Home Hardware Memórias GsKill RipJaws-X F3-17000 CL9 4GB

Introdução

Com a chegada da nova arquitectura de CPUs  da Intel, temos também assistido a uma rápida evolução no campo das memórias RAM. Ainda não há muito tempo, memórias a 2000MHz eram uma miragem, e no entanto, o kit que aqui hoje será apresentado é de 2133MHz, com um preço sub 100€.

Uma das grandes mudanças que a nova arquitectura Sandy Bridge nos trouxe, foi que a frequência das memórias já não aumenta à medida que se vai aumentando a frequência do CPU. Dado que praticamente todo o overclock é feito através do aumento do multiplicador, a frequência de base ou “base clock” mantém-se inalterada, o que significa que  estamos limitados aos divisores disponíveis. Contudo, existe sempre uma margem relativamente segura para poder aumentar o base clock, algo como 3Mhz, por exemplo, sem que hajam problemas de estabilidade.

A GsKill, uma das marcas com grande peso no mercado doméstico de memórias RAM, tem estado sempre na frente ao apresentar produtos de alta qualidade, performance, a preços que agradam a várias carteiras, principalmente hoje, em que muito provavelmente o computador poderá ficar para segundo plano.

Quando surgiu esta nova plataforma, veio com ela também o aviso de que os kits de RAM com tensões superiores a 1.5V poderiam causar danos no CPU. Isso até hoje não foi confirmado, e pelo que pude verificar nem eu, nem nenhum dos membros do staff, que têm CPUs Sandy Bridge há algum tempo, notaram danos nos seus CPUs. Estou a referir isto, porque apesar destas memórias serem indicadas para Sandy Bridge, a sua tensão de funcionamento é de 1.6v. É claro que quanto menor for a tensão a que as memórias estejam submetidas, menor será  a libertação de calor e maior será a probabilidade de durarem mais, mas quando estas são lanças pelas marcas com estas tensões, e com a certificação que irá ser compatível com esta plataforma, não deverá de haver preocupação. Não esquecer que, este kit não tem nada de especial para ser compatível com os novos CPUs 1155, portanto esta review também é valida para quem quer fazer upgrade para um kit novo e ainda está na plataforma 1156.

Especificações:

Designed For 2nd Generation Intel® Core™ Processors

System Desktop
System Type DDR3
M/B Chipset Intel Z68 / Intel P67
CAS Latency 9-11-9-28-2N
Capacity 4GB (2GB x2)
Speed DDR3-2133 (PC3 17000)
Test Voltage 1.6 Volts
PCB
Registered/Unbuffered Unbuffered
Error Checking Non-ECC
Type 240-pin DIMM
Warranty Lifetime

Vista Geral

Como seria de esperar, apesar de serem modelos Ripjaws-X, não trazem o tão conhecido cooler da G.SKill para as arrefecer. São extras que fariam encarecer o produto, e que a G.SKill teve de optar por remover, para tornar este kit atractivo e competitivo.

Estas memórias são embaladas numa caixa vulgar, algo comum e muito utilizado nestes produtos, mas que não deixa de fazer referência à simbologia “X”, desta nova gama, para distinguir das antigas “Ripjaws”.

Na parte de trás da embalagem, temos a etiqueta com os números de série, bem como informação sobre os timings mais importantes. Dado que a embalagem é tão pequena, passemos então para os módulos.

Para arrefecer estes módulos, a G.SKill equipou-os com dissipadores em alumínio pintado de vermelho, uma cor bastante utilizada pela Asus nas suas motherboards topo de gama, como a Maximus IV Extreme.

No topo dos dissipadores temos um género de alhetas, para melhorar a dissipação do calor, que ao contrário de outros modelos, não possuem dimensões que interferem com alguns modelos de dissipadores para CPU, como o Cooler Master V10 ou Thermalright Ultra 120 Xtreme.

Apesar de não ter removido os dissipadores, os PCBs possuem circuitos integrados nas duas faces, ou seja são Double Sided, e são também de 6 camadas, o que ajuda também na dissipação do calor.

Podemos ver o pormenor das alhetas, e do cuidado que a G.SKill teve na qualidade de construção, mesmo tratando-se de um kit de gama média.

Para termos uma noção do baixo perfil destas memórias, quando comparadas, por exemplo, com umas PI da G.SKill também, deixo aqui uma fotografia destes módulos já montados numa motherboard da Gigabyte:

Uma motherboard com esquema de cores baseado no azul, talvez não será o melhor contraste, mas a beleza destas memórias sobressai em motherboards de tons escuros, como uma Gigabyte P67 UD4, ou então, uma Maximus, como eu referi mais atrás. Gostaria de deixar mais uma fotografia destas meninas em acção no primeiro bench exclusivo cá da casa:

Podem ver mais sobre este magnifico dia aqui:

Les 3 OverclocKINGS

Testes

É chegada a altura de por à prova este fantástico kit da G.SKill.

O sistema utilizado foi o seguinte:

Motherboard: Asus P8P67-M
Processador: Intel 2500K @ 4000Mhz
Memórias: GsKill RipJaws-X F3-17000 CL9 4GB
Placa Gráfica: Palit GTX460 1GB Sonic
Fonte de Alimentação: Corsair TX 650W
Disco: OCZ Vertex II 60GB

O testes que foram corridos foram os seguintes:

PCMark 7
TrueCrypt – Buffer Size de 100MB
AIDA 64 Benchmark de memorias e cache
Just Cause Demo

Os módulos foram overclockados até 2220Mhz mantendo os mesmos timings, a mesma tensão de origem, tudo mantendo o sistema perfeitamente estável. Este overclock foi feito aumentando o base clock, como tal, o CPU também viu a sua frequência aumentada para 4160MHz. Para tentar ver o potencial destes módulos em particular, pois nem todo o material igual se comporta da mesma forma, tentei baixar os timings para CAS8, mas mantendo a tensão nos 1.6, contudo tal não foi possível, e só com ajustes nos sub-timings, e aumento de tensão para algo perto dos 1.68v é que consegui manter o sistema estável.

PrintScreen dos vários separadores do CPU-Z:

Comecemos então pelo TrueCrypt 7.0 a:

O  valor do AES foi omitido, pois como se tratava de um valor bastante alto, o gráfico torna-se menos legível, no entanto, o valor foi o mesmo para os 2133MHz e 2220MHz, 3GB/s, e de 2.3GB/s para os 1600MHz. A diferença dos 2133 para os 2220 MHz neste programa em particular não foi muito grande, contudo, dos 1600MHz, que é talvez das frequências mais comuns de encontrar em kits anteriores, já se notou uma melhoria bastante grande.

PCMark 7

Talvez uma estreia aqui no Lilireviews, este e o ultimo lançamento da Futuremark para testar a performance geral do sistema, onde as memórias têm parte integrante

Aqui as diferenças não foram muito grandes, mas talvez para o overclocker mais extremo, o suficiente para não ganhar a medalha de ouro.

AIDA64

O AIDA64, ex Evereste, é um excelente programa que permite analisar a performance do sistema, em particular a largura de banda das memórias. O teste aqui utilizado foi o “Benchmark de Memórias e Cache“.

Just Cause Demo

Para testar a influência das memórias na performance deste jogo, correu-se o benchmark interno com as seguintes settings:

As diferenças não foram muitas, no entanto os 2220MHz, como seria de esperar, tiveram mais 1fps do que as restantes configurações.

Conclusão

Este foi sem dúvida dos kits com melhor relação qualidade/preço que aqui foi testado no Lilireviews. Com um PVP de cerca de 64€, não há desculpa para não ter um kit com excelente performance, para substituir as velhas memórias a 1333MHz ou mesmo 1600MHz.

Com alguma manobra para overclock, com capacidade para aguentar cerca de 4MHz de aumento no base clock, estas são sem dúvidas memorias indicadas para os sistemas Sandy Bridge, ou mesmo a antiga socket 1156, que ainda dá luta. Os seus dissipadores vermelhos, além de esteticamente bonitos, sóbrios, são eficazes, pois durante os testes nunca notei temperaturas superiores a 45º nos mesmos.

Na plataforma Sandy Bridge a redução dos timings pouca influência tem, sendo que as altas frequências a acompanhar a alta largura de banda e capacidade de overclock destes CPUs, são muito mais eficientes, daí este kit ser vendido a 2133Mhz. Cada vez mais iremos ver o lançamento deste tipo de memórias de alta frequência a preços mais atractivos e tensões mais baixas.

Estamos perante um produto altamente recomendado pelo Lilireviews!

Queria ainda deixar um agradecimento especial à G.Skill por ter facultado o kit para testes.

0 Comentários a este artigo
  1. Boa review! O preço é brutal e embora não tenha timings muito apertados, não faz sentido ficar nos 1600MHz… É de aproveitar pessoal porque o mercado da RAM está sempre a sofrer variações.

Deixar um comentário

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Outros Artigos