Home Móvel Cinco dias na galáxia S4

Este artigo não é bem uma review, até porque o smartphone Samsung Galaxy S4 já anda por aí desde Maio. Decidimos então usá-lo durante cinco dias na vida real “to see what’s what”.

 IMG_7215

Dia 1 – O deslumbramento

Sem dúvida que este é um dos telemóveis que mais desperta o interesse dos seguidores deste tipo de equipamentos, isto porque é um dos smartphones mais apetrechados do mercado, e isso nota-se perfeitamente com pouco tempo de utilização.

O exterior

Tal como o Galaxy S3, o S4 dispõe de um monitor bastante generoso, neste caso ainda maior que o seu antecessor, tendo 5 polegadas – característica que à partida não agradou muito pois o equipamento fica desproporcional em relação à mão, sobretudo quando estamos a fazer uma chamada. Tudo isso passa para segundo plano quando começamos a navegar na web ou a usar as aplicações sem fim do Google Play que mais nos agradam; aí sim, este monitor Super AMOLED 5,0’ ganha vida e faz todo o sentido. A resolução, as cores, o brilho e o contraste são simplesmente alucinantes.

Os materiais que compõem o Samsung Galaxy S4 são mais interessantes, comparando com o S3, ficando a sensação de que agora o dinheiro gasto é mais bem empregue, tendo em conta pormenores de acabamento como o alumínio escovado usado em toda a lateral deste smartphone. O peso é também um dos pontos fortes deste modelo, com apenas 130g, muito leve, tendo em conta toda a tecnologia que suporta.

IMG_7378

IMG_7376

IMG_7374

Ligando-o pela primeira vez e feita a configuração da conta Google, necessária para correr o sistema Android na sua plenitude, lembrei-me que para fazer chamadas e utilizar dados 3G necessitaria de trocar o cartão SIM do meu actual Nexus S, para o S4. Foi então aí que encontrei um pequeno problema, aliás, grande, tendo em conta que o meu SIM era grande demais para o encaixe de microSIM deste novo smartphone.

IMG_7377

Fiquei então de resolver esse pequeno contratempo no dia seguinte, junto do meu operador. No entanto, ainda testei um pouco as aplicações nativas no Android Jelly Bean 4.2.2 e posso dizer que tudo funcionou na perfeição: rapidez impressionante, sem nunca ficar “pendurado”. (mas claro que é importante ter a noção de que, ao longo do tempo, e instaladas mais aplicações, a performance tenderá a diminuir).

IMG_7217

Dia 2 – Agora com microSIM

Já consegui fazer as primeiras chamadas através do S4 e posso dizer que gostei muito da experiência; o equipamento tem um som soberbo, mesmo em modo de alta voz.

IMG_7225

Experimentei também usar internet, neste caso 3G, e tudo correu muito bem: a navegação faz-se sem problemas, muito rápido a carregar páginas, tanto no browser nativo como no Google Chrome posteriormente instalado.

A captação de rede parece-me ser muito boa e nunca senti que, mesmo com pouca rede, a performance piorasse no que diz respeito a chamadas de voz.

Dia 3 – As aplicações

Não instalei muitas aplicações, testei a grande maioria nativas Google, como Maps, Keep, Gmail, Chrome, entre outras.

IMG_7380

IMG_7382

Em relação ao Spotify – uma das aplicações do momento -, que não poderia deixar de testar no S4, senti que a aplicação estava “em casa” a vários níveis, como rapidez, qualidade de som e mesmo duração da bateria.

Dia 4 – GPS e bateria

O quarto dia foi dedicado a experimentar o S4 como GPS para me guiar durante uma ou duas viagens, usando o software TMNDrive; mais uma vez senti que o monitor deste smartphone é um excelente companheiro. O detalhe dos mapas é percetível sem qualquer esforço de visão.

A bateria do Galaxy S4 não é fenomenal; dependendo do uso, diria que durará 2 dias numa utilização simples de chamadas, sms e alguma net (ligando e desligado dados ou wifi só quando necessário), ou apenas 1 dia se a utilização for constante e usarmos, por exemplo, o Spotify continuamente, por exemplo ligando-o ao sistema do áudio do carro.

Dia 5 – Bluetooth e as cameras

Como tinha adquirido recentemente um auricular Bluetooth decidi testá-lo com este smartphone e a experiência foi perfeita, não notando grande diferença de desgaste da bateria associado a este tipo de utilização.

As câmaras de fotografia/vídeo do S4 são de muito boa qualidade e o software nativo da Samsung tem imensas funcionalidades que permitem fazer boas fotos e excelente vídeo (1080p@30fps), mesmo em condições de luz mais complicadas, falando claro da camera principal de 13 MP, 4128 x 3096 pixels, autofócus e LED flash. A câmara frontal é de 2 MP e serve, essencialmente, para fazer vídeo chamadas, usando por exemplo o Skype – testei e fiquei satisfeito com o desempenho, no entanto poderia ser melhor.

 IMG_7231

Prós: Ecrã, Som, Desempenho geral

Contras: Preço

IMG_7256

Voltamos a referir que este artigo não pretende ser uma review, mas apenas um simples teste no dia-a-dia. Para gerar um pouco discussão, gostaríamos de receber as vossas questões sobre este equipamento, pontos que gostariam de ver mais aprofundados que tentaremos responder.


Artigos relacionados

Deixar um comentário

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Outros Artigos