprestado o sample do Hex para análise.

Espero que tenham gostado e fica a pergunta: Estão a preparar-se com bons periféricos para o mega torneio LILIREVIEWS de League of Legends? Se sim, está este rato na lista de compras?

8 Comentários a este artigo

Deixar um comentário

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Outros Artigos