Home Hardware Fontes de Alimentação Cooler Master Silent Pro M 1000W

Introdução

A fonte de alimentação de um computador é uma das peças mais importantes do conjunto uma vez que é o primeiro componente a garantir estabilidade ao sistema. Se este elemento for relegado para uma posição secundária aquando da montagem do sistema, essa atitude poderá vir a trazer resultados muito desagradáveis. Uma fonte de alimentação de má qualidade pode danificar todos os outros componentes numa situação extrema. Quantos de nós já não desligámos os computadores das tomadas quando há uma trovoada? Pois. Quando uma fonte de alimentação é boa, não há problema, mas quando não é, mais vale prevenir. Hoje temos em testes uma fonte de alimentação da Cooler Master, a Silent Pro M 1000W. Vamos ver do que é capaz.

Antes de continuarmos, vamos conhecer um pouco mais sobre o fabricante, a Cooler Master.

A Cooler Master é uma fabricante de componentes de computador com sede em Taiwan. Fundada em 1992, a é muito popular pelas suas caixas, fontes de alimentação, dissipadores, bases de arrefecimento para portáteis e outros acessórios. A par do mercado retalhista, a Cooler Master vende também para o sector OEM e trabalha com diversas marcas de renome, incluindo a nVidia (dissipadores gráficos), a AMD (dissipadores de processador) e a eVGA (dissipadores da motherboard). Recentemente, a companhia expandiu agressivamente as suas operações e a exposição da marca na comunidade “gaming” e patrocinou alguns grandes eventos como o KODE5. Alguns dos produtos da Cooler Master ganharam prémios internacionais como o iF Design Award.

A sede da companhia está localizada em Zhonghe District, New Taipei City, Taiwan e tem uma fábrica de produção própria em Huizhou, China. De modo a potenciar as operações internacionais a empresa também tem escritórios em vários continentes, incluindo os EUA (Fremont, California e Chino, California), a Holanda (Venlo), a Alemanha (Augsburg), a Rússia (Moscow), e Brazil (São Paulo). Para além da marca-mãe, Cooler Master, a companhia lançou também marcas subsidiárias viradas para mercados específicos, nomeadamente o mercado dos jogos com a marca “CM Storm” e a linha life-style “Choiix”.

Embalagem, Conteúdo e Especificações

Coolermaster Silent Pro M 1000W Box Front

A embalagem da fonte de alimentação, apesar de ser de cartão, é bastante sólida e capaz de aguentar pancadas mais violentas. Ao contrário do que a imagem sugere, a fonte não vem directamente do espaço, vem da Cooler Master.

Coolermaster Silent Pro M 1000W Box Back

Na parte de trás da caixa estão as informações técnicas relativas ao produto.

Coolermaster Silent Pro M 1000W Box Side 01

Deste lado está escrito em 19 línguas diferentes para irmos ao site da marca procurar mais informação… Enfim, desperdício de espaço. Mais valia terem logo colocado aqui mais informação.

Coolermaster Silent Pro M 1000W Box Side 02

Do outro lado, informação que realmente interessa, as ligações de alimentação que esta fonte possui, com direito a foto e tudo, para não haver dúvidas.

Coolermaster Silent Pro M 1000W Unboxing

O modo como a caixa se abre é bastante prático pois nas laterais podemos colocar temporariamente cabos, acessórios ou outra coisa qualquer sem estar a espalhar pela espaço em redor. Funcional e simples. Lá dentro, tudo aparenta estar perfeitamente acomodado, parece que foi embalado no IKEA…

Coolermaster Silent Pro M 1000W Content

Incluído na embalagem estão a fonte de alimentação, o manual de utilização, a garantia, os parafusos, duas peças de borracha para evitar os ruídos provenientes da vibração, uma bolsa (de transporte ou apenas para arrumar) com os cabos modulares todos e um cabo de alimentação que não quis ser fotografado por ser tímido.

Coolermaster Silent Pro M 1000W modular cables

Esta fonte tem ligações que nunca mais acabam. A começar pelos cabos que não são modulares tem um cabo de alimentação 24 pinos e dois cabos de 8 pinos (4+4) para aqueles processadores que precisam de um pouco mais de potência. Depois temos seis cabos de 8 pinos (6+2) PCI-e que são os de baixo, com a ponta cinzenta. Como se isso não bastasse, ainda são incluídos dois conversores Molex, que são os dois da direita. Os restantes cabos são as ligações SATA power e molex.

Estas são as características técnicas da fonte de alimentação:

Coolermaster Silent Pro M 1000W specifications

Fotos

Coolermaster Silent Pro M 1000W Issue

Coolermaster Silent Pro M 1000W Issue 02

Antes de mais devo dizer que este cabo chegou assim. O cabo em si não tem defeito nenhum, o sleeving é que está como se vê. Algum problema na fábrica ou noutro sítio qualquer ditou que chegasse assim até nós. Mais atenção Cooler Master, o controlo de qualidade é muito importante. Uma pessoa não quer largar 225€ e depois deparar-se com este cenário.

Coolermaster Silent Pro M 1000W Fan View

Para arrefecer os componentes a marca decidiu optar por uma ventoinha de 135mm silenciosa.

Coolermaster Silent Pro M 1000W Lower View

O fundo da fonte tem o símbolo da marca apenas. O acabamento preto mate confere-lhe um aspecto sóbrio mas elegante.

Coolermaster Silent Pro M 1000W Modular

Coolermaster Silent Pro M 1000W modular

As conexões modulares. As diferentes cores referem-se aos diferentes cabos. A cinza estão as ligações PCI-e para as gráficas e a preto estão as ligações Molex, Floppy e SATA. Para além da diferença de cor, os próprios encaixes são diferentes o que facilita a montagem e evita ligações incorrectas.

Coolermaster Silent Pro M 1000W side view

wattage

Numa das laterais temos um autocolante com o modelo da fonte. Esta é uma maneira simples de mudar de modelo uma vez que esta fonte é a base para outras da marca e, naturalmente, fica mais barato mudar apenas o autocolante. Do outro lado está a informação sobre a potência. De notar o single rail de 12v com 80A.

back grill

Na traseira da fonte uma grelha “favo-de-mel” assegura a boa ventilação da mesma.

Coolermaster Silent Pro M 1000W cables 01

Coolermaster Silent Pro M 1000W cables 02

Os cabos de alimentação não-modulares são os de 24 pinos e os de 8 pinos (4+4). De notar que esta fonte possui dois cabos de 8 pinos o que assegura mais potência para aqueles processadores mais esfomeados, se a motherboard permitir.

Coolermaster Silent Pro M 1000W cable

Todos os cabos modulares são espalmados, como se vê na imagem, o que facilita bastante a arrumação dentro da caixa. Os cabos variam de comprimento o que também é um aspecto muito interessante e pouco visto noutras marcas. Assim, é possível escolher o tamanho mais indicado a cada caso.

Interior

fan

fan 02

Primeiro, a ventoinha. A Cooler Master decidiu usar aqui uma ventoinha Power Logic com tecnologia sleeve bearing. Pelo que pude investigar, não usa o mesmo tipo de ventoinha em todas as fontes pois também já vi com tecnologia ball bearing. É só um detalhe. A ventoinha está soldada ao PCB da fonte pelo que é impossível remover sem cortar.

inside

Este é o aspecto geral do interior da fonte de alimentação. Três dissipadores orientam o fluxo de ar para a traseira da fonte. Vamos ver mais perto…

inside

O condensador principal é da Nippon Chemi-Con. Há fabricantes que usam dois, mas a Cooler Master decidiu-se por usar apenas um de elevada qualidade.

inside

No meio, um transformador 3.3V/5V (à esquerda) e um transformador 12V (à direita).

inside

A impressão no PCB deixa a suspeita que esta fonte de alimentação e a versão de 850W partilham bastantes coisas.

inside

inside

Os mosfets estão aparafusados aos dissipadores para melhorar o desempenho da dissipação.

inside

A parte de trás do PCB das ligações modulares.

inside

Estes condensadores são da marca Rubycon.

Testes…

O sistema usado foi o seguinte:
Intel Core i7 980X @ 4292MHz 1.45V
Gigabyte X58A-UD9 @ 147MHz BCLCK
4 x Gigabyte HD 5870 1Gb
4 x Kingston SSD V+ Series 64Gb @ RAID 0
Samsung 320Gb
Gravador Asus SATA
USB 3.0 com OCZ Agility
Watercooling
4 Ventoinhas

A medição ficou a cargo de:
UEI DT200
Fluke IR
CEM DT-815
Uni-T

teste bench

Aspecto geral do sistema montado e pronto a ser testado!

Consumo

Os valores medido para este teste. Não esquecer que esta é uma fonte com o selo 80Plus Bronze.

Linha 12v

Linha 5v

Linha 3.3v

Apesar das oscilações, os valores obtidos encontram-se dentro do intervalo de 5% de tolerância.

Ruído

Estes valores de db significam que se ouve moderadamente a fonte de alimentação, quando está a ser puxada ao máximo, se estivermos perto da fonte, com a mesma fora da caixa. De resto, é praticamente inaudível.

Temperatura

A temperatura ambiente aquando da realização dos testes rondava os 24º. Assim, a dissipação é feita de um modo relativamente eficaz apesar de se ter notado que a traseira da fonte estava bastante quente.

Conclusão

E assim chegamos ao fim de mais uma análise. Esta fonte de alimentação é sem dúvida alguma um exemplo de qualidade e estabilidade. Mas comecemos pelo princípio. A Cooler Master oferece-nos uma quantidade enorme de conexões possíveis sem deixar de ter em mente a arrumação dentro da caixa. Nesse aspecto, não só pelo número e dimensão dos cabos mas também a preocupação em os fazer espalmados denota o cuidado com que produziram este produto. A qualidade dos componentes internos é muito acima da média. E isso traduz-se numa grande estabilidade e garantia.

Mas nem tudo são rosas. Para começar, a fonte chegou com um defeito num dos sleevings dos cabos. Fiquei com a impressão que se descuidaram um pouco aqui. Compreendo que este defeito não tenha qualquer influência no desempenho final da fonte mas é a imagem da marca que está em causa. Se eu fosse comprar uma fonte de alimentação como esta eu esperava que tivesse tudo bem. E isto leva-nos para o segundo ponto menos positivo, o preço. 225€ é o preço médio do mercado nacional. É caro, contudo, não é demasiado caro porque temos de ter em conta que estamos a falar de uma fonte de 1000W, que vai alimentar um sistema que por sua vez será também bastante caro, e que este é um produto de elevadíssima qualidade. O problema do preço, neste caso, é que na actual conjuntura económica tudo nos parece caro. Na altura em que foi lançada, este mesmo valor já seria considerado aceitável.

logo

Resta-me agradecer à Coolermaster por nos ter cedido este exemplar para testarmos.

13 Comentários a este artigo
  1. Uma boa review, uma boa fonte.
    225€ é um valor assustador! Querendo algo de topo, e tendo 225€ para gastar, talvez a coolermaster não se destacasse como a escolha acertada.. Isto dito por alguém que pouco ou nada entendo do assunto, obviamente 😛

  2. opah esta é uma fonte mesmo muito boa, disso não há dúvidas. mas percebo o teu ponto de vista, com 225€ as escolhas são muitas e esta não é de todo a ÚNICA escolha. até porque, dentro da própria Cooler Master, existe a Silent Pro Gold que é, pelo menos, mais eficiente.

    agora, vendo as coisas de outro ângulo, quem comprar esta fonte não fica nada mal servido, muito pelo contrário, fica com uma fonte para durar bastante tempo. a marca até oferece 5 anos de garantia… 😉

  3. boa review , concordo tanto com o David como com o Filipe .. Na realidade o valor de 225€ é um pouco assustador , mas por outro lado estamos perante um produto de grande categoria e com um período de longevidade bastante grande, e isso reflecte-se na própria garantia que a Cooler Master oferece (como o Filipe frizou) 😉

  4. Na altura em que comprei a minha por mais 15 euros que esta tinha se a versao normal da minha , ora por mais 15 euros Tinhamos uma Aantec TP Quattro 1200W, a minha foi mais cara um pouco mas compensou de todo, e nao me arrependo de ter comprado a OC edition!

  5. Boa review, apesar das limitações que existem em termos de testes ficou um artigo interessante de ler.

    Mais uma vez reforço a ideia de que uma boa fonte de alimentação é sempre um bom investimento.

  6. Não recomendo a compra de Cooler Master, tem preços altos, um péssimo controle de qualidade e o suporte é uma vergonha (em caso de defeito).
    Tenho vários amigos que tiveram problema, eu dou preferência a EVGA.

Deixar um comentário

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Outros Artigos