Home Hardware Caixas Antec P280

Introdução

A Lilireviews traz até vocês a Antec P280, uma caixa refinada e minimalista com um toque de classe, e que promete um silêncio único.

A Antec é uma marca respeitada no mercado do hardware e periféricos, e desde a data da sua fundação, em 1986, que esta nos traz produtos pioneiros e inovadores. A Antec P280 é um exemplo disto, pertencente à linha de sucesso que nos trouxe caixas como a P180/P182, P183 e P190, esta sucessora é descrita pela marca como uma “super mid-tower”, numa altura em que a divisão entre mid-towers e full-tower se mistura cada vez mais.

Todo o design desta caixa anuncia profissionalismo, um desenho muito sóbrio, com combinação entre os plásticos pretos e os metais cinzentos, um design com linhas exclusivamente retas, e uma promessa de silêncio que mais á frente poderá ser comprovada.

Especificações Técnicas

Eis a descrição técnica desta peça:

  • 11 Baías: 3 x 5.25″ livre de ferramentas, 2 x 2.5″ dedicadas e 6 x 3,5″ / 2,5″ com suportes de silicone pré-instalados
  • Motherboards suportadas: XL-ATX  (345 mm x 262 mm), Standard ATX, microATX, Mini-ITX
  • 9 Slots de expansão
  • Comprimento máximo do GPU: 330 mm (13,0″ )
  • Altura máxima do cooler do CPU: 170 mm (6,7″ )
  • Sistema de refrigeração: 2 x 120 mm TwoCool™ fans no topo, 1 x 120 mm TwoCool™ fan na traseira, 2 x 120 mm ventoinhas internas frontais (opcionais)
  • Hub de potência para as ventoinhas, permite conectar até 3 ventoinhas de três pinos, alimentado por uma ficha única Molex
  • Painéis laterais de metal com uma segunda camada de policarbonato
  • Porta frontal de 3 camadas, alumínio, plástico e espuma, com 2 dobradiças, e capaz de abrir a 270º
  • Recorte para acesso ao CPU alargado
  • Portas I/O frontais: 2 x USB 3.0 e 2 x USB 2.0 com conector interno para a motherboard, Áudio in/out
  • Montagem da PSU no fundo, com filtros de entrada de ar dedicados
  • Dimensões da unidade:  526 mm (Alt.) x 231 mm (Larg.) x 561 mm (Prof.)
  • Dimensões da embalagem: 575 mm (Alt.) x 290 mm (Larg.) x 630 mm (Prof.)
  • Peso Líquido: 10,2 kg
  • Peso Bruto: 12,0 kg

 

Caixa e Conteúdo

 

A embalagem segue o esquema de cores habitual na Antec, o seu conhecido preto e amarelo. Na parte da frente da embalagem podemos observar uma fotografia da caixa que lhe dá um aspeto ainda mais elegante e algo misterioso. Na traseira temos uma descrição, acompanhada por imagens do que torna esta caixa única. A olhar para a embalagem podemos perceber que a Antec quis chamar a atenção do utilizador não de uma maneira vistosa, mas de modo a despertar curiosidade neste.

Lilireviews_AntecP280_03

A caixa vem envolvida numa saca plástica e bem segura entre 2 blocos de espuma, encaixados na parte superior e inferior da caixa. Temos ainda um conjuntos de parafusos, e peças plásticas extra empacotadas numa saca plásticos com fecho. Para uma caixa deste tamanho, a P280 consegue ser mais leve do que esperava.

Exterior

Lilireviews_AntecP280_06

Começando pelo topo podemos observar o painel de I/O virado para a frente da caixa, com as entradas USB e  de áudio, assim como 2 LEDs que passam completamente despercebidos até ligarmos o PC. O posicionamento do painel imediatamente acima da porta, numa zona que parece recortada foi muito bem pensado e consegue marcar a sua presença sem obrigar a nenhuma mudança brusca nas linhas retas da caixa, e qualquer dispositivo lá ligado não afeta a abertura da porta.

Lilireviews_AntecP280_05

Ainda no topo podemos observar um recorte na peça metálica onde estão inseridos os botões de Power e Reset, e mais atrás uma perfuração que permite às 2 ventoinhas de 120mm do topo expelirem o ar.

Lilireviews_AntecP280_23

A traseira possui os recortes essenciais a qualquer PC, com a fonte na parte de baixo da caixa, e de uma forma disfarçada temos no topo o hub que permite controlar a velocidade das ventoinhas através de um botão que desliza num curso muito pequeno. Este controlador possui 4 entradas mas estranhamente apenas 3 se encontram prontas a usar, sendo 3 também o número de ventoinhas incluídas de origem com a caixa, quanto ao slot extra a Antec não menciona se se poderá encomendar o botão que falta de modo a controlar uma quarta ventoinha.

Lilireviews_AntecP280_18

As placas laterais da Antec P280 são lisas sem nenhum tipo de recorte ou dobra, continuando assim as linhas retas desta caixa.

Lilireviews_AntecP280_08

Finalmente na parte de baixo temos uma abertura única, que será onde a ventoinha da PSU irá recolher o ar para se arrefecer. Da mesma maneira que a grelha frontal, esta grelha é usada para entrada de ar, e deste modo temos um filtro amovível que impede a entrada de pó para o interior

Lilireviews_AntecP280_21

Interior

Lilireviews_AntecP280_09

Ao abrirmos a porta da frente podemos observar 3 baías frontais de 5.25″, assim como o filtro amovível que protege a zona onde poderemos montar 2 ventoinhas de 120 mm que vão arrefecer os discos. A porta desliza muito bem sem produzir nenhum tipo de ruído, e mantém-se fechada através de um íman forte o suficiente para garantir que esta não se abre sozinha mesmo se estivesse com a frente voltada para baixo.

Lilireviews_AntecP280_17

Para além disto a porta é completamente forrada a espuma de modo a bloquear a maior quantidade de ruído possível, e na parte de fora é constituída por uma folha de alumínio com o logo da Antec prensado no fundo.

Lilireviews_AntecP280_10

Removendo a porta lateral podemos confirmar  a camada dupla de metal e policarbonato da porta, assim como um peso considerável.

O interior é completamente lacrado a preto, e imediatamente podemos visualizar o recorte alargado do CPU, assim como as várias passagens recortadas e revestidas a borracha, por onde vão passar os cabos

Lilireviews_AntecP280_19

A Antec decidiu incluir montagem sem ferramentas apenas em partes selecionadas da caixa, tendo as 3 baías de topo um sistema de montagem sem ferramentas, enquanto que todas as outras baías necessitam de ferramentas para serem acopladas aos discos ou outro hardware.

IMG_Lilireviews_AntecP280_22

Esta necessidade de ferramentas é causada pelo sistema de anti-vibração criado pela Antec, onde o contacto dos discos com o peça que o segura é feito por peças de silicone.

Lilireviews_AntecP280_11

A zona onde vão encostar as placas de expansão atrás, conta com parafusos revestidos a borracha que podem ser removidos sem recurso a ferramentas.

Lilireviews_AntecP280_12

No topo podemos observar as 3 ventoinhas incluídas com a caixa, onde todas são usadas para expelir o ar.

Lilireviews_AntecP280_13

A parte de trás da plataforma onde assenta a motherboard apresenta espaço suficiente para acomodar todos os cabos que fazem parte da fonte de alimentação, embora não haja nenhum sistema de retenção para estes, apenas braçadeiras incluídas nos extras.

Montagem

Lilireviews_AntecP280_20

Como já aqui foi referido a Antec descreve esta P280 como uma “super mid-tower”, o que na prática pretende descrever uma mid tower capaz de alojar o maior dos GPUs existente, assim como dissipadores bastante altos, e ainda com 2,5cm de altura na parte de trás do tabuleiro da board proporcionando uma arrumação exemplar. A montagem do sistema completo na caixa foi feita sem problemas, no entanto foram necessárias ferramentas para a maior parte dos apertos. A localização das perfurações para a passagem dos cabos é boa e sem dúvida que um recorte alargado da janela do CPU é extremamente útil na montagem de dissipadores que necessitem de backplate.

Lilireviews_AntecP280_15

Já com o sistema montado podemos observar uma quantidade considerável de espaço livre, mas acima de tudo uma arrumação bastante boa. Como se pode observar existe ainda espaço suficiente para a montagem de uma gráfica bastante longa.

Lilireviews_AntecP280_14

A fixação dos discos nas baías designadas também é bastante simples, assim como do leitor ótico. Para além do leitor consegui também montar um painel de controlo de ventoinhas, onde os botões se estendem para lá da face do painel, mas mesmo com o interior da tampa revestido a espuma não se nota nenhum esforço ao fechar a porta. No entanto este mesmo controlador provou ser um desafio para o sistema de fixação sem ferramentas das 3 baías frontais, já que este funciona como se fosse uma cunha, onde ao encaixar-mos por exemplo o leitor, a traseira deste empurra a parte de trás da peça plástica que se pode ver no lado da caixa, forçando assim a parte da frente da peça a encaixar no buraco destinado ao parafuso. No entanto o facto do controlador das ventoinhas não se estender até à traseira da baía, incapacita este sistema. Contudo, e muito bem, é possível remover esta peça plástica e voltar ao velho sistema de parafusos.

Performance

Lilireviews_AntecP280_16

Como já aqui foi referido, todas as ventoinhas que vêm incluídas com a caixa estão montadas de modo a expelir o ar, e portanto não existe nenhuma entrada de ar dedicada na caixa, com exceção da ventoinha da fonte que irá buscar ar à parte debaixo da caixa. Para além disto as ventoinhas TwoCool™ apenas conseguem atingir as 700 RPM ja que foram desenvolvidas para serem mais silenciosas do que eficazes. Isto não quer dizer que não é possível ao utilizador montar mais ventoinhas, pelo contrário existem furações que permitem a instalação de mais 2 ventoinhas de 120mm na frente da caixa.

O facto de as ventoinhas originais apenas expelirem o ar, em conjunto com os 2 filtros amovíveis nos restantes pontos onde é possível entrar o ar na caixa, fazem com o seu sistema se mantenha livre de pó durante muito mais tempo, e quando for necessário realizar uma limpeza, os filtros são muito fáceis de limpar. A desvantagem é que desta forma a caixa não prima pelo airflow que é capaz de produzir, esta não seria portanto das caixas mais indicadas para um servidor ligado 24 horas por dia ou utilizadores exigentes ao nível de overcloking. Contudo as temperaturas mostraram-se muito aceitáveis para o overclock de referência testado aqui na Lilireviews, um i5 2500K a 4.2 MHz.

Existe no entanto espaço mais que suficiente para a montagem de um sistema de Watercooling dedicado, onde poderia ser montado um radiador de 240mm no topo da caixa, ou um de 120mm na traseira.

Onde a Antec P280 já prima é sim no silêncio que consegue proporcionar, com as suas laterais e frontal de 2 e 3 camadas de materiais diferentes respetivamente, e os contactos de silicone para os discos, a caixa é extremamente discreta mesmo em funcionamento, sendo a cereja no topo do bolo o controlador dedicado para 3 ventoinhas embutido na traseira da caixa. Este está num sítio de difícil acesso, e dificilmente consegue deslizar os botões sem os estar a ver, mas a possibilidade de poder reduzir a velocidade das ventoinhas quando lhe apetece apenas aumenta o conforto proporcionado pela P280.

Conclusão

Lilireviews_AntecP280_24

Como já foi dito a Antec é responsável por produtos pioneiros e de alta qualidade, e na sequência de outras caixas de sucesso desta série P ( Performance ), a P280 confirma esta tendência. Sem dúvida que podemos notar melhoramentos em relações aos restantes modelos desta série.

O público-alvo da Antec com esta caixa não foram os overclockers ou utilizadores que pretendem desenhos mais arrojados, já que esta não é capaz de um airflow tão acentuado quanto outras caixas da Antec, e apresenta um design bastante sóbrio e discreto. No entanto num ambiente empresarial, ou mesmo numa casa com decoração moderna, esta caixa é motivo de orgulho, tanto pelo aspeto como pelo silêncio que é capaz de proporcionar.

A falta de ventoinhas que realizem entrada de ar foi uma opção da Antec, que poderá agradar a utilizadores que gostem de manter a caixa o mais limpa possível e deêm valor ao silêncio. No entanto para os que quiserem uma temperatura interior mais satisfatória têm a possibilidade de montar mais um par de ventoinhas na frente da caixa.

O bom:

  • Material de qualidade
  • Construção
  • Silencio!
  • Painel frontal com USB 3.0
  • Controlador para 3 ventoinhas
  • Design

O mau:

  • Preço
  • Cage de discos não amovível

Resta agradecer à Antec pela oportunidade de analisar esta caixa fantástica e atribuir uma pontuação de 8,5, sendo esta prejudicada pelo facto de não ser possível remover a estrutura que segura os discos, onde apenas é possível retirar os suportes de plástico, mas mais importante o preço desta peça não é para qualquer bolso quando a performance pode ser algo limitada, e aqui pode-se dizer claramente que estamos a pagar o material e o design.

0 Comentários a este artigo

Deixar um comentário

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Outros Artigos