Home Guias Bem vindo ao iOS 6

A Apple lançou o mais recente update do sistema operativo que incorpora todos os iDevices. iPhones, iPads e iPod Touch de certas gerações vão poder ser actualizados para esta versão e ter acesso a mais de 200 novas funcionalidades onde muitas delas vos darei a conhecer neste artigo. Se não têm bem a certeza se devem actualizar e estão à espera que alguém vos dê feedback acerca de vários aspectos como o tempo de vida da bateria, velocidade do equipamento ou até mesmo melhorias nas aplicações nativas, fiquem por aí!

Como actualizar
Existem dois métodos que podem utilizar para fazerem o update do vosso iDevice. Podem navegar pelas Definições -> Geral -> Actualização de Software e deixar que o telemóvel via Wi-Fi faça o download e a instalação do update.

Podem também ligar o equipamento ao computador e, já no iTunes, fazer o update. Será mais rápido desta forma!

Depois do download e posterior instalação, o vosso equipamento vai reiniciar e vai pedir-vos as informações de uma configuração nova. Aconselho portanto a activarem o iCloud antes de avançar com o update de forma a garantirem que toda a vossa informação está segura. De qualquer das formas, correndo bem, o update faz o backup primeiro para que depois de instalado o iOS 6 vos possa voltar a “devolver” todos os dados que tinham.

Just in case, utilizem o iCloud.
(Definições -> iCloud -> Armazenamento e Cópias)

Já tenho o iOS 6, e agora?
Depois de tudo configurado, no vosso springboard podem vislumbrar várias diferenças começando pelo design do ícone dos mapas, o Passbook que nunca havia existido e a falta do… YouTube.

Mapas
First things first, como já muitos de vocês devem saber pelas brincadeiras do 9GAG e partilhas nas redes sociais, a Apple “soltou-se” do google maps e possuem agora um sistema desenhado de raiz pela empresa oferendo aos seus utilizadores informações curva a curva tal como um GPS, visualização 3D em alguns locais e interacção total com o Siri. De lembrar que estas últimas funções só são suportadas pelo iPhone 4S, iPhone 5, iPad 2 e 3 tendo obrigatoriamente todos estes equipamentos de possuir um plano de dados, mais conhecido por 3G.

Pessoalmente nunca fui muito de utilizar os mapas para me orientar sendo que, dado o facto de existir a fantástica aplicação TMN DRIVE completamente gratuita que vos dá a possibilidade de ter um GPS de qualidade sempre à mão, acaba por se tornar irrelevante utilizar os mapas no nosso país. Para quem vai para fora, no entanto, a história é outra. Em todo o caso, é sem sombra de dúvida o pior deste update. Estes mapas estão carregadinhos de falhas grotescas já muito criticadas nas redes sociais e nos sites onde a chacota é sempre bem vinda. As fotografias aéreas são mais recentes mas as funcionalidades “WOW” só estão disponíveis na América e em termos práticos cá na Tugalândia, esta versão Apple dos mapas é muito fraca.

Adoram o google maps e não podem viver sem ele? Não actualizem pois vão sofrer um desgosto. Se não é esse o caso, vou spoilar e dizer já que este é o único defeito do melhor update da Apple até agora.

PassBook
Esta aplicação foi desenhada para nos facilitar a vida. Eu sou um rapaz americano que, antes de me deslocar até à faculdade passo no Starbucks para tomar o meu café de litro. Abro a minha aplicação PassBook onde tenho uma conta corrente do Starbucks ainda com 20€ de saldo e o senhor da caixa faz-me scan a um código de barras efectuando o pagamento e dando-me a possibilidade fantástica de chegar a tempo e horas à primeira aula da manhã, sendo que com tamanha litrada de cafeína nunca irei adormecer.

Parece fantástico! Mas ainda não é..

É um facto de que já algumas empresas multinacionais aderiram ao PassBook. Podem efectivamente comprar um bilhete de avião na Lufthansa por exemplo e, apenas utilizando o PassBook podem entrar no avião sem se preocuparem com papeladas extra. No entanto, isso só não chega pois a nossa realidade não é fazer 10 viagens por mês para estarmos num congresso em Tókio ao amanhecer e conseguir estar em Berlin para uma entrevista a um canal de TV marcada pelo nosso manager. Se esse é o teu caso, invejamos-te. Partindo do principio que não é essa a realidade de muitos, esta aplicação nativa do iOS 6 vai certamente ficar num canto bem escondido do vosso Springboard.

Digamos que seria verdadeiramente fantástico se eu pudesse ir comprar uns iogurtes, pão e leite ao Pingo Doce e me fosse possível utilizar o PassBook para pagar, sendo que o valor seria certamente inferior a 20€ e não poderia utilizar o meu cartão de débito. Podia também ser interessante a sua utilização nas bombas de gasolina locais, nos cinemas lusomundo ou até no McDonnalds aqui da zona. Se isso fosse possível, esta seria sem dúvida a grande revelação da Apple e uma das razões pelas quais valia a pena ter um iDevice. A ideia é boa mas, para nós humildes portugueses, ainda não…

Siri
Para quem tem um iDevice com acesso ao Siri poderia beneficiar em muito deste update. Como estamos em Portugal, ainda não fazemos parte desse grupo de pessoas pois além de Alemão, Inglês e Françês, o Siri fala agora em Chinês, Suiço, bla bla bla. Muitas novas capacidades linguísticas para esta função que será brutal quando pudermos falar na nossa língua para o telemóvel. Mais uma vez, ainda não será por agora. Fica no entanto a informação de que estará para breve a inclusão do português e esperamos que tenha as duas vertentes PT-PT e PT-BR para os companheiros do outro lado do Atlântico.

Integração TOTAL com o Facebook
Finalmente! Depois da Apple introduzir a integração com o Twitter, chegou agora a vez do Facebook. É possível fazer log in na rede social através das Definições e ter acesso facilitado quando precisamos de partilhar uma foto, publicar algo ou até mesmo adicionar ao nosso calendário datas de aniversários ou eventos criados por amigos no Facebook. Se ainda têm iOS 5 e quiserem partilhar uma foto da vossa biblioteca no Facebook têm de abrir a aplicação da rede social, procurar a foto a partir daí e só depois podem publicar. Agora, basta acederem à foto no telemóvel e a opção partilhar no Facebook encontra-se agora junto das já habituais “e-mail, MMS (se tiverem iPhone), Twitter, Imprimir, etc.

Além disso, deslizando para baixo no menu inicial trará a barra de estado “Android Like” e podem contar com um separador onde podem escrever de imediato o que “estão a pensar” e tal será publicado no vosso mural sendo que, a partir daqui só poderão publicar texto!

Pessoalmente, como utilizador do Facebook que sou, acho esta funcionalidade do iOS 6 muito produtiva não só para mim mas para a generalidade do pessoal que no nosso país utiliza esta rede social. É prático, rápido e é uma mais valia face ao iOS 5.

Partilha de fotos
Mais uma boa funcionalidade que poderá passar ao lado de muitos. Hoje em dia as MMS acabam por ser banais entre clientes da mesma operadora. No entanto, se eu quiser partilhar fotografias com alguém em particular que não seja da mesma rede isso poderia tornar-se bastante caro utilizando o serviço de MMS. Desde que o iDevice da pessoa tenha iOS 6 podemos ter uma pasta partilhada em conjunto e todas as fotos que para lá forem terão direito a notificação como se de uma MMS se trata-se. Somos avisados sempre que existe algo novo numa fotografia inserida no espaço partilhado tal como comentários ou “likes” na mesma. O grupo pode ser de 2 ou mais pessoas.

FaceTime
Todos vocês já conhecem o FaceTime e as vantagens que isso nos trouxe, principalmente se temos família ou amigos no estrangeiro. É natural que o Skype sempre fez a mesma coisa mas não de forma tão fácil e acessível. O único problema sempre foi o facto de só o podermos fazer via Wi-Fi, ou seja, em casa. Bonito bonito era estarmos num sitio brutal e ligarmos por FaceTime a uma colega para lhe podermos mostrar o quão fixe aquilo é. Pois bem, agora é possível fazer chamadas FaceTime via 3G, tornando tudo isso possível!

É tudo muito interessante mas, mais uma vez, interrogo-me acerca do facto de os pacotes de internet móvel do nosso país nos possibilitam gastar tamanhas quantidades de tráfego sem termos de pedir um empréstimo para pagar a factura. É uma realidade que as operadoras nacionais têm melhores ofertas nesse campo do que há uns anos atrás. Hoje em dia, já existem tarifários super económicos com acesso a 300MB mensais, o que é bastante bom para quando estamos fora do alcance Wi-Fi da escola ou de casa, podermos aceder às redes sociais, receber e enviar iMessages ou até mesmo controlar os mails.

Tudo isto tem pouco impacto no tráfego mas chamadas vídeo não serão certamente a mesma coisa. Admito nunca ter feito o teste mas prometo que no próximo mês vos elucidarei nesse aspecto, mesmo que como resultado disso, fique o resto do mês sem tráfego no meu pacote de internet móvel!

Telefone
A aplicação do telefone recebeu alguns extras bastante interessantes. Antes, quando recebíamos uma chamada à qual não queríamos ou não podíamos atender, optávamos por silenciar o telefone carregando uma vez no botão sleep ou cancelar a chamada carregando duas vezes seguidas. Agora, podemos deslizar para cima mostrando as várias opções que o iOS 6 nos trouxe. A função “Responder com SMS” e a possibilidade de dizer ao telemóvel para nos lembrar mais tarde de ligar à pessoa em questão aparecem no ecrã sendo que a primeira pode ser editada com várias mensagens que serão enviadas rapidamente. Ex: “Agora não posso atender, estou na aula. Mas manda SMS que escrever é na boa, a prof não vê.”

Mail
Agora possui uma pasta VIP com notificações personalizadas para quando recebemos um e-mail de alguém mais importante. Podemos também deslizar para fazer refresh à nossa caixa de correio e, quanto a mim a grande melhoria da aplicação, a possibilidade de adicionar fotos ou vídeos! Parece estúpido fazer esta referência mas a verdade é que, no iOS 5 não conseguimos criar uma mensagem nova e posteriormente adicionar uma foto ou um vídeo à mesma. Temos que primeiro aceder à nossa biblioteca de fotos, partilhar como e-mail e só depois preencher a mensagem com o texto associado à fotografia em anexo. Agora, podemos escrever primeiro, anexando depois.

Câmara
Panoramas são fantásticos quando nos encontramos num spot onde a paisagem é bonita e queremos fotografar todo aquele esplendor de uma só vez. Existiam imensas aplicações na App Store que o faziam sem que para isso tivéssemos de pagar o que quer que fosse. No entanto, a Apple introduziu a função Panorama na aplicação da câmara e, além do acesso estar muito mais facilitado, funciona 10000 vezes melhor do que qualquer aplicação que possamos descarregar. Sem erros, sem sobreposições, nunca falha. Utilizei muitas “panorama apps” e nenhuma delas ficava em condições mesmo depois de alguma edição. Basicamente, essas aplicações tiravam uma foto e mandavam-nos avançar com o telemóvel para a direita para que pudesse tirar a seguinte. Ficava um terror. Esta é mais uma boa iniciativa e se forem daqueles que gostam de panoramas em condições, é claramente um dos melhores aliciantes para fazerem o update que, a meu ver, é o melhor até agora dos senhores da maçã.

Espero que tenham gostado deste artigo e, apesar desta informação estar em todo o lado na web, ficam as fotos e uma apreciação pessoal do sistema operativo de alguém que utiliza bastante num ambiente e habitat de um jovem português.

Até breve!

Deixar um comentário

Outros Artigos