Home Hardware Discos OCZ Agility 120GB

Introdução

Agility, ou agilidade em português, foi a palavra escolhida pela OCZ para o seu modelo de gama de consumo. Um substantivo que define bem a vantagem de ter um SSD no nosso computador!

A OCZ a nível de SSDs é uma marca de referência, isto porque sempre que lança um produto aposta em novas tecnologias, actualiza os seus firmwares com melhorias, para que o cliente final esteja sempre um passo à frente da concorrência, e sempre satisfeito! Algo de salientar, é o excelente fórum, com artigos, guias, e conselhos sobre os seus produtos. Um local de visita obrigatória! OCZ Forums

A versão deste SSD que iremos testar é a primeira, com controlador Indilinx, isto porque já se encontra à venda a versão Agility 2 com controlador SandForce e cujas características são bastante diferentes.

OCZ Agility

A OCZ disponibiliza várias versões deste disco, dependendo das necessidades do cliente. A versão em questão nesta análise é a de 120GB de capacidade, o suficiente para não ser considerado um disco de boot, ou seja, um disco apenas para os programas prioritários e mais importantes. Ao todo são quatro versões, 30GB (com performance inferior), 60GB, 120GB e 250GB, tendo estas três últimas performances similares.

As especificações segundo a OCZ:

  • Available in 32GB, 64GB, 128GB, 256GB capacities
  • 64MB Onboard Cache
  • TRIM Support
  • Seek Time: < .1ms
  • Slim 2.5″ Design
  • 99.8 x 69.63 x 9.3mm
  • Lightweight: 77g
  • Operating Temp: 0°C ~70°C
  • Storage Temp: -45°C ~ +85°C
  • Low Power Consumption: 2W in operation,
    .5W in stand by
  • Shock Resistant up to 1500G
  • RAID Support
  • MTBF: 1.5 million hours
  • 3-Year Warranty

Das especificações podemos sublinhar o facto de este SSD suportar TRIM, possuir cache, um excelente MTBF (Mean Time Between Failures) ou tempo médio entre falhas, e claro, a garantia de 3 anos, um ano a mais do que o que é obrigatório em Portugal.
Temos ainda a performance esperada, segundo a OCZ:

120GB Max Performance

  • Read: Up to 230 MB/s
  • Write: Up to 135 MB/s
  • Sustained Write: Up to 80 MB/s

Será que esta performance se verifica? É o que iremos ver já a seguir.

Páginas: 1 2 3 4 5 6

0 Comentários a este artigo
  1. Muito obrigado pessoal! Tivemos de retirar a review do site porque estava a interferir com o layout, mas neste momento está tudo em ordem!

    Fiquem atentos para mais novidades, e vão comentando!

    Cumprimentos.

  2. muito boa a review e o disco. falta agora choverem mais discos destes para haver comparação. pelo que tenho visto existem demasiadas marcas a lançar demasiados produtos quase sem diferença de desempenho. um gajo fica baralhado quando quer escolher um. precisamos de mais reviews a este tipo de material.

    marco, e uns SSD’s da Mushkin…? sempre gostei desta marca, tem bastante qualidade. difíceis de arranjar em solo nacional…

  3. Muito obrigado Filipe!

    É verdade, querem-se mais reviews a estes discos para haver termo de comparação, porque como se deu para ver, um raptor não dá grande concorrência.

    Quanto ao material da mushkin, também sou grande fã, vamos ver se o Marco faz das dele.

  4. “Mais do Mesmo”

    É como já foi dito, o mercado está “entupido” de SSDs MLC sem quase nada de diferente de entre modelos e/ou marcas.

    as diferenças são mínimas, e os preços também.

    contudo uma boa review, e sim um raptor apesar de ser rápido, não chega a um SDD , só um Raid é que já anda lá perto.

    Venham mais SSDs para comparar as diferenças e preços.
    Muskin é boa marca, mas á mais SSDs 😉

    cumps

  5. Muito obrigado pelos comentários! É sempre bom ler as vossas palavras.

    Relativamente aos SSDs, sim é verdade, usam os mesmos controladores, quase sempre os mesmo chips MLC e siga para o mercado. O que distingue as marcas são os firmwares, e algumas tecnologias que implementam. Um bom exemplo disso é a Western Digital, com os seus SSDs super fiáveis, dizem eles.

    Com um pouco de sorte, iremos receber os novos Agility 2 com o famoso controlador SandForce, para poder comparar com este. Fiquem atentos!

    Cumprimentos!

  6. parabens tiago review muito boa, continuo á espera de proximos trabalhos bons da tua autoria..

    um pouco cara, mas o trabalho continua a ser fantastico .p

  7. A review é muito boa sim e o disco também, o preço é que … va la… mas também não pode ser tudo barato depende do trabalho e o que foi investido no disco =)

  8. Boas 😉

    Acho que é a primeira review de um SSD que leio com atenção, ja sabia que batiam records dos discos mecanicos, nao sabia é que os batiam com tanta facilidade xD

    Eh pah, relativamente ao preço… 300€ por 120Gb não é pa qualquer carteira, nem de longe.. mas em relaçao a performance, que compensa, lá isso compensa 😉

    Grande review, grande disco xP

    Abraço

  9. Sugestão: no CrystalDiskMark fazer 5 testes com 100MB não faz qualquer sentido.

    É como o meu ISP me diz para fazer um speedtest com ficheiros de 1MB.
    Deve ser um valor que pelo menos seja 2x (?) maior à capacidade prevista.

    Isto é. Se o disco lê 239MB/sec demorou uns meros 0.4sec a fazer o teste.

    O erro aqui por extrapolação pode ser abismal e levar a interpretações erradas.

  10. Boas,

    Repara, o programa correu os 4 testes até atingir os 100MB isto 5 vezes, não correu um teste com 100MB 5 vezes, como dizes. Nenhum dos 4 ficheiros tem 100MB de tamanho, o maior que tens é 1024KB.

    Cumprimentos.

Deixar um comentário

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Outros Artigos