Home Notícias Novo malware está a afectar o Sistema Android

As aplicações disponíveis para o Sistema Android são cada vez mais e , acima de tudo, cada vez mais úteis. Muitas pessoas chegam mesmo a fazer “colecção” do mais variado tipo de aplicações, sejam elas despertadores, jogos , utilitários ou monitores de desporto e, acima de tudo, há também muitos utilizadores que instalam aplicações que não são 100% seguras, isto é, que não são distribuídas através do Google Play.

android_malware

Pois bem, se é um utilizador deste tipo aconselhamo-lo desde já a ter cuidado com o que instala. Isto porque acabaram de “descobrir” um novo malware extremamente perigoso e que ainda é virtualmente impossível de ser removido do seu dispositivo.
Segundo informações divulgadas por um relatório da empresa de Lookout, especialista em segurança, este malware vem disfarçado de aplicações bastante conhecidas, como é o caso do Facebook e Twitter. De facto, ele ele chega mesmo a camuflar-se de uma forma enganadora, principalmente pelas semelhanças a nível de interface, mas a principal diferença é que um código malicioso é instalado em segundo plano, permitindo ao invasor ter acesso root (super-utilizador) ao seu aparelho. Para além disto, o malware instala-se como uma aplicação de sistema, aproveitando-se de algumas fragilidades existentes no sistema Android, e tornando este malware muito difícil( até agora impossível) de ser removido com sucesso.

adware
Como dito atrás , e para ficar um pouco mais descansado, até o momento estes problemas apenas se resumem a lojas de aplicações third-party, sendo que pode transferir sem preocupações aplicações distribuídas pela Google Play.
A Lookout informa que os três tipos de malwares descobertos até o momento (com o nome Shedun, Shuanet e ShiftyBug) não causam um dano muito elevado no dispositivo, limitando-se, até o momento, a exibir alguma publicidade.
Ainda assim, desaconselha-se a transferência de aplicações third-party,  pelo menos por enquanto, uma vez que mais de 20 mil aplicações falsas que contêm o malware já foram encontradas , disfarçadas de Candy Crush, Facebook, Google Now, Snapchat, Twitter e muitos outros. Apesar de tudo, Portugal não é dos países mais afectados por este malware, sendo os Estados Unidos, Alemanha, Rússia, Índia, Jamaica, Sudão, México e Indonésia, os países com maiores taxas de infecção.

É importante ainda relembrar que só porque estes malwares até ao momento não causaram grandes estragos, não significa que a situação não possa mudar e, se isso acontecer, os aparelhos infectados vão estar indefesos contra, por exemplo, roubos dados pessoais.

Mantenha-se alerta e jogue sempre pelo seguro!

Deixar um comentário

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Outros Artigos