Home Periféricos Review Razer BlackWidow Chroma V2 e Razer FireFly

Pontuação
Aspeto - 9.5
Qualidade de Construção - 8
Desempenho - 9.5
Software - 9
Preço - 7

O BlackWidow Chroma V2 da Razer é a nova proposta topo de gama em teclados mecânicos para jogos. Está num patamar de preço a que poucos podem chegar mas tem concorrência de várias marcas como a Corsair e a Asus.

A Razer tem dominado o mercado dos teclados mecânicos para jogos praticamente desde que lançou a primeira versão do BlackWidow em 2010. A ascensão deste tipo de teclas para o público dos jogadores tem sido digna de registo e a Razer tem conseguido acompanhar mantendo-se no topo das preferências.

Desde 2014 que utiliza os seus próprios switches, inicialmente disponível em duas versões, Verde e Laranja, o primeiro com feedback tátil e muito ruído e o segundo ainda com feedback tátil mas silencioso. Com esta nova versão V2, também surgiram os novos switches amarelos, sem feedback tátil e de operação silenciosa. Foram feitas outras alterações a nível de design e funcionalidade para manter o BlackWidow Chroma na linha da frente. Uma novidade muito importante para o mercado português, é a disponibilidade do layout pt-PT.

razer blackwidow chroma v2

Especificações

Layout: PT
Switches mecânicos Razer Green
Vida útil de 80 milhões de toques
Retroiluminação personalizável Chroma com 16,8 milhões de opções de cor
Habilitado para Razer Synapse
Anti-ghosting para sobreposição de até 10 teclas
Teclas totalmente programáveis com gravação de macros em tempo real
5 teclas macro adicionais
Opção de modo de jogo
Audio-out/mic-in jacks
Porta USB 2.0
Ultrapolling de 1000 Hz
Cabo de fibra trançada
Dimensões: 475mm x 171mm x 39mm
Peso: 1500g

Página Oficial

Embalagem e Conteúdo

A frontal da embalagem tem uma imagem do teclado com a iluminação Chroma em todo o seu esplendor com o novo apoio de pulso também em destaque. No canto inferior esquerdo tem o nome do modelo e à direita tem uma tecla com iluminação RGB que serve como porta-chaves e também é ideal para testar os switches.

razer blackwidow chroma v2

A traseira da embalagem dá destaque aos switches e à iluminação Chroma. Tem uma tabela de comparação entre as três opções de switches disponíveis neste modelo e uma breve descrição do teclado.

razer blackwidow chroma v2

No interior da embalagem, além do BlackWidow Chroma V2, do apoio de pulso e do novo porta-chaves, vem um manual de utilizador, guia e autocolantes Chroma.

razer blackwidow chroma v2

Neste artigo aparece outro produto, o tapete Razer FireFly com iluminação Chroma, que também vem acompanhado de papelada, como se fosse mais do que um tapete de rato.

razer blackwidow chroma v2

Em Detalhe

O Razer BlackWidow Chroma V2 é um teclado com um design pouco ousado e muito parecido com as versões anteriores. Não é exagerado em termos de dimensões mas ainda ocupa o seu espaço na secretária, já que tem numpad e uma coluna com teclas macro. Sem iluminação acaba por ser um teclado unidimensional já que é todo construído em plástico com acabamento em preto matte. A julgar pela durabilidade dos outros modelos BlackWidow, este é um teclado que não vai desistir facilmente, mesmo contando com maus tratos ocasionais de um gamer.

O novo apoio de pulso, tal e qual o que aparece no Razer Ornata Chroma, é uma maravilha ao toque e aumenta bem o conforto de utilização deste teclado. Também é certo que ocupa o seu espaço. A fixação é magnética mas alguém se esqueceu de carregar o íman

razer blackwidow chroma v2

Na lateral direita do teclado existe uma porta USB e um jack de áudio. É comum nesta gama de preços ter estas opções mas o posicionamento deixa algo a desejar porque pode afetar o movimento do rato. Só quem nunca teve um teclado com portas USB extra, é que não consegue perceber a falta que fazem para ligar o rato ou uma pen de forma rápida.

razer blackwidow chroma v2

É um teclado completo e desta vez a Razer já disponibiliza o layout em português, embora não seja possível escolher essa opção na Razer Store. Convém confirmar sempre o nome, mesmo em lojas portuguesas. Além do novo layout, a Razer também alterou a fonte utilizada para uma mais fina e de mais fácil leitura.

Tem 5 teclas macro dedicadas organizadas numa coluna à esquerda. Não sou fã da localização e nos outros modelos BlackWidow que usei, removi as teclas para não clicar acidentalmente. Estas macros podem ser gravadas no software ou diretamente no teclado com ajuda da tecla FN e da gravação nas teclas de função. As restantes teclas de função servem também como teclas multimédia, de ajuste de intensidade da iluminação e para entrar no modo gaming.

razer blackwidow chroma v2

Ao contrário do que acontece nos modelos TE (Tournament Edition), este BlackWidow tem um numpad completo, para quem ainda gosta de utilizar um teclado completo e não tem problemas de espaço na secretária. Por cima tem os LEDs de estado com uma organização ligeiramente diferente e tão baixa intensidade que às vezes são inúteis. O novo tipo de letra mais fino também não ajuda.

razer blackwidow chroma v2

A Razer conseguiu pegar num fabricante de segunda linha para criar os seus próprios switches mecânicos para gaming e atingir grande sucesso, a um preço de produção inferior. Estes switches têm um tempo de vida anunciado de 80 milhões de cliques. Os verdes com 50g de força de atuação correspondem aos Cherry MX Blue, tátil e barulho suficiente para testar o verdadeiro caráter das pessoas em redor. Seria mais interessante ter testado os novos switches amarelos de 45g, idealizados para MOBAs, lineares e silenciosos. Neste aspeto é uma preferência pessoal e deve-se sempre arranjar forma de testar antes de avançar.

razer blackwidow chroma v2

O cabo é revestido a fibra trançada a todo o seu comprimento e divide-se em dois conectores USB e um jack 3.5mm. As USB estão identificadas e a Razer inclui uma fita em borracha para permitir alguma arrumação.

razer blackwidow chroma v2

O Razer FireFly é um tapete de rato com RGB nos seus limites exteriores e no logotipo da Razer no canto superior direito. É uma superfície de pequenas dimensões com 355 mm por 255 mm e 3.5 mm de espessura. Está disponível na versão dura ou cloth. Esta é a versão com superfície dura, que é mesmo muito rápida. Os efeitos RGB dão um espetáculo de luz à volta do tapete mas para isso precisa de um cabo e de uma porta USB. A base do tapete tem borracha com textura em toda a sua área para evitar que o tapete se mova.

razer firefly

Software

Uma parte cada vez mais importante dos produtos gaming, é o software que têm associado. No caso do Razer BlackWidow Chroma V2 não há que enganar já que é compatível com o Razer Synapse. O primeiro ecrã permite configurar os diversos perfis e as teclas de acesso.

razer blackwidow chroma v2

Segue-se a parte da iluminação e do configurador Chroma para quem tiver mais tempo e interesse em personalizar o teclado até ao mais ínfimo pormenor. Para quem tiver mais dispositivos Chroma basta configurar uma vez e sincronizar.

razer blackwidow chroma v2

O ecrã seguinte serve para configurar o modo gaming pois é possível desativar diferentes teclas.

razer blackwidow chroma v2

Quem não gostar de configurar macros diretamente no teclado, pode fazer isso através do software. Aqui as macros são feitas e configuradas com mais pormenor.

razer blackwidow chroma v2

No caso do FireFly dá para editar a iluminação com todos os efeitos e sincronizar com outros dispositivos Razer Chroma.

razer firefly

Considerações Finais

O novo Razer BlackWidow Chroma V2 é um teclado a ter em consideração pelo público gamer. Tem três opções de switches disponíveis, variedade suficiente para quase todas as preferências. Tendo em conta que os switches amarelos foram apresentados agora, fazia sentido analisar esses mas o que chegou utiliza switches verdes, semelhantes aos Cherry MX Blue, com feedback tátil e muito ruído a cada clique. Não será um teclado para todos e está longe de ser o meu preferido. Também a força de atuação, 50g, é ligeiramente superior à dos restantes switches.

Em termos de design, mantém-se fiel ao BlackWidow original, com ligeiros apontamentos que refrescam o aspeto e o colocam mais em 2017. As dimensões são as de um teclado médio, mesmo tempo numpad e uma coluna de teclas de macro dedicadas à direita, que oferecem a possibilidade de gravar macros on-the-fly ou através do software. Apesar de tudo tem um aspeto minimalista, praticamente só uma cor e um tipo de acabamento. Houve uma pequena mudança, para melhor, no tipo de letra que é agora mais estilizado.

A iluminação Chroma com 16.8 milhões de opções de cores é um dos pontos de venda do teclado. É tão importante que até faz parte do nome. Esta tecnologia de iluminação é muito boa e a Razer tem conseguido que alguns jogos conhecidos integrem efeitos dentro do jogo para que a experiência seja mais imersiva. Não há muita coisa que hoje em dia seja para gaming e não tenha iluminação RGB.

O BlackWidow Chroma V2, facilita ligeiramente a vida ao utilizador na medida em que tem um pass-through para porta USB2.0 e jack de áudio, que permite ligar, por exemplo, o rato e os auscultadores. Esta conectividade adicional foi colocada do lado direito, o que pode incomodar para quem tem o rato por perto.

razer blackwidow chroma v2

O conforto da família BlackWidow nunca foi excelente e foi uma das principais razões que me fez trocar para outras opções com mesmo nível de desempenho mas mais confortáveis. Nesta versão V2, o apoio de pulso super almofadado e suave com encaixe magnético, veio mudar por completo esta questão. De assinalar que o íman é fraco e portanto o apoio sai da posição com facilidade e há quem se queixe que os pulsos ficam demasiado altos.

Ao nível do software, o Razer BlackWidow Chroma V2 conta com o Synapse 2.0, que se mantém como um dos pontos fortes do produto pela facilidade de utilização, nível de personalização mais do que suficiente, estabilidade e também pela grande compatibilidade que tem quer dentro do dispositivos Razer, como também em termos de sistemas operativos.

Este teclado, com qualquer uma das opções de switches e com layout em pt-PT, tem um preço de 170€ em Portugal. É um teclado de topo e não é o único neste patamar de preço mas não deixa de ser assustador e até proibitivo para grande parte dos utilizadores. Nesta gama, a Razer ganha pontos por ter layout em pt-PT.

razer firefly

O Razer FireFly é um tapete peculiar. Tem iluminação RGB com efeitos e pode ser sincronizado com outros dispositivos mas não deixa de ser um tapete de rato. Dá algum estilo ao espaço mas ocupa uma porta USB, adiciona um cabo e subtrai 75€ à carteira. Em particular a versão dura não é do meu agrado, sou fã de tapetes superfícies cloth e de grandes dimensões.
 
razer blackwidow chroma v2Pontos Fortes:
+ Desempenho
+ Conforto
+ Iluminação
+ Software

Pontos Fracos:
– Preço

 
 
 
 

Terei todo o gosto em esclarecer qualquer dúvida sobre o Razer BlackWidow Chroma V2 e do Razer FireFly.

Pontuação
Aspeto - 9.5
Qualidade de Construção - 8
Desempenho - 9.5
Software - 9
Preço - 7
Autor
Engenheiro Civil, a viver em Taipei, Taiwan com enorme gosto por tecnologia e partilha de informação. Estou no LILIREVIEWS desde 2007 e ao longo destes anos tive oportunidade de desempenhar diferentes funções em marcas líderes nesta área, nomeadamente na OCZ, Antec, AOC, NZXT, Razer e Gigabyte. Sou fã de novidades em hardware e passo demasiado tempo em jogos online, onde me podes encontrar com o nick MulherGorda.
Artigos relacionados

Deixar um comentário

Outros Artigos