Home Notícias Intel Kaby Lake e chipset 200

Em 2016, a Intel não só vai renovar a sua plataforma High End, mas também pretende comercializar uma nova linha de processadores para o consumidor, a 7ª geração de processadores, com o nome de código Kaby Lake, que será fabricada com o atual processo de 14nm, mas, claro está, com algumas melhorias. O Kaby Lake vai substituir o atual Skylake e é verdade que não será notório um aumento de produtividade, uma vez que a Intel quer manter a compatibilidade com as plataformas existentes, mas ao mesmo tempo providenciar suporte para o futuro baseado em chipset 200.

Kaby Lake

Já sabemos que os processadores Kaby Lake estarão disponíveis para as motherboards atuais com socket LGA1151. a surpresa prende-se com os planos para introduzir a geração de chipset 200, o que significa que será necessário um refresh nas motherboards. Tal como a transição entre Z87 e z97, a plataforma 200 irá reter a maioria das soluções do chipset 100, mas irá introduzir algumas melhorias que irão preparar a plataforma para as novas gerações de armazenamento de dados. A série 200, além de lidar com o Kaby Lake, irá suportar até 24 linhas PCIe (existe suporte para 20 na geração atual), seis porta SATA 6Gb/s e dez porta USB 3.0.

É importante referir que a geração atual de processadores irá funcionar com os chipset 200 e que o inverso também é verdade. De acordo com alguns relatórios é expectável um aumento de performance de 5% a 10%, a velocidades de relógio comparáveis.

Os gráficos dos Kaby Lake serão capazes de suportar um monitor de 5K a 60Hz ou dois a 30Hz. A unidade também oferece decoding de 10-bits stream HEVC e 10-bit stream VP9. Esta plataforma terá suporte total para thunderbolt 3.

Kaby Lake

Espera que a 7ª geração Intel, Kaby Lake, apareça no ultimo trimestre do próximo ano.

Fonte das imagens: Bechlife.info

Deixar um comentário

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Outros Artigos