Home Periféricos Gigabyte Aivia Krypton & Krypton mouse pad

Introdução
A Gigabyte está de volta ao mercado e vem acompanhada de produtos bastante apelativos e promete tentar que a AIVIA passe a ser encarada com o devido respeito pela comunidade gamer e entre a forte concorrência que neste momento também tem feito grandes revelações. Depois de já aqui termos tido o teclado Aivia K8100 e o rato M8600 , eis que mais dois produtos recém lançados pela Gigabyte nos chegam ás mãos. Desta feita, o Krypton gaming mouse e o respectivo pad emanam estilo e inovação sem sequer os tirarmos das embalagens. Veremos que surpresas nos reservou a Gigabyte e que melhorias podemos esperar relativamente ao M8600.

Embalagem e conteúdo
A embalagem do Krypton vem envolvida por um cartão que ilustra na parte frontal o produto. No lado esquerdo, contamos com algumas das features principais tais como a memória onboard e a troca dos DPI “on-the-fly” enquanto que debaixo da ilustração é visível o modelo e aquilo que a marca acha que mais caracteriza este produto, o duplo chassis.

Na parte traseira podemos ver ilustrações mais detalhadas que explicam algumas das funcionalidades do Krypton assim como as informações gerais acerca do rato. Além disso, o software Ghost Macro Engine também é referido na embalagem com a adição de um QR code para que rapidamente possamos aceder a mais informação no site da marca através do nosso smartphone.

Nas laterais podemos ler pequenos resumos do produto em várias línguas e podemos ver ambos os chassis que podem ser aplicados no Krypton.

Depois de retirarmos a protecção e abrirmos a caixa vamos vislumbrar o Krypton apoiado sobre uma superfície em plástico que divide a zona dos acessórios do resto da caixa. Retirando o rato e acedendo ao resto da embalagem podemos então aperceber-nos de que, além do rato, a embalagem também contém um chassis extra, uma caixa com pesos que podemos inserir no rato e uma pinça para o fazer, uns skates suplentes e já os habituais manuais de instruções e instalação rápida.

Em Detalhe
O Krypton é um rato com um design agressivo e arrojado. Além do mouse 1, 2 e scroll wheel contamos com um switch capaz de variar os DPI do rato, um botão lateral para trocar os perfis “on the way” e mais 5 botões adicionais sendo que 4 deles são de polegar e o último de mindinho.

Além dos botões, este rato possui ambas as laterais revestidas a borracha que lhe conferem uma aderência muito elevada, falhando só pelo facto de nos deixar as mãos suadas após algumas dezenas de minutos de gaming intenso. Na traseira, o logótipo do modelo está bem evidenciado, assim como o “Aivia” no mouse 1.

Quanto ao aspecto geral, o Krypton peca apenas pelo tipo de letra utilizado no modelo que, quanto a nós nos dá uma sensação de mau design e que parece completamente desapropriada. Além do já habitual cabo revestido, o fundo deste Aivia é, como se sabe, um dos dois que nos será possível trocar e que é o grande destaque da marca para este produto.

Com um chassis lento e outro rápido, podemos esperar uma sinergia muito elevada com o tapete que Krypton que também foi lançado pela Gigabyte sendo que também possui dupla superfície para dois tipos de utilização.

Especificações

Quando retiramos o chassis do Krypton de forma tão simples como de uma tampa de um comando de TV se tratasse, podemos encontrar o espaço reservado aos pesos que se encontram na caixa que acompanha o rato tal como acima já referenciado.

É aqui que muita da “magia” e do perfeccionismo vêm ao de cima quando descobrimos que podemos “brincar” com o centro de gravidade do equipamento adicionando os pesos em alumínio ou em ferro. Desta feita, vamos ser capazes de ajustar o peso do rato para uma utilização com a mão esquerda, direita, palm ou claw!

Os botões laterais que se encontram na zona inferior do rato, se pressionados ao mesmo tempo durante 3 segundos variam a utilização entre a mão esquerda e direita trocando automaticamente o mouse 1 com o mouse 2 e sucessivamente.

No seu interior, o Krypton possui um processador de 32KB de forma a conseguir memorizar as nossas macros para que as possamos utilizar onde quer que estejamos. Esta feature já existia no antigo Aivia e continua a ser bastante actual. Claro está que, é no software que iremos conseguir tirar partido máximo deste equipamento e no qual vamos falar já de seguida.

Software
Quando iniciamos o software, no primeiro separador é-nos apresentado o produto Aivia que temos conectado ao nosso sistema e um acesso rápido tanto aos fóruns da Gigabyte como ao sítio oficial da marca. Também de referir que este software Ghost foi remodelado e que, além do look também todas as funcionalidades foram melhoradas e está muito mais interactivo.

No segundo separador podemos gerir todos os perfis e alterar as funções de todos os botões do nosso Krypton.

No último separador podemos aceder a todas as configurações gerais e efectuar todo o tipo de alterações. Gerir os perfis e as cores do LED indicativas a cada um deles, modificar a sensibilidade de cada um dos 4 níveis ajustáveis “on the way” no rato, alterar a sensibilidade do scroll wheel, alterar a report rate que varia entre 125Hz e 1000Hz, trocar a utilização de esquerdino para destro e vice versa e, por fim, ter acesso à memória interna do Krypton para adicionar, eliminar ou editar qualquer tipo de informação que possamos lá ter.

Krypton mouse pad
Juntamente com o rato, é altamente aconselhável a compra deste tapete. Além de visualmente muito bem conseguido, funciona de uma forma impecável com ambos os chassis do rato.

Utilizando o chassis rápido na respectiva face do tapete, podemos conseguir uma velocidade e um deslize simplesmente inacreditável tornando-se possível mover o rato com um simples “soprar”. Por outro lado, literalmente, a superfície mais lenta com os skates habituais dá ao utilizador uma enorme precisão.

No entanto, encontrámos alguns problemas neste pad, passando ambos pela borracha envolvente que, além de se sujar imenso, acaba por prender o cabo do rato, dificultando a movimentação em algumas situações. No geral, estes dois produtos conseguem destacar-se quando utilizados em conjunto sendo que adorámos a superfície rápida a par com o chassis de cerâmica que nos dá uma mobilidade impressionante e que, ao fim de algumas horas, não nos lembramos que temos um rato e que o estamos a movimentar.

Conclusão
No final de todas as contas, o Aivia Krypton é um rato bastante equilibrado que trouxe ao mercado algo de bastante novo e revolucionário, conseguindo complementar muito bem com um tapete diferente em termos estéticos e que se relaciona muito bem com o rato da mesma gama.

O facto do Krypton ser ambidextro e dar a possibilidade de trocar as definições “on the way” é algo que há que valorizar assim como a excelente mobilidade e precisão que se consegue perdendo algum tempo a brincar com os pesos e tipos de chassis com ambas as superfícies do pad. Os pontos maus do rato focam-se no facto dos botões inferiores serem praticamente inacessíveis no “calor do jogo”, da borracha lateral fazer transpirar imenso, apesar de nos oferecer um grip muito bom e do tipo de letra utilizado no logótipo “Krypton” na traseira do rato. Tirando isso, este é um produto bastante bem conseguido e, quanto a nós, com uma evolução em alguns aspectos face ao modelo anterior mas que só sendo complementado pelo tapete é que valerá a pena tal investimento.

Não deixa por isso de ser um produto altamente recomendado pelo LILIREVIEWS.

Despeço-me agradecendo à Gigabyte por nos ter cedido este belo conjunto gaming para a análise.

0 Comentários a este artigo

Deixar um comentário

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Outros Artigos