Home Periféricos CM Storm CS-X Battle Pad DP

Introdução

A Cooler Master tem vindo a produzir alguns produtos mais virados para os jogadores com a sua marca CM Storm. Esses produtos não são exclusivamente ratos ou tapete, mas também existem caixas e ventoinhas. Hoje, porém, iremos testar um tapete para o rato.

Antes de passarmos ao material propriamente dito, um pouco de informação sobre a CM Storm.

Owning the PC trenches for almost two decades, Cooler Master ’s veterans present their scars from battles past as claims of triumph over the competition. United with a new generation of eSports athletes and engineers, now marching under the flag of CM Storm, the time has come to reveal truly ground-breaking, military grade hardware for the gaming revolution. Through long-standing research programs, CM Storm is co-developed with the world’s most prolific enthusiasts and eSports prodigies. Thanks to intensive testing and continuous feedback, the CM Storm division has been able to encompass and improve upon gamers’ needs and their tough to handle scenarios. By working directly with the gaming community we have injected our Storm Tactics into each and every product we make. Storm Tactics, with a heavily dedicated focus on Strength, Security and Control, will keep your most vital gear fortified and well tuned at all times. 2008 marks a new era for Cooler Master, as its fierce Storm Gear stands ready at bay to mobilize and back up your gaming skills.

Especificações e Embalagem

A caixa é bastante grande, o que deixa antever um tapete igualmente grande. A contrução é bastante sólida e tem um design bastante “pro gamer”. Tem uma classificação do tapete relativamente a diversas características do tapete. Do lado esquerdo dá para ver que colaram uma pequena amostra da superfície do mesmo.

Do outro lado continua a parafernália de informação em várias línguas e as especificações.

E por falar nisso…
Surface type: Duracloth Plus specially heat treated
Size: 444 x 355 x 5mm
Base: 100% Natural Rubber

Basicamente o que estas especificações dizem é que é um tapete com uma superfície deslizante feita de um material que eles chamam de Duracloth Plus (???), que é grande, mesmo muito grande, e tem uma base em borracha natural.

Fotos

Aí está ele em toda a sua glória. Pode parecer que não mas este tapete é mesmo muito grande. Se tivesse lá escrito WELCOME eu colocava-o à porta de casa. A superfície é muito boa e os ratos testados aqui deslizaram impecavelmente. Poderá haver alguma preocupação com os limites do tapete uma vez que poderam começar a descolar com o tempo, como acontece na maioria dos tapetes, mas neste caso acredito que isso irá demorar mais tempo a acontecer, se é que acontecerá. As bordas parece que levaram um tratamento por aquecimento e isso confere-lhe uma maior resistência.

O material da base é uma borracha natural com este tipo de configuração que permite ter uma durabilidade muito grande ao mesmo tempo que amortece os impactos mais fortes que poderão vir a acontecer quando ficarmos irritados da coça que estivermos a levar no Modern Warf… no trabalho, pois.

Este tapete tem uma espessura tão grande que tive de juntar uma pilha de moedas para fazer a altura. Estão ali 0,40€, o equivalente a sensivelmente 5mm de espessura. Eventualmente poderão dizer, os mais chatos, que quando estamos a jogar/trabalhar, quando o rato chega ao limite do tapete, esta altura toda poderá ser incomodativa. A esses, eu digo: se chegarem ao limite do tapete mudem a sensibilidade do laser do rato, que jogar a 800 DPI já não se usa…

Usei dois ratos para testar a superfície, um CM Storm Sentinel e um Ozone Smog, por duas simples razões: primeiro, porque posso e segundo, porque os skates são diferentes. O rato da CM Storm teve um comportamento normal, com um deslizar muito bom, uma precisão do laser muito afinada. Um comportamento que seria de esperar para uns skates de teflon. Já o Smog… ui, que maravilha. Parecia que estava sobre gelo. Simplesmente não se notava qualquer atrito. Este tapete e um rato com skates de cerâmica são a combinação perfeita. Só é pena não haver mais oferta no campo deste tipo de skates…

Finalmente a superfície anti-deslizante. Este desenho na base é bastante eficiente e permite que o tapete se mantenha estável durante muito tempo.

Conclusão

Este é um dos muitos tapetes que a marca CM Storm tem no seu arsenal. É sem dúvida um produto excelente e que, em conjunto com um rato certo (por exemplo o Ozone Smog), se torna ainda melhor. A superfície é bastante suave e permite um deslizar muito bom, a borracha adere muito bem e não deixa o tapete fugir. Porém, existem alguns pontos que poderão não agradar a todos. A dimensão do tapete poderá ser um entrave para muitos. Apesar de, em alguns casos, ter uma grande superfície poderá ser vantajoso, nem todos temos assim tanto espaço. Outro entrave poderá ser o preço, se bem que existam pessoas que não se preocupam muito com isso.

Um ponto que me deixou muito aborrecido foi o facto deste tapete cheirar terrivelmente mal. Cheira mal. Não sei que mais vos diga. É um cheiro intenso a borracha. O cheiro é tão forte que às vezes parece-me que cheira bem mas afinal não, continua a cheirar mal. Isto com o tempo passa, mas no início é irritante.

Resta-nos agradecer à Cooler Master / CM Storm por nos disponibilizar este fabuloso exemplar. Até à próxima.

0 Comentários a este artigo
  1. Não estava à espera de tal produto proveniente da CM. Variedade é sempre positivo.
    Ainda bem que o logótipo monótono da CoolerMaster não está por estes lados lol
    Parabéns Filipe pela review.

  2. Brutal enik, com essa do cheirar mal é normalíssimo, pelo menos sabes que é da borracha natural e não de coisas que desconheces.
    Excelente review, parece-me um tapete excelente.
    Abraço!

  3. excelente review. mais nao podia ter sido dito (ate referio o supoto cheiro do tapete xD)

    e paulo, pode ser naturalissimo (quando comprei o meu tapete tb cheirava um pouco mal), mas acaba por irritar um pouco ao principio. é como ir na rua com uma rapariga impestada de perfume xD

    bem, voltando ao topico, parabens pela review, enik. adorei 😉

  4. Bem antes de começar queria congratular este grupo de reviewers pelo bom trabalho que têm vindo a desenvolver.

    Esta review , contráriamente ás passadas (nomeadamente as do Tiago neves e as do Marco andré) , achei fraquinha , afinal de contas numa review nem só a estrutura conta.

    Para não bastar foi errática em alguns aspectos cruciais , quando o reviewer afirmou , que a utilização de espaço do tapete era excessiva (ficar sem tapete ) , referiu os dpis, ora os dpis afectam a velocidade do ponteiro sim é verdade, mas podemos ter o ponteiro rápido usando poucos dpis (aumentando a sensibilidade), quem lê pensa que os dpis têm só haver com a velocidade do ponteiro.

    Depois achei , a opinião relativa a experiência em si demasiado pobre, ora dizer que desliza bem ou que está em cima de gelo não determina grande coisa de um tapete, pareceu-me estar muito pouco habituado a experimentar este tipo de periféricos .
    Para não bastar acho que o crucial na análise de periféricos em geral , mas incidindo mais sobre ratos/tapetes , elementos de comparação são fundamentais(nada haver com o reviewer).

    Compreendam isto com uma critica construtiva feita por alguem que já usou muitos tapetes , ratos, headphones , há tantas coisas para caracterizar um tapete , que dizer somente que desliza bem , ou ui que maravilha não chegam.

    Cumpz e continuação de bom trabalho 😉

  5. Podias falar se apesar de o rato deslizar bem o conseguias parar mesmo onde querias , geralmente na maior parte dos pads rápidos, ao teres um movimento brusco e rápido a tua mão ganha momentum então quando a paras rapidamente , o rato tende para tremer , o que faz com que falhes muitos shots.

    Para combater isso em hard pads são inseridas areias super finas , assim o rato desliza muito mas basta só fazeres mais pressão no rato para o atrito aumentar assim se quiseres fazes um movimento rápido e paras o rato mesmo onde queres.

    Podias falar , no atrito e compara-lo com os mousepads mais usados (qck , razers , S&S).

    Podes falar do desgaste eventual das extremidades , e se há algum tipo de atrito que causa desconforto na zona do pulso.
    Tmb com o tempo podes dizer se o pad cria zonas de desgaste, zonas onde devido ao desgaste o rato tem um comportamento diferente (aconteceu-me com o steelseries 4d).

    Convem usares o pad em todas as orientações para procurares por incompatibilidades , skip’s de sensor (por exemplo com razer deathadder tens de inverter o qck heavy senão skipa por todo o lado).

    Isto é um pequeno exemplo , com horas de jogo consegues adicionar mais uns pontos.

    Cumpz 😉

Deixar um comentário

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Outros Artigos