Home Notícias Motherboards série 100 da Gigabyte: características reveladas

Com o lançamento da arquitetura Skylake ao virar da esquina também está igualmente proximo o lançamento das motherboards série 100 da Gigabyte e de outras marcas. Entretanto a Gigabyte revelou algumas das características de relevo que irá incluir na suas motherboards.

Gigabyte-GA-Z170X-Gaming-G1-Motherboard-635x804

É de notar que nem todas as boards da Gigabyte incluirão todas as características que iremos referir, este artigo deverá ser utilizado mais como informação de referência, para saber o que nos espera.

Thunderbolt 3

Na Computex a Intel anunciou as especificações do Thunderbolt 3 e revelou o controlador por trás disto. Basicamente será possível desfrutar de uma conexão até 40Gb/s para ligar dispositivos de armazenamento, monitores, placas gráficas externas e muito mais. Será possível ligar dois monitores a 4k e periféricos sobre apenas um conector do tipo C.

USB Type-C

Não é necessário dizer muito sobre o USB Type-C, este conector reversível vai oferecer um suporte bastante versátil, oferece USB 3.1, Thunderbolt 3, DisplayPort 1.2 e 100 W de potência através de um único cabo.

Intel USB 3.1

O controlador Alpina Ridge pode ser ligado à tradicional porta USB 3.1 Type-A, e como corre sobre quatro lanes PCI-Express 3.0,  a largura de banda total para o USB 3.1 pode chegar aos 32Gb/s, ao invés das portas ficarem limitadas à velocidade do controlador.

HDMI 2.0

A Gigabyte está comprometida a trazer o HDMI 2.0 a algumas das suas motherboards. Nem todas terão estes conectores disponíveis, mas as que tiverem poderão ter monitores 4k a reproduzir a 60Hz, estas não estarão limitadas aos 30Hz nem irão utilizar algoritmos de compressão para manter os 60Hz.

Creative Certified ZxRi 120+dB SNR

Com a nova palca de som da Creative, a Gigabyte afirma que terá a primeira placa de som discreta integrada. Parte do pacote é uma placa Creativa Core3D com um processador de áudio de 4 núcleos, que está ligado a um DAC (Digital to Analog Converter) Burr-Brown capaz de converter com um SNR de 127 dB. Adicionalmente, a Gigabyte incluirá um amplificador topo de gama para headphones para os outputs frontais e traseiros com um SNR superior a 120 dB, e os canais de surround traseiros terão um AmpOp mais simples com um SNR de 96 dB. A saída traseira terá um amplificador por canal, enquanto que na frente usará um amplificador de canal duplo.

7 Color LED Trace Path

Ultimamente é moda os fabricantes separarem a porção de áudio com uma fronteira distinta para reduzir a interferência, e alguns até os iluminam.

Algumas das novas boards da Gigabyte com hardware áudio dedicado terão os trace paths iluminados com uma de sete cores para que o utilizador as possa combinar com o resto da iluminação do sistema.

Killer DoubleShot Pro X3

A motherboard Z170X-Gaming G1 chega com o gestor de rede Killer DoubleShot Pro X3, que combina três adaptadores e permite-os trabalhar em conjunto, prioritizando tráfego em caminhos diferentes. Por exemplo, tráfego de tempo real, tal como jogos, irá pelo caminho com menor latência, enquanto que o resto será distribuído pelas restantes linhas disponíveis.

Para este fim serão usados dois adaptadores Killer E2200 e um Killer E1535 Wirelless com suporte de Bluetooth 4.1.

PCI-Express 3.0 x4 M.2 Slots

Por alguma razão a Gigabyte decidiu incluir três, sim 3, slots M2, cada um ligado a quatro bus PCI-Express 3.0, fazendo as contas: com suporte RAID, estamos a falar de 96GB/s de largura de banda, ao que parece estava na altura do armazenamento chegar a velocidades ridículas.

3 SATA Express

A ultima geração SATA-Express assentava em 2 PCI-Express 3.0, mas as motherboards da série 100 terão PCI-Express 3.0 aumentado a largura de banda de 10Gb/s para 16Gb/s. Claro que o SATA-Express é um bocado questionável com porta M.2 disponíveis,  mas na necessidade dele a Gigabyte irá construir motherboards com até três destes slots.

Metal Shielding PCI-Express x16 slots

Para que as gráficas bastante pesadas não ofereçam perigo aos slots PCI-Express a Gigabyte irá reforçar os slots com um escudo metálico, o que os reforçará e também os ligará à terra oferecendo uma maior proteção eletrostática.

Q-Flash Plus

O Q-Flash Plus permite fazer flash à BIOS através de um USB sem ser necessário ter memória ou CPU instalados. Pode não parecer muito útil, mas se houvesse uma board com uma BIOS sem suporte aos novos CPU  poderia-se corrigir essa situação sem ser necessário pedir um processador emprestado para atualizar a BIOS.

IR/Infineon 20 Digital Phase Power Design

Esta é uma característica virada para o extreme OC onde é preciso uma fonte de energia absolutamente estável para atingir o mais valor de relógio possível.

Turbo B-Clock

O chip Turbo B-Clock Tunning IC tem o objetivo de ajudar a ajustar o valor de relógio do sistema, com as opções a irem de 90MHz até 200MHz.

Anteriormente havia apenas as opções de escolher entre 100MHz, 125MHz e 167MHz, o que não permitia aos overclockers realizar pequenos ajustes aos seus sistemas.

OC Touch

O OC Touch não é novidade, mas é algo que continuará presente nas motherboards orientadas para o overclock para o tornar mais acessível. Quando se está a realizar overclock numa plataforma open-bench pode ser bastante útil.

GC-M.2-MINI-SAS

Em algumas boards a Gigabyte incluirá um conector Mini-SAS num dos slosts M.2 para que se possa ligar um intel 750 NVMe SSD sem necessitar de usar PCI-Express.

Os outros fabricantes também deverão incluir este conector.

 

G-Connector

A ideia por de trás do G-Connector não é novidade e já há bastantes motherboards que incluem sistemas semelhantes. A ideia é muito simples: um adaptador onde se liga todos os cabos da caixa para switches e leds, e que depois se pode ligar no header da motherboard, poupando o trabalho de andar a liga-los num espaço apertado e a desejar que não se tenha ligado nada um pin ao lado.

 

 

 

Deixar um comentário

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Outros Artigos