Home Periféricos Game Pads Cyborg F.L.Y. 5

Cyborg F.L.Y 5

O F.L.Y 5 é o perfeito exemplo de um joystick com uma personalização completa, construído para se adaptar à sua mão e tornar excepcional a sua experiência de jogo em simuladores de guerra… seja a bordo de um caça F18 ou de um AH-64 Apache.

Já há alguns anos que temos vindo a assistir a uma evolução petrificante nos processadores e nas placas gráficas. Objectivo? Tornar os computadores mais rápidos, os softwares mais complexos e, no fim, a nossa experiência mais realista!

Mas para a experiência ser realista é necessário que a nossa interface esteja à altura do desafio. Os primeiros a perceber isso foram os fabricantes de ratos. Actualmente temos ratos completamente ajustáveis, com uma sensibilidade incrível e a conseguirem ter uma precisão quase perfeita respondendo a forças G assustadoras (até mesmo para um rato!).

Chegou o momento dos fabricantes de joystick e de gamepads começarem a assimilar essa necessidade e de traduzir essa preocupação nos seus produtos. Neste ponto a Cyborg é pioneira!

Já conhecem o efeito “UOU!”? É a reacção que a Cyborg arranca do utilizador!

O meu primeiro contacto com esta marca foi à cerca de 2 meses quando tive a oportunidade de desembalar um Cyborg R.A.T 5. Os meus primeiros pensamentos foram: “UOU!… Este rato é muito estranho! Epá… assenta-me mesmo bem na mão!”

Seguiu-se o R.A.T 7 e agora, para meu privilégio, o Cyborg F.L.Y 5 que o Marco André, e a Lilireviews, me permitiram testar.

Curiosamente o F.L.Y 5 surge de um consórcio de duas empresas. Como se pode confirmar no próprio equipamento o F.L.Y 5 não é construído pela Cyborg (Mad Catz), mas por aquele que é actualmente um dos maiores fabricantes de Flight Sticks para uso doméstico – a Saitek. Ou seja, ao potencial de maneabilidade e ajuste, que são os pontos mais fortes que a Cyborg apresenta e em que assenta o sucesso dos seus produtos, associa-se o “know-how” e notoriedade da Saitek, uma das marcas de referência neste mercado.

Embalagem e Conteúdo

A Cyborg tem apostado em embalagens brancas, apelativas, limpas de “spam visual”.

Na parte frontal da embalagem deste F.L.Y 5 estão destacados a elevada adaptabilidade (verdadeiro) e o anúncio do 1º lugar nas vendas mundiais de PC Flight Sim (exagerado!).

Na parte traseira, uma imagem do F.L.Y 5 foca os pormenores de ajuste e adaptação quer dos botões quer dos manípulos, com breves resumos sobre a sua utilidade.

Ao abrir a caixa surgem os “UOU”:

1- “UOU!… Mas isto vem desmontado?? Ah ok, é só encaixar e apertar um colar em plástico.”

2- “UOU!… Isto ajusta a altura do stick carregando num botão!?!”

3- “UOU!… Isto dá para ajustar a inclinação do stick, e a distância dos botões ao dedo no mini-stick, e a inclinação dos botões do stick?!!!!!”

4- “Mas eu não tenho chave para isto. UOU!… a chave está guardada na asa direita do F.L.Y 5!”

5- “UOU!… Dá para destrancar o controlo de motores e usá-los independentemente?!!!!”

10 minutos depois olhamos para o interior da caixa. Lá dentro vem também um CD com os drivers e software para programar as teclas, um pequeno manual, as condições de garantia, e uma brochura com os actuais modelos de ratos, tapetes e teclados da Cyborg.

[youtube=http://www.youtube.com/watch?v=OTtIktGfA3E]

Breve anotação: pessoalmente tive um ligeiro contratempo com o software do F.L.Y 5 que entrou em conflito com o software do meu rato Razer. Não é um problema crítico, mas aconselho a instalarem os drivers e softwares mais recentes para evitar estas situações.

 

Em Detalhe

Apesar de ser essencialmente feito em plástico, a construção do F.L.Y 5 é bastante sólida.

Depois de apertar o colar em plástico, que liga o stick à base, o segundo passo é abrir as asas do F.L.Y 5.

Do lado direito vamos encontrar a chave mestra do Flight Stick, encaixada numa forma em neoprene.

Do lado esquerdo a manete de controlo de potência fica em posição, pronta a usar. Na atribuição de funções devemos ter em atenção que esta manete, quando está totalmente puxada para trás, fica demasiado perto do botão 6 o que dificulta a sua utilização.

Só na base estão 7 botões de função. No stick, além do scroll que serve muitas vezes para controlar os flaps, e do mini-stick analógico que serve, por exemplo, para alternar entre as várias visões de jogo, estão mais 4 botões de função e o botão de fogo. Dois leds azuis colocados na pala ajudam no efeito futurista do conjunto.

O stick, coberto com um composto semelhante a borracha, é confortável e tem um toque irrepreensível. Muito bom mesmo.

A inclinação do stick tem 4 posições e é necessária a chave mestra para se proceder à sua alteração. Foi neste momento que descobri que existe um parafuso que, supostamente, deveria trancar e destrancar esta opção mas que, na verdade, não tem qualquer utilidade.

Depois de encontrarmos a melhor inclinação, passamos à altura do stick. Existem 5 posições disponíveis que lhe permite subir até 2cm. Para tal basta puxar o stick o que, na minha opinião, é uma falha no fabrico do F.L.Y 5 pois torna-se muito fácil perder a posição. Para descer é necessário carregar no botão que destranca a calha o que faz todo o sentido porque, durante a utilização, é normal que se pressione o stick para baixo e sem tranca lá se ia a nossa customização.

Tratada a altura, passamos a uma das partes que mais me impressionou na personalização deste Cyborg: primeiro a inclinação do topo onde está o scroll, o mini-stick e os restantes botões, e que pode ser alterada em 4 posições;

a seguir a distância do mini-stick, e botões, ao dedo que pode ser aumentada ou diminuída em cerca de 1cm apertando um parafuso! Incrível!!

Infelizmente, à semelhança do que já se verificou em alguns ratos da Cyborg, o F.L.Y 5 foi desenvolvido para destros. A utilização por esquerdinos (eu pessoalmente sou ambidextro) é desconfortável e o uso do controlo de potência fica inviabilizado.

Testes

Uma vez que a Cyborg anuncia este controlador como sendo o nº 1 em simuladores de voo, as expectativas eram elevadas, e queria levar o F.L.Y 5 ao limite, decidi convidar um especialista para me ajudar nos testes.

A instalação do software não é obrigatória, pois a atribuição de teclas é geralmente feita nos próprios jogos, mas recomendo que instalem os drivers e os utilizem para fazer a calibração do F.L.Y 5.

Realizámos 3 provas exaustivas no Microsoft Flight Simulator com os resultados que se seguem:

1- Aviões comerciais

Classificação: Razoável

Análise: Embora o stick responda bem, como a força da mola não é constante (faz muita força no início mas depois perde a tensão) torna-se menos sensível. O controlo dos motores é impressionante, sendo a manete extremamente precisa, e só não é soberbo porque faltam pormenores como permitir a inversão dos motores.

2- Aviões militares

Classificação: Excelente

Análise: É aqui que o F.L.Y 5 revela o seu DNA. A mola requer alguma habituação, mas as reacções são rápidas e precisas. O controlo de visão é também muito bom. O controlo de potência é soberbo.

3- Helicópteros

Classificação: Bom

Análise: Revela os mesmos sinais no controlo X e Y identificados nos aviões comerciais, sendo muito rápido a reagir mas pouco uniforme na sensibilidade. O controlo Z (rotação) tem uma pequena zona morta no início e no fim do curso, mas a sensibilidade e reacção são boas. A manete dos motores é, simplesmente, fantástica.

Conclusão

As primeiras impressões são importantes, e nesse aspecto a Cyborg impressiona logo!

O F.L.Y 5 não desiludiu. Embora o tenhamos achado pouco preciso na utilização em simuladores, especialmente de aviões pesados ou avionetas lentas, em jogos rápidos e cheios de acção, ou em simuladores de aviões ágeis, o F.L.Y 5 tem um excelente desempenho.

Magnífica é a usabilidade e precisão da manete de potência, que nos deixou completamente fãs.

A extrema personalização deste Flight Stick é única e deixa-o a léguas da concorrência.

Não fosse uma ou outra lacuna, especialmente a falta de apoio no F.L.Y 5 à frente que faz com que, em movimentos bruscos, a parte de trás levante, e certamente este Cyborg teria nota máxima.

O preço parece-nos justo, para a proposta que nos é apresenta e considerando os resultados obtidos.

A Favor:

+ Excelente para simulações com aviões rápidos e ágeis

+ Manete dos motores é soberba

+ Extremamente ajustável

+ Fabricado pela Saitek

Contra:

– Falta de apoio à frente faz com que levante a traseira em movimentos bruscos

– A força da mola (X e Y) não é uniforme o que condiciona a sensibilidade

– Eixo Z tem alguma folga (zona morta)

– Não é o ideal para simulações com aviões lentos/pesados ou avionetas

18 Comentários a este artigo
  1. Que maravilha. Não sou fã deste tipo de periféricos nem deste tipo de simulação mas esta review quase me leva a querer atacar pearl harbor num caça japonês.
    O produto parece bastante bem conseguido e a review está excelente, a par com o unboxing.
    Parabéns!

  2. Grande Review!

    Apesar de não ser grande fan de aviões, gosto mais de navios, está ai realmente um bom produto, que acima de tudo, foi testado por quem sabe!

    Parabéns Pedro.

  3. Aqui está uma review de excelência e bastante profissional. Por acaso andei de olho neste joystick para jogar FSX mas entretanto desliguei-me dos simuladores de aviação porque o FSX não estava ao meu gosto em termos de desempenho. No entanto, com a vinda do Flight 2011, sucessor do FSX, é quase certo que vou voltar ao vasto mundo da aviação mas desta vez mais a sério, usando um joystick destes (dantes usava o comando da PS2 com adaptador para USB e jogava nos analógicos).
    Um abraço e parabéns pelo excelente trabalho

  4. Bom review , tive oportunidade de usar alguns joystick do meu tio , porém nunca vi nenhum joystick parecido . Ele da a empressão de ser bem “complicado” de se manusear.

  5. oi amigo gostaria de saber se este joystick e compativel com playstation 3 ?abracao parabens pelo site,aguardo respostas fico no aguardo..

  6. Amigos estou com uma dificuldade para configurar as alavancas de potência no flight simulatõr, não consigo colocar elas para funcionar separadas, exemplo, a da direita para o motor 1 e a da esquerda para o motor 2 alguém pode me ajudar?

  7. Axei interessante para FSX por ter duas mantes de motores…
    estou interessado a comprar

    mais nao consigo encontrar em lugar algum

    pode me ajudar, informando aonde comprar

    obrigado

  8. Joystick Cyborg F.L.Y. 5 Stick é uma ***** eu falo porque o meu passado 2 anos de uso (raramente jogo com ele deve ter no máximo 600h de uso) começou a partir os botoes isto porque são de plastico de muito má qualidade.

  9. Estava vendo comentários na Amazon de algumas pessoas dizendo que o esse joy estraga os botões em pouco tempo de uso… Isso procede? Ou será que os camaradas estão sentando o dedo com força? Acho que isso é importante já que não é um Joy barato…

  10. Eu tenho um desses. Simulo apenas com aviões comerciais. Já está com problemas no eixo z. O Ruder. Você está em terra ou voando, de repente ele dá um guinada para a direita. Perde a configuração da calibração. Fica horrivel. Eu o segundo que compro do mesmo modelo que dá isso. Não recomendo. Aconteceu com 1 ano de pouco uso. Não simulo muito. Uma ou duas vezes por semana.

Deixar um comentário

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Outros Artigos