Home Periféricos CM Storm Xornet

O mercado gaming é um nicho em que muitas marcas encontram potencial de negócio. Pudera! Um mercado em constante evolução e em que os jogadores procuram ter sempre alguma vantagem relativamente aos seus adversários. É também aqui que as marcas utilizam os argumentos mais rebuscados para conseguir audiência e é também para este público que são desenvolvidos produtos extremamente específicos como ratos com uma coleção de botões, teclados com a ilustração dos itens nas teclas, headphones que mostram estatísticas do jogo e por aí em diante…

A CM Storm é uma marca bastante conhecida neste meio em vários produtos entre as caixas, ratos, headphones e mais recentemente nos teclados mecânicos. O Xornet é um rato que vem no seguimento do Spawn, um rato com mais algum músculo e características e um preço elevado. Com o Xornet, a marca cortou as características extra e poupou em algumas especificações para apresentar um rato que volta ao básico e que tem um preço super competitivo.

Especificações

Dimensões (C) 107 X (L) 75 X (A) 35 mm
Peso 143g
DPI 500; 1000; 2000
Frames por Segundo 2600
Aceleração 23G
Dados transferidos pelo Sensor 16 bit
Distância de Elevação ~2 mm
Polling Rate Máxima 1000 Hz
Botões 5 + 2 de função fixa
Cabo 2 metros

Embalagem e conteúdo

A CM Storm opta habitualmente por designs agressivos na embalagem dos seus produtos. As cores são as tradicionais da marca, uma excelente combinação entre preto, vermelho e branco. Na traseira da embalagem vêm apenas indicadas as especificações do rato.

Na frontal da caixa pode abrir-se uma aba que, além de permitir ter um primeiro contacto com o rato, traz alguma informação sobre os pontos-chave deste rato da CM Storm.

Este é um produto budget desde o próprio rato até ao bundle que o acompanha. A CM Storm envia apenas o rato e um Quick Start Guide.

Em Detalhe

O Xornet é um rato ótico desenvolvido para jogadores com pouca margem de orçamento e que utilizem preferencialmente claw grip. Devido às suas dimensões e formato, acaba por ser o irmão mais novo do CM Storm Spawn, um rato muito mais caro do que este.

Talvez pelo seu formato ergonómico as dimensões especificadas no site e na embalagem parecem enganadoras. O rato é mesmo muito pequeno e leve, muito próximo dos mini-mouse que se utilizam em portáteis.

Numa vista geral pelo rato pode destacar-se a diferente textura dos botões, a borracha em ambas as laterais e o espaço reservado para pousar o dedo anelar impedindo que este clique acidentalmente no botão mouse2.

O Xornet é um rato gaming do mais simples que existe em termos de funcionamento. Funciona a 100% em modo Plug & Play e, na verdade, nem tem qualquer software apesar do 8Kb de memória interna. Estes estarão então reservados para a configuração default ou à espera que alguém descubra forma de os utilizar. À partida, os seus 7 botões não podem ter novas funções como macros gravadas para jogos e apesar de se ter tentado a sorte, o software do Spawn não funciona neste rato.

Uma característica que coloca o Xornet à frente de muitos ratos acima da sua gama é a qualidade do mecanismo utilizado nos botões. Embora o trajeto de viagem seja relativamente grande, o clique acaba por dar sempre uma sensação de precisão e controlo incrível. Estes mecanismos da Omron são topo de gama e são desenvolvidos para durarem no mínimo 5 milhões de cliques. O revestimento dos botões mouse1 e mouse2 é em borracha suave.

O scroll é bastante preciso e fácil de controlar, tem pequenos socalcos na sua textura que permitem uma melhor aderência. Os botões que se encontram atrás do scroll são utilizados para aumentar ou diminuir a velocidade entre as definições de 500, 1000 e 2000DPI.

As laterais do CM Storm Xornet são revestidas com uma borracha diferente da que se encontra nos botões. Esta borracha garante perfeita aderência tanto do polegar como do mindinho, essencial para conseguir uma claw grip eficaz, mesmo depois de muitas horas seguidas a jogar.

Os botões do polegar são bastante pequenos mas a sua posição é boa e é fácil de distinguir entre o botão de avançar e o de retroceder.

O sensor ótico escolhido para o Xornet foi o Avago ADNS-3050, um sensor de entrada de gama com máximo de 2000DPI e 20G de aceleração, se bem que a CM Storm anuncia um máximo teórico de 23G com tracking máximo de 160 IPS. A distância a que o sensor deixa de responder parece ser superior aos 2mm anunciados quando utilizamos a versão default do firmware e pode ser um problema para quem tem um estilo de jogo que obriga a levantar muitas vezes o rato. No entanto, ao atualizar para a versão mais recente disponível no website da marca, esse problema desaparece por completo.

O cabo tem 2 metros de comprimento, utiliza o revestimento em borracha que torna o cabo super fácil de cortar e vincar. Na extremidade, o habitual conetor USB2.0.

Considerações Finais

Pode dizer-se que o Xornet foi desenvolvido para um nicho dentro de um nicho. É um rato desenvolvido para o mercado gaming, com foco nos FPS e para jogadores que utilizem claw grip. Verifcou-se que é muito bom a responder às necessidades desse público-alvo.

Apesar das glides de teflon não serem iguais às dos ratos topos de gama, deslizam satisfatoriamente em vários tipos de superfície. Sendo um rato gaming é natural que tenha fio, de lamentar, no entando, que seja revestido em borracha que se vinca imenso.

Em termos de aspeto do rato não há muito que se destaque, não tem luzes nem botões adicionais. Para quem prefere este tipo de características talvez não seja a melhor escolha. O Xornet, à parte do seu formato ergonómico é um rato super simples e discreto.

É definitivamente um rato de entrada de gama e notam-se diferenças ao nível da qualidade de construção entre este e outros modelos dentro da gama CM Storm. Tem um sensor ótico um pouco mais lento do que é esperado em ratos gaming nos dias de hoje mas, no fim, o Xornet acaba por ser um rato muito agradável de utilizar e, sobretudo, muito preciso.

Com um preço abaixo dos 20€, esta proposta da CM Storm ataca uma gama de preços onde a sua concorrência, a existir, não terá grandes hipóteses.

Um agradecimento à Cooler Master por ter disponibilizado este sample para review.

10 Comentários a este artigo
  1. Excelente review!

    Mouse indicado para que usa o fingertip grip, que é meu caso. Ergonomicamente falando, esse mouse é perfeito pra mim, que costumo segurar com as pontas do dedo e levanto o mouse sempre. Os pontos negativos são:
    -Falta de um programa para configura-lo
    -Uma quantidade maior de dpi’s (comprei o Spaw pra ver se vai resolver)
    -Poderia ter um sensor laser ao invés de ótico

    Pelo custo x benefício é um bom mouse, apesar de esperar algum dia poder experimentar o Logitech G9X, que dizem ser excelente para fingertip.

Deixar um comentário

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Outros Artigos