Home Notícias A NVidia irá divulgar o código fonte para o novo compilador NVIDIA...

A NVidia anunciou hoje que irá divulgar o código fonte para o novo compilador NVidia CUDA LLVM para pesquisa académica e vendedores de software, possibilitando assim mais facilmente um suporte para GPU em mais linguagens de programação e um maior suporte a aplicações CUDA em arquiteturas de processadores alternativas.

LLVM é um compilador de código fonte largamente usado com o um desenho modular, o que proporciona um melhor suporte para novas linguagens de programação e arquiteturas de processadores. É usado num largo espectro de requisitos de programação por companhias de topo, incluindo Adobe, Apple, Cray, Electronic Arts, entre outras.
O novo compilador LLVM baseado em CUDA, que foi melhorado para suportar GPUs em paralelo da NVidia, está incluído na publicação do último toolkit CUDA (v4.1), disponível agora para o público.

“Abrir a plataforma CUDA ao público é um passo significativo”, disse Sudhakar Yalamanchili, professor no Georgia Institute of Technology e líder do projeto Ocelot, que mapeia software escrito em CUDA C para diferentes arquiteturas de processadores. “O futuro da computação é heterogéneo, e o modelo de programação CUDA proporciona uma maneira poderosa de maximizar a performance em diferentes tipos de processadores, incluindo GPUs da AMD e CPUs Intel x86”

Oferecer uma alternativa a aproximação de programação heterogénea de sistemas paralelos para problemas de domínios específicos e futuros modelos de programação irá ajudar a acelerar o caminho para o melhoramento da computação. Ao libertar o código fonte do compilador CUDA e do formato de representação interna, a NVidia está a proporcionar aos investigadores uma maior flexibilidade para mapear o modelo de programação em CUDA noutras arquiteturas, aproximando o desenvolvimento de novas gerações de maior performance em plataformas de computação.
“Esta iniciativa oferece ao PGI a oportunidade de criar CUDA Fortran nativo e compiladores de OpenACC que potenciam o mesmo nível de otimização ao nível do dispositivo que nas tecnologias usadas pelo NVidia CUDA C/C++”, diz Doug Miles, diretor do The Portland Group. “Irá proporcionar ao PGI a oportunidade de se concentrarem em otimizações de nível mais alto e destaques na linguagem”
Para aprenderem mais sobre o ambiente de programação NVidia CUDA, visitem o website

Fonte: techpowerup

0 Comentários a este artigo

Deixar um comentário

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Outros Artigos