Home Hardware MSI R6970 Lightning

A AMD tem actualmente no mercado uma série de placas gráficas bastante forte e enquanto esperamos que o departamento de processadores lance as novidades, vamos experimentando gráficas dos vários segmentos e de diferentes parceiros.

Para este artigo, temos uma placa gráfica que já se vem tornando o ex-libris da MSI, uma Lightning. Esta série é muito importante para a marca e para os entusiastas. O modelo escolhido é nada mais nada menos do que a solução single GPU mais potente que a AMD disponibiliza e o nome correcto é MSI R6970 Lightning.

A MSI é um fabricante bastante conhecido e com um leque de produtos bastante extenso muito embora, cá em Portugal, se foquem praticamente só nas motherboards e placas gráficas. É uma das marcas empenhadas em ganhar mercado em Portugal e o LILIREVIEWS é um dos grandes palcos utilizado para apresentação dos produtos e teste de fogo! A MSI tem melhorado bastante a qualidade dos seus produtos no últimos anos e é sempre com agrado que passamos algum tempo com as novidades.

É impressionante o trabalho de engenharia que a MSI vem colocando nesta série e nem as habilidades em reverse engineering de alguns entusiastas que, pela sua posição podem pensar e experimentar out of the box, conseguem superar. As placas gráficas desta série têm sido recorrentemente utilizadas para bater recordes mundiais e grande parte do seu potencial está guardado para refrigeração extrema.

O coração de todas as HD 6970 é o GPU Cayman mas a MSI destaca-se especialmente nas suas placas personalizadas. E não se limita a seleccionar GPUs e memórias melhoradas mas desenvolve um produto completamente diferente com um PCB maior e mais robusto, com um sistema de alimentação mais capaz e componentes de elevada qualidade.

Em relação ao design de referência para a HD6970, o GPU Cayman levou um overclock de 880MHz para 940MHz e chegar aos 1000MHz a ar parece tarefa fácil num GPU com processo de fabrico de 40nm, com 2640 milhões de transistores num die com área de 389mm2 que certamente não irá oferecer problemas de aquecimento graças ao dissipador exclusivo da MSI, o Twin Frozr III. Neste modelo não houve alteração na parte das memórias, continuam a ser 2GB de memória GDDR5 com interface 256-bit e a 1375MHz, que resulta numa frequência efectiva de 5500MHz, mais do que suficiente para as resoluções correntes. Para convencer alguma da clientela, bastava falar nos 2,7 Teraflops de potência computacional.

Parte importante deste modelo exclusivo, é a arquitectura Power4 em que se destacam obviamente 4 características. O PWM com umas impressionantes 18 fases de alimentação, 14 das quais dedicadas ao GPU e alimentação independente para os 2GB de memória por 3 das fases restantes. MOSFETs CopperMOS com excelentes propriedades de refrigeração e quatro chips NEC Proadlizers para terminar uma boa lista de características onde são utilizados componentes de classe militar. Como era de esperar, esta placa precisa de alimentação adicional e a MSI optou por uma configuração com 2 conectores de 8 pinos para garantir uma margem de overclock maior com estabilidade.

Para uma alimentação do GPU mais estável e limpa, podemos encontrar os 4 chips Proadlizer da NEC perto do GPU, na parte de trás do PCB.

Além destes, ainda há outros componentes interessantes nesta parte da placa gráfica, maioritariamente os switches amigos dos overclockers, Mem V-Switch, GPU V-Switch, PWM Clock Tuner e um para OCP Unlocker. Por perto, 14 pequenos LEDs que dão cor à placa gráfica e representam as fases do GPU.

A incorporação de duas BIOS já é uma das características que permitem identificar a série 6900 da AMD mas a MSI aproveitou-a de forma diferente, com um switch de 3 posições, a primeira com a BIOS Lightning Standard, a segunda com um aumento de 2,5x nos limites da tecnologia PowerTune. Se colocarmos na terceira posição deixamos de ter imagem no monitor porque esta posição está reservada para uma função futura, podem consultar o FAQ deste modelo no site da marca.

A MSI costuma incluir nos seus produtos uma característica muito interessante que são os pontos de leitura de voltagem, V-Check Points, e esta R6970 Lightning não podia falhar nesse aspecto. Tem então 3 conectores para leitura rápida das voltagens do PLL, Memórias e GPU.

O dissipador que acompanha esta placa gráfica, é a terceira geração do famoso Twin Frozr, com 4 heatpipes de 8mm. As alhetas aumentam muito a área de dissipação e o resto do trabalho está a cargo de duas ventoinhas de 90mm. Se repararmos, as ventoinhas não estão totalmente protegidas pelo dissipador e caso se tente encostar alguma ventoinha ou placa a esta dá problemas.

Desmontar o dissipador é bastante fácil e para deitar o olho em todos os componentes, precisamos de remover uma cobertura que garante que o calor se espalha por uma área maior.

Esta placa gráfica está preparada para tirar partido da tecnologia Eyefinity e o painel traseiro está bem equipado com duas entradas mini-displayport, uma HDMI e duas DVI, uma das quais Dual-DVI. Um dos DVIs vem roubar espaço à grelha mas nada que já não seja hábito.

Para os mais aventureiros, temos 2 conectores para CrossFireX mas convém que sejam placas do mesmo nível para aproveitar bem essa potente configuração com multi-gpu.

As dimensões desta placa gráfica não são nem de perto iguais às das placas de referência. Uma das medidas mais importantes é o comprimento e esta tem 310mm. A altura é a normal numa placa gráfica dual slot, cerca de 40mm e da motherboard até à lateral da caixa precisamos de pelo menos 127mm.

Embalagem e Conteúdo

A R6970 Lightning vem numa embalagem bastante grande em tons de vermelho e preto, com um avião militar, bem parecido com o do icone do software Afterburner.

Na traseira e sem grande imaginação, a mesma imagem mas com destaque para características chave e outras como HDMI 1.4a, HD3D e outras já habituais em produtos AMD, além dos requisitos mínimos que também merecem um espaço.

Para mais informações sobre as características desta placa gráfica basta abrir a aba para ficar a conhecer alguns detalhes sobre as tecnologias que a MSI colocou neste modelo.

A MSI até tem um bundle jeitoso, além dos guias de utilizador temos o tradicional CD de drivers, ponte de CrossFireX, adaptador de mini-DisplayPort para DisplayPort, adaptador DVI para VGA, conversores de alimentação e os conectores para leitura de voltagens.

Testes, Overclocking e Resultados

Agora que já temos alguma informação importante sobre a placa gráfica e depois de conhecermos a HD6950 e HD69990, vamos ver que tal se comporta a R6970 Lightning da MSI! Nas próximas secções deste artigo tentamos traduzir em números a capacidade da placa, recorrendo a alguns jogos e outros benchmarks populares que são normalmente utilizados como padrão por toda a indústria, incluindo fabricantes.

Em termos de metodologia seguimos sempre a mesma linha. Os resultados que aqui apresentamos são a média dos valores obtidos nas 3 vezes que corremos cada teste. Só nos resultados com overclock não adoptamos este método.

Como os nossos artigos da HD6950 1GB e HD6990 receberam bastantes visitantes e esta placa vem completar a série HD 6900 decidimos incluir esses modelos na comparação. Não esquecer que esta é uma versão com overclock e um design personalizado.

Sistema de Testes

Motherboard: Asus P8P67 Deluxe
Processador: Intel Core i7 2600K @ 4.9GHz
Memória: Gskill RipjawsX 2133MHz CL9
Placa Gráfica: MSI R6970 Lightning, AMD HD 6990 e AMD HD6950 1Gb
Disco: Kingston SSDNow V+ Series 64Gb Raid0
Fonte de Alimentação: Coolermaster Silent Pro M 1000W

Jogos

Sendo uma versão overclock toda artilhada, tem de se portar bem em jogos ou nem vale a pena pensar nesse investimento. Os jogos foram testados com as definições no máximo, AA a 8x e AF a 16x são apenas duas das referências. A resolução utilizada foi 1920x1080p num ecrã de 50”. Vamos lá ver se algum dos jogos é da vossa lista de preferências.

Alien vs Predator

Battlefield Bad Company 2

DiRT 2

FarCry 2

STALKER: Call of Pripyat

Crysis Warhead

Just Cause 2

Metro 2033

Resident Evil 5

Suites Futuremark e HWBOT

Estes benchmarks oferecem uma componente muito interessante que é a comparação numa imensa base de dados com resultados de todo o mundo, daí serem uma das escolhas que têm presença assídua nas nossas reviews.

3DMark 03

3DMark 05

3DMark 06

3DMark Vantage

Unigine Heaven

Overclocking

À partida já esperávamos que esta placa gráfica tivesse um bom desempenho em overclock e que aguentasse bem as voltagens permitidas pelo MSI Afterburner. Assim conseguimos correr o exigente 3DMark Vantage com o GPU a 1035MHz e as memórias acima de 1500MHz, o que é bastante bom para um overclock sem truques.

Ficaram por utilizar os switches na traseira da placa gráfica mas ainda vamos voltar a fazer experiências assim que nos for garantido que o produto não precisa de voltar para o fabricante ou ser enviada para outro editor.

Consumo Energético e Temperaturas

A AMD desenvolveu a tecnologia PowerTune, que mantém vários pontos do GPU monitorizados de forma a evitar problemas de sobreaquecimento. Com o Twin Frozr III em princípio não haverá problemas com temperaturas, mesmo com a segunda BIOS. Fizemos algumas medições em idle e stressando apenas o GPU e eis a tabela de resultados com comparação das outras placas:

Apesar do consumo estar dentro do previsto e não ser super emociante, as temperaturas registadas são bastante interessantes.

Conclusão

A MSI apostou na qualidade de construção em todos os componentes desta placa. Além dos componentes Military Class que já estamos habituados a ver, o PCB sofreu algumas alterções para acomodar as 18 fases de alimentação. A combinação entre estes componentes e um dissipador de elevada qualidade e desempenho funciona muito bem.

O Twin Frozr III é um dissipador muito silencioso e eficaz, preparado para aguentar grandes overclocks e horas e horas de jogo. Como vimos nos testes, houve grandes diferenças de temperaturas dos dissipadores de referência para este. Além do seu desempenho, devemos olhar para o aspecto espectacular que dá à nossa placa gráfica.

A MSI desenvolveu este modelo com especificações óptimas para overclock e só com refrigeração extrema podemos aproveitar todo o potencial do investimento. Também foram incluídas algumas características ideais para entusiastas, com destaque para os pontos de leitura de voltagem, apesar de não estarem numa posição muito favorável.

O preço a pagar por um modelo exclusivo como este é elevado mas é garantido que se compra com qualidade e com larga margem para aumentar o desempenho desempenho da gráfica.

Seja como for, a R6970 Lightning provou ter um excelente desempenho para uma placa single GPU e 1080p com os filtros no máximo é um passeio no parque em quase todos os jogos. O facto de estar preparada para Eyefinity é uma mais valia e numa configuração desse género é que podemos deixar a gráfica a suar.

Qual é a vossa opinião sobre a série Lightning da MSI? Vale a diferença de preço para o entusiasta comum? Este é o vosso modelo personalizado favorito ou têm preferência por outra marca e modelo?

Um agradecimento à MSI por ter cedido este sample.

0 Comentários a este artigo
  1. Um pedaço de hardware estupendo. Um look avassalador e imponente e com resultados muito convincentes!
    Mais uma vez, uma review totalmente à altura da qualidade que a MSI nos proporcionou com este sample.
    Parabéns!!

  2. que maquinão. sempre achei os produtos da MSI soberbos e esta gráfica veio confirmar isso mais uma vez. a diferença de preço é que poderá afastar alguns utilizadores mais conservadores ue apenas querem jogar, sem estar a inventar muito. de qualquer maneira, excelente review! 😉

Deixar um comentário

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Outros Artigos