Home Hardware Dissipadores Alpenföhn Civetta

Introdução

“Small size, low cost and best compatibility”, Dimensões pequenas, baixo custo e grande compatibilidade, são estas as características escolhidas pela Alpenföhn para descrever o Civetta. Esta é uma marca muito pouco vista no nosso país, vinda da Alemanha, é uma empresa que se dedica somente ao cooling, criando para isto componentes para arrefecer os nossos CPUs, GPUs, portáteis, discos e memorias.

Com cerca de 12 modelos para CPU à escolha, este parece ocupar uma gama inferior junto de outros, é por isto então um bom candidato a substituto de um cooler de origem, caso este se tenha estragado ou apenas porque o utilizador pretende um pouco mais de performance, mas em relação a isto veremos os resultados.

Embalagem e Conteúdo

Para transporte temos uma caixa simples, pouco maior que o cooler e de aspeto sóbrio e escuro. No seu interior temos todo o material bem organizado, embora pouco protegido, mas como o espaço livre no interior é pouco não se sentem grandes choques entre peças mesmo abanando, isto é importante já que não as laminas dos coolers são em geral algo frágeis.

Ao que ao material incluído diz respeito temos um adaptador de montagem para os sockets 775,1156,1155, AM2, AM2(+), AM3 e FM1, 4 clips para montar ventoinhas dando assim a oportunidade ao o utilizador de trocar a ventoinha original por outra ou apenas acrescentar mais uma, e um tubo de pasta térmica.

Ao contrário de outros coolers este optou por manter as laterais tapadas, criando assim um efeito de túnel de vento no interior, aumentando a performance, e ao mesmo tempo proporciona uma maior estabilidade e resistência ao componente em geral. Para enfrentar as temperaturas que o esperam este conta com 3 heatpipes de cobre com contacto direto na base. Como descrito pela marca este cooler tem um tamanho reduzido, assim como peso, com dimensões de 105x78x129mm e um peso de apenas 390 gr. Vem também acompanhado por uma ventoinha de 9,2 cm com as seguintes características:

  • Voltagem: 12 VDC
  • Velocidade:  800~2.800 rpm
  • Ruído: mínimo de 16,7 dB até um máximo de 32,9 dB
  • Airflow: 85,67 m³/h
  • Tecnologia de HD-Bearing

Algo que me passou completamente ao lado ate começar os testes foi a velocidade desta ventoinha, não é todos os dias que se podem ver velocidades destas em coolers de gama baixa e de tamanho reduzido como este, quando à sua eficácia continuem a ler para comprovar.

Instalação

Numa primeira impressão agradável, ao tirar as peças dos sacos, uma coisa que notei foi a pouca quantidade de peças plásticas, os suportes são em metal resistente, e a única parte plástica são os parafusos que entram nos orifícios da board.

As instruções reduzidas, no total 4 passos, são suficiente para guiar um novo utilizador na instalação deste cooler, de notar que ao contrário de outros em que primeiro se segura os suportes à board, neste o primeiro passo é ligar os suportes ao cooler, e depois sim á board. A ligação dos suportes ao cooler é feita através de 4 parafusos pequenos e que parecem suficientes. Depois de o cooler estar alinhado com o CPU, e os parafusos do suporte estarem na posição certa chega á altura de fazer pressão em cada um e rodar, e esta parte foi algo complicada já que os parafusos da frente ficam diretamente por debaixo da ventoinha, e removê-la temporariamente não é uma hipótese já que seria necessário retirar os clips dos buracos de baixo, e depois de instalada seria muito difícil voltar a encontrá-los sem os ver, de qualquer forma esta não foi uma tarefa impossível, apenas pouco cómoda.

As dimensões do cooler não chegam a ultrapassar o primeiro socket de RAMS, e mesmo nas RAMS usadas que têm um clip metálico para melhor refrigeração, nunca chegou a haver contacto.

A pior parte que tenho a identificar da instalação é mesmo a pasta térmica usada, o recipiente é de plástico mole e é necessário rasgar a sua ponta para deixar sair a pasta, contudo dado o seu tamanho reduzido é preciso cuidado para rasgar sem apertar demais, e dada a sua rigidez a aplicação não é simples. Ao espalhar a pasta sobre o topo do CPU notei que a mistura não era completamente homogénea, tendo primeiro saído um liquido quase transparente e depois sim a pasta mas com um aspeto seco, isto provavelmente porque a qualidade de isolamento do recipiente não é a melhor, e o tempo que esteve na caixa fez com que a pasta se separasse, nada que umas massagens no tubo não voltem a misturar, mas é preciso é saber isto antes de abrir…

Testes

Este foi o equipamento usado nos testes.

  • Temperatura  ambiente de aproximadamente 23º
  • Sistema utilizado: Windows 7 SP1 x64
  • Motherboard: Asus P8P67 RevB3
  • Processador: i5 2500K @ 4.2
  • Memórias: GSkill Ripjaws-X PC3-12800 1600 MHz 8GB
  • Placa gráfica: NVidia GeForce GTX 460
  • Disco: Western Digital 500 GB 7200 rpm
  • Fonte de alimentação: Corsair TX 750W

Este é um dissipador à partida pertence a uma gama mais baixa, o seu tamanho reduzido com apenas 3 heatpipes não criam grandes expectativas, por outro lado já a sua ventoinha com rotações extremamente elevadas pode sugerir algo de novo… vamos ver:

É com alguma surpresa que surgem as temperaturas levadas a cabo por este dissipador! Em comparação com outros grandes coolers testados aqui na Lilireviews este consegue temperaturas quase tão boas, não tem uma temperatura em idle surpreendente mas por outro lado a sua temperatura quando o processador se encontra em carga consegue concorrer com a do Phanteks!

Contudo isto não vem sem algum custo, não é a toa que o Civetta conseguiu estas temperaturas, sempre com a ventoinha por volta das 2700 rotações este foi um dos dissipadores mais ruidosos que já ouvi, algo que poderá fazer diferença a quem não usar auscultadores enquanto está junto ao PC.

No entanto não deixa de ser uma conquista com mérito para o Alpenföhn Civetta!

Conclusão

No início da review afirmei que este parecia ser um bom substituto para o cooler de origem, isto porque à primeira vista este não parecia ter nada que o destacasse, nenhuma informação com letras a negrito na caixa nem nenhum tipo de gráfico chamativo. No entanto pelos resultados obtidos penso que a Alpenföhn podia apostar em algo mais vistoso nem que fosse apenas na caixa, por exemplo destacar as estonteantes 2800 rpm da ventoinha, já que este é um cooler que não deve ser confundido com o stock e não se encontra propriamente confortável entre os mais pequenos, e isto pode-se ver pelos resultados, chegando perto das temperaturas registadas em Load com o CoolerMaster V10 ou até do Corsair H100.

Contudo é importante referir que na velocidade máxima este é muito ruidoso, e é nisto que peca em relação a outros aqui analisados, no entanto o preço é chamativo.

O Bom:

  • Preço competitivo
  • Dimensões reduzidas
  • Boa qualidade de construção
  • Ventoinha extremamente eficaz
  • Possibilidade de instalar outra ventoinha

O Mau:

  • Ruído elevado quando no máximo
  • Pasta térmica incluída de fraca qualidade

Juntado as características, aos resultado, e às surpresas que este Alpenföhn Civetta proporcionou é merecedor de uma pontuação de 6.

 

Agradecimentos à Caseking por ter disponibilizado este modelo.

 

0 Comentários a este artigo

Deixar um comentário

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Outros Artigos