Home Hardware Review Gigabyte AORUS Z270X-Gaming 7

Pontuação
Construção - 10
Design - 9
Desempenho - 9
Overclock - 9.5
Preço - 7.5

A Z270X-Gaming 7 é uma das mais recentes ofertas da Gigabyte, uma marca reconhecida mundialmente pelas suas motherboards e placas gráficas. Num mercado pequeno e onde a marca tem pouca expressão como é o caso de Portugal, a oferta de produtos limita-se a isso mesmo, com algumas exceções pontuais em portáteis, periféricos e caixas.

Ao longo do tempo foi surgindo uma marca dentro desta, com produtos premium para gaming. Essa marca é conhecida como AORUS e agora também tem motherboards gaming, substituindo a anterior designação e a linha G1 Gaming. Em termos de caraterísticas exclusivas estas novas boards destacam-se essencialmente pelo sistema de iluminação RGB Fusion, tecnologia Smart Fan 5 e AMP-UP Audio mas é impossível ignorar nuances mais técnicas como suporte para memórias DDR4 4000MHz+ XMP, por exemplo. O modelo Z270X-Gaming 7 é um dos modelos de topo mas que, ainda assim, fica atrás das Z270X-Gaming 8 e Z270X-Gaming 9 que até têm blocos para refrigeração líquida integrados.

gigabyte z270x gaming 7

Esta nova linha de motherboards chega com o lançamento da nova plataforma Intel para entusiastas, com CPUs Kaby Lake da 7ª geração Intel Core e chipset Z270 com novas tecnologias e funcionalidades.

Especificações

Suporte para CPU Intel Core i7 7ª/ 6ª Geração
Socket do CPU LGA 1151
Chipset Intel Z270 Express
Interface Gráfica 1*PCIe 3.0 x16 + 1*PCIe 3.0 x8 + 1*PCIe 3.0 x4
Display Interface HDMI, DisplayPort
Tipo de Memória Dual Channel DDR4
DIMMs de Memória 4*DDR4
Slots de Expansão 3*PCIe 3.0 x1
SATA Connectors 3*SATA Express*/6*SATA 3, 2*M.2, 1 U.2
SATA RAID RAID 0,1,5,10
USB 2*USB 3.1 Gen2 (1*USB Type-C com Thunderbolt 3) + 9*USB 3.1 Gen1 + 4*USB 2.0
Audio/LAN Creative Sound Core 3D/ Dual GbE LAN (Intel + Killer)
Formato (mm) ATX (305×244)

Página Oficial

Embalagem e Conteúdo

As novas embalagens são muito simples, com o logo, nome da marca e designação do modelo na frontal. Há ainda espaço para algumas das caraterísticas em destaque com texto ou logotipos de pequenas dimensões.

gigabyte z270x gaming 7

A traseira da embalagem mantém o formato habitual das motherboards Gigabyte, com a lista de especificações e uma pequena demonstração das principais caraterísticas, desta vez divididas em iluminação, áudio, refrigeração e conectividade.

gigabyte z270x gaming 7

No interior vem a motherboard num compartimento superior e no fundo vem um conjunto de papelada e acessórios, mais concretamente um manual de utilizador, guia de instalação, disco com drivers, autocolantes para identificações de discos, duas fitas com velcro, espelho traseiro da motherboard, tampas para as portas traseiras, G conector, dois sensores de temperatura, um cabo de ligação para fita LED, quatro cabos SATA, uma ponte SLI e um autocolante AORUS.

gigabyte z270x gaming 7

Em Detalhe

A Gigabyte Z270X-Gaming 7 é uma motherboard com formato ATX (30.5cm x 24.4cm) e um esquema de cores que combina o essencialmente preto matte no PCB (embora tenha algumas linhas brancas na zona do socket) com branco nos dissipadores. O formato destes dissipadores não mudou desde a última geração, se olharmos, por exemplo, para a Z170X-Gaming G1. Para refrigeração a Gigabyte tem ainda 8 conectores híbridos para ventoinhas, que suportam controlo por PWM ou tensão. A tecnologia Smart Fan 5 permite ir mais longe na gestão das ventoinhas e das temperaturas do computador tanto na BIOS como por software no Windows.

gigabyte z270x gaming 7

Esta plataforma utiliza o socket LGA 1151 e é compatível com processadores da 6ª e 7ª geração Intel Core. O VRM da Z270X-Gaming 7 tem 8+3 fases para o processador e gráfica integrada com controlador PWM Intersil híbrido digital e o VRM das memórias tem 1 fase com PWM Richtek, dando assim origem à designação de PWM digital com 12 fases. A alimentação é feita através de um conector de 8 pinos, capaz de aguentar até 150W de potência, mais do que suficiente para processadores com TDP de 91W, mesmo depois de um overclock considerável.

gigabyte z270x gaming 7

A Gigabyte tem-se focado bastante ao longo do tempo no suporte e overclock das memórias. No caso deste modelo são 4 DIMMs para DDR4 num máximo de 64GB com frequências até mais de 4000MHz XMP. Além da proteção metálica nos slots, também o sistema de iluminação LED RGB Fusion se alastrou até aos DIMMs de memória, com 3 filas de LEDs entre os slots que podem ser configurados por software.

gigabyte z270x gaming 7

Esta é uma zona com várias funcionalidades, a começar por três botões grandes para ligar e desligar o sistema, entrar no modo OC ou no modo ECO e mais dois botões pequenos para fazer reset ao sistema, a branco, e à BIOS, a preto. Os logos XMP e turbo ficam iluminados quando ativados. Também é nesta zona que o Accent LED vem instalado, um módulo iluminado que é substituível que dá alguma dinâmica à motherboard. Para quem precisar tem aqui dois conectores internos para USB 3.0 ligado a um hub da Realtek. Por cima dos slots de memória existem 8 pontos de leitura de tensões para quem faz overlock mais a sério e para os entusiastas de eletrónica.

gigabyte z270x gaming 7

Na zona dos slots de expansão a Gigabyte fez um bom trabalho para conseguir inserir tanta tecnologia num espaço tão limitado. O primeiro slot de expansão é um x1 o que facilita na escolha do dissipador. Os slots PCI-E principais estão duplamente espaçados com outro slot x1 pelo meio, o que permite boa refrigeração para as placas gráficas.

No total tem três slots PCI-E x1 e três slots PCI-E x16, os dois primeiros utilizam linhas PCI-E 3.0 x16 diretamente do CPU. É possível ter as 16 linhas no primeiro slot com uma gráfica ou dividir em x8/x8 se se instalar uma segunda placa no slot PCI-E seguinte. É possível ter uma configuração com três placas gráficas mas o último slot PCI-E x16 é substancialmente mais lento já que funciona a x4 e as linhas são do chipset e há partilha de largura de banda com um slot M.2. A proteção metálica e o sistema de duplo bloqueio voltam a marcar presença.

gigabyte z270x gaming 7

A motherboard tem seis portas SATA 6Gb/s a partir do chipset e também podem funcionar como três SATA-Express, uma interface pouco utilizada. Do lado esquerdo destas portas tem uma que será cada vez mais importante, uma porta U.2 com linhas PCIe Gen 3 x4 dedicadas, para os novos e rapidíssimos discos SSD NVMe da Intel. .

Atualmente, a opção de armazenamento que mais utilizo são SSDs M.2 PCIe e para isso a Gigabyte Z270X-Gaming 7 tem dois conectores com 32Gb/s, um logo abaixo do socket do CPU para 2242/2260/2280/22110 e outro entre os dois últimos slots PCI Express para 2242/2260/2280.

gigabyte z270x gaming 7

A parte de áudio é uma das secções onde a Gigabyte tem apostado forte na sua linhas de motherboards gaming com uma solução que combina hardware e software e que está fisicamente separada do resto da motherboard para evitar ruídos. A Z270X-Gaming 7 tem um processador de áudio quad-core Core3Di da Creative, um socket DIP com amplificador BurrBrown, condensadores eletrolíticos da série Gold da Nichicon e condensadores WIMA que também são bastante populares em sistemas de Hi-Fi de topo. Além disso tem a tecnologia AMP-UP áudio que permite trocar OP-AMPs a gosto, o que é uma vantagem para audiófilos.

gigabyte z270x gaming 7

O painel traseiro da motherboard tem um conector PS/2, duas portas USB 3.1 Gen 1 DAC-UP amarelas que têm tensão ajustável e alimentação protegida, saídas de vídeo HDMI 2.0 e DisplayPort 1.4, três portas USB 3.1 Gen 1, portas Dual LAN um com Intel Gigabit e outra Killer LAN com o novo controlador E2500, dois conectores para USB 3.1 Gen 2 com conector Type-C com Thunderbolt 3 e Tipo A a vermelho e por fim jacks de áudio banhados a ouro para 7.1 canais bem como saída Ótica S/PDIF.

gigabyte z270x gaming 7

Há outros detalhes interessantes espalhados pela motherboard, como é o caso dos dois chips de BIOS e um switch para alternar entre eles, LED de diagnóstico para identificar facilmente algum problema durante o arranque, um conector TPM e também um IC Turbo B-clock que permite aos overclockers controlar com maior precisão a frequência de OC e claro um conector de 5 pinos para fitas LED RGBW.

gigabyte-z270x-gaming7

BIOS

A Gigabyte optou por uma nova UEFI BIOS com um tema vermelho e preto e um aspeto a puxar para o clássico na maior parte dos menus. Esta BIOS dá ao utilizador um nível de acesso enorme a todas as definições de frequências e tensões que se possam imaginar.

gigabyte-z270x-gaming7

O menu Smart Fan 5 é a maior novidade e permite controlar todas as ventoinhas das formas mais variadas. É incrível ter este detalhe nas opções logo na BIOS.

gigabyte-z270x-gaming7

Para quem não sabe o que está a fazer, talvez deixar tudo em Auto e ativar apenas o perfil XMP na versão Easy Mode seja a melhor ideia…

gigabyte-z270x-gaming7

Software

Em termos de software, o APP Center é ponto de encontro para todas as aplicações. Neste modelo a Gigabyte disponibiliza 20 aplicações e as mais importantes podem variar por tipo de utilização. Para mim EasyTune, @BIOS, RGB Fusion e System Information Viewer são as mais importantes.

Com o @BIOS é possível guardar e atualizar a BIOS de diversas formas, sem sair do Windows.

gigabyte-z270x-gaming7

O utilitário EasyTune tem uma interface limpa e muito simples de utilizar e permite essencialmente fazer overclock ou alterar as definições de frequência e tensões do sistema.

gigabyte-z270x-gaming7

A iluminação da motherboard é controlada na aplicação RGB Fusion, que tem alguns efeitos predefinidos e opções mais complexas para quem quiser personalizar até ao mais ínfimo detalhe. A iluminação está dividida em 5 zonas independentes e pode responder a temperaturas, velocidades, ações no jogo, música e muito mais.

gigabyte-z270x-gaming7

O Smart Fan 5 está escondido dentro do System Information Viewer, daí a sua importância. Aqui dá para configurar as ventoinhas em relação à sua velocidade, localização e sensores a que respondem.

gigabyte-z270x-gaming7

Testes

Sistema de testes:
Intel Core i7 7700K c/ Fractal Kelvin S24
Gigabyte Z270X-Gaming 7
16GB Corsair Dominator Platinum 2666MHz
Samsung 950 Pro 256GB
AMD RX 480
Corsair AX1200i

3DMark

gigabyte-z270x-gaming7

3DMark Time Spy
Gigabyte Z270X-Gaming 7
Gigabyte Z270X-Gaming 5
4131
4091

PCMark 8

gigabyte-z270x-gaming7

PCMark Home
Gigabyte Z270X-Gaming 7
Gigabyte Z270X-Gaming 5
4937
4961

gigabyte-z270x-gaming7

PCMark Creative
Gigabyte Z270X-Gaming 7
Gigabyte Z270X-Gaming 5
6961
5946

gigabyte-z270x-gaming7

PCMark Work
Gigabyte Z270X-Gaming 7
Gigabyte Z270X-Gaming 5
5842
5946

gigabyte-z270x-gaming7

PCMark Storage
Gigabyte Z270X-Gaming 7
Gigabyte Z270X-Gaming 5
5093
5090

Cinebench R15

gigabyte-z270x-gaming7

Cinebench R15 CPU
Gigabyte Z270X-Gaming 7
Gigabyte Z270X-Gaming 5
999
1005

POV-Ray

gigabyte-z270x-gaming7

POV-Ray
Gigabyte Z270X-Gaming 7
Gigabyte Z270X-Gaming 5
2130.13
1881.56

AIDA64 Cache & Memory Benchmark

gigabyte-z270x-gaming7

AIDA64 Memory Read
Gigabyte Z270X-Gaming 7
Gigabyte Z270X-Gaming 5
37861
37799
AIDA64 Memory Write
Gigabyte Z270X-Gaming 7
Gigabyte Z270X-Gaming 5
40505
40448
AIDA64 Memory Copy
Gigabyte Z270X-Gaming 7
Gigabyte Z270X-Gaming 5
37303
37444

CrystalDiskMark

gigabyte-z270x-gaming7

CrystalMark Leitura Sequencial
Gigabyte Z270X-Gaming 7
Gigabyte Z270X-Gaming 5
1343
1343
CrystalMark Escrita Sequencial
Gigabyte Z270X-Gaming 7
Gigabyte Z270X-Gaming 5
939
939.8

Tom Clancy’s Rainbow Six Siege

gigabyte-z270x-gaming7

Média de FPS no Rainbow Six Siege
Gigabyte Z270X-Gaming 7
Gigabyte Z270X-Gaming 5
123.1
124.3
Mínimo de FPS no Rainbow Six Siege
Gigabyte Z270X-Gaming 7
Gigabyte Z270X-Gaming 5
86.5
84.9

Middle-earth: Shadow of Mordor

gigabyte-z270x-gaming7

Média de FPS no Shadow of Mordor
Gigabyte Z270X-Gaming 7
Gigabyte Z270X-Gaming 5
92
93.5
Mínimo de FPS no Shadow of Mordor
Gigabyte Z270X-Gaming 7
Gigabyte Z270X-Gaming 5
57.51
60.33

Overclock

A capacidade de overclock depende muito da sorte que cada um tiver no processador mas também é preciso ter uma motherboard em condições, com boas opções para overclock e um sistema de alimentação robusto para se aguentar ao serviço. O novo 7700K é 4.2 GHz/4.5 GHz de origem e com um clique no botão de OC pode ficar a 4.7 GHz. Com a opção auto tuning do EasyTune passou para 4.8 GHz.

Com 1.38V e um load line calibration mais agressivo, foi fácil atingir os 5.2 GHz estáveis sem sequer mexer no BLCK. Há quem lhe chame azar no amor mas sorte nos processadores!

gigabyte-z270x-gaming7

Claro que já há muitos entendidos a utilizar azoto líquido e a passar a barreira dos 7GHz.

Considerações Finais

A Z270X-Gaming 7 da Gigabyte é uma das propostas mais equilibradas no momento para a nova plataforma Intel. Tem formato ATX e uma panóplia de caraterísticas exclusivas e tecnologias de ponta mas sem entrar em exageros desnecessários. A estética é sempre discutível mas esta é uma board que pode ter um aspeto profissional ou um aspeto gamer, dependendo da iluminação escolhida.

Em termos de componentes é tudo de alta qualidade, desde o sistema de alimentação à placa de som integrada. Isso depois reflete-se no desempenho, na capacidade de overclock, estabilidade do sistema e mais tarde na durabilidade. Esta é uma motherboard que em Portugal tem 3 anos de garantia.

A solução de áudio integrada é das melhores do mercado e está ao nível de placas dedicadas, com Creative Sound Core 3D e a suite de software SBX Pro Studio para fazer as delícias de qualquer canal auditivo mais treinado.

Para um PC de jogos com músculo, suporta tecnologias CrossFire e SLI com algumas limitações de largura de banda, mas mais do que suficiente para ter duas placas gráficas a topo. A organização desta zona na motherboard está muito bem conseguida.

A conectividade também é um ponto forte da Gaming 7, com um painel traseiro recheado com os vários tipos de USB, incluindo USB 3.1 Gen2 com suporte para Thunderbolt 3 e em conectores internos com várias opções SATA e até U.2. Para mim, o facto de ter dois conectores M.2 PCIe é crucial porque não tenho dinheiro para investir na tecnologia Intel Octane mas SATA 6Gb/s já é demasiado lento.

gigabyte z270x gaming 7

Feliz ou infelizmente o fenómeno da iluminação RGB também já chegou às motherboards. Os gamers já não conseguem viver sem essa caraterística e portanto a Gigabyte apostou num sistema bem avançado com 5 zonas independentes e um software que permite fazer todo o tipo de truques com cores e efeitos. Tem também um conector para ligar fitas LED adicionais.

A BIOS tem uma interface fácil de utilizar embora com um aspeto clássico demais para um modelo gaming. Oferece grande estabilidade e todas as opções que alguém pode precisar para afinar o sistema. Se a coisa der para o torto, a DualBIOS entra em ação e portanto não há nada a temer. A Gigabyte costuma disponibilizar versões novas com melhoramentos que vão surgindo ao longo do tempo.

Além da parte de hardware, a Z270X-Gaming 7 tem uma forte componente de software. São softwares simples de utilizar e que ficam todos acessíveis num único sítio, o APP Center. É uma forma fácil de tirar mais partido de uma motherboard tão avançada, controlar o estado do PC e personalizar tudo a gosto.

Há quem tenha preferência ou necessidade de ligar PCs fixos por Wi-Fi à Internet para ler estes artigos e se isso é possível com várias motherboards recentes, parece que esse extra com módulo Wi-Fi e Bluetooth ficou esquecido na Gaming 7.

O preço em Portugal anda na casa dos 250€. É um preço decente para a qualidade da motherboard e caraterísticas que oferece mas coloca a Z270X-Gaming 7 num patamar onde existe muita oferta. Em Portugal, outro problema será a sua disponibilidade mas pelo menos já está listada nos fornecedores.

gigabyte z270x gaming 7Pontos Fortes:
+ Qualidade de construção
+ Desempenho
+ Opções de conectividade
+ Capacidade de OC
+ Áudio Creative integrado
+ Software
+ Iluminação RGB Multi zona

Pontos Fracos:
– Não tem Wi-Fi integrado
– Preço

 

Terei todo o gosto em esclarecer qualquer dúvida sobre a motherboard Gigabyte Z270X-Gaming 7.

Pontuação
Construção - 10
Design - 9
Desempenho - 9
Overclock - 9.5
Preço - 7.5
2 Comentários a este artigo

Deixar um comentário

Outros Artigos